O momento de escolher o curso de graduação ideal envolve diversos fatores, tais como perfil, gostos pessoais, facilidade com matérias específicas e, claro, a análise do futuro do profissional no mercado de trabalho. Com inúmeras possibilidades de cursos, o aluno deve pesquisar informações sobre eles — e, para quem gosta da área de exatas, Engenharia Mecânica pode ser uma boa opção.

Com um mercado bastante promissor, os engenheiros mecânicos conseguem retorno de forma rápida com os seus estudos. Para tanto, é necessário contar com uma faculdade de renome no currículo e um bom desempenho durante o curso.

Se você deseja saber mais sobre o curso e as possibilidades de atuação em Engenharia Mecânica, continue a leitura e veja todas as informações sobre ele. Vamos lá?

Como é o curso de Engenharia Mecânica?

Com duração de 5 anos e composto por uma grade curricular intensa, o curso de Engenharia Mecânica é sinônimo de uma rotina agitada. Além de aulas teóricas baseadas, em grande parte, nas disciplinas de física e matemática, o estudante também vai contar com atividades práticas.

O curso ainda compreende a realização de estágio obrigatório e a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), a partir de um assunto de preferência do estudante. Ao final, com a apresentação e aprovação do trabalho, o aluno recebe o título de bacharel em Engenharia Mecânica.

O profissional da Engenharia Mecânica é capacitado para atuar em procedimentos que envolvem a elaboração de projetos, fabricação, manutenção e operação de sistemas mecânicos e máquinas. Por isso, ele é essencial para o bom andamento de qualquer tipo de indústria. Fábricas aeronáuticas, de automóveis e navais contam com equipes de engenheiros mecânicos de forma integral.

Os dois primeiros anos do curso são voltados às matérias introdutórias, tais como cálculo, álgebra e termodinâmica, bases para disciplinas mais avançadas. A partir do terceiro ano, os estudantes passam a ter contato com conteúdos mais complexos.

Pensamento lógico, organização da rotina e esforço são requisitos essenciais para quem deseja cursar Engenharia Mecânica. Saber trabalhar em equipe também é um diferencial que garante destaque ao aluno e, futuramente, ao engenheiro mecânico.

Como é a grade curricular do curso?

O Ministério da Educação (MEC) é o órgão responsável por determinar as diretrizes curriculares dos mais diversos cursos de graduação no Brasil. Na Engenharia Mecânica, são estudadas as seguintes disciplinas durante os 5 anos de graduação:

  • Administração;
  • Álgebra Linear;
  • Algoritmos e Programação;
  • Ciência dos Materiais;
  • Controle e Automação;
  • Desenho Técnico;
  • Desenho Técnico Mecânico;
  • Desenvolvimento Econômico;
  • Dinâmica das Máquinas e Vibrações;
  • Elementos de Máquinas;
  • Eletricidade Aplicada;
  • Eletrônica e Instrumentação;
  • Engenharia Automotiva;
  • Engenharia Econômica;
  • Ensaios Mecânicos;
  • Ergonomia e Segurança do Trabalho;
  • Estatística;
  • Ética e Meio Ambiente;
  • Fabricação Assistida por Computador;
  • Fenômenos de Transporte;
  • Física Básica;
  • Física;
  • Gestão Ambiental;
  • Gestão da Produção;
  • Gestão de Manutenção;
  • Hidráulica e Pneumática;
  • Manutenção Mecânica;
  • Máquinas de Elevação e Transporte;
  • Máquinas de Fluxo;
  • Matemática Básica;
  • Matemática;
  • Materiais;
  • Mecânica Aplicada;
  • Mecânica dos Fluídos;
  • Mecânica dos Sólidos;
  • Mecânica Geral;
  • Metrologia;
  • Planejamento, Programação e Controle da Produção;
  • Processos de Fabricação;
  • Projeto de Máquinas;
  • Projetos de Engenharia Mecânica;
  • Química;
  • Resistência dos Materiais;
  • Seleção de Materiais;
  • Sistemas Fluidomecânicos;
  • Sistemas Térmicos e Termodinâmica;
  • Tecnologia Mecânica;
  • Termodinâmica Aplicada;
  • Transferência de Calor;
  • Vibrações e Acústica.

Além de matérias específicas voltadas totalmente para o campo das Ciências Exatas e das melhores engenharias, o estudante também vai contar com disciplinas como administração e ética e meio Ambiente. Ao passo que a primeira é composta por noções gerais sobre a gestão de negócios, a segunda é essencial para a atuação do profissional com consciência a partir do mundo que o cerca.

A ética deve estar presente não apenas no trato com outras pessoas, mas também no que se refere ao respeito à natureza e aos recursos por ela oferecidos. Com uma grade curricular bastante completa, o curso de Engenharia Mecânica não é simples: se você deseja ingressar nesse universo, prepare-se para estudar diariamente. Um excelente futuro profissional é a recompensa para esse esforço.

Qual é o perfil de um engenheiro mecânico?

Além do raciocínio lógico requerido e da capacidade de trabalhar bem em equipe, o engenheiro mecânico é uma pessoa que gosta de solucionar problemas utilizando cálculos. Por isso, gostar de matérias relacionadas às Ciências Exatas faz parte do perfil esperado do profissional.

Afinidade com tecnologia e inovação também é um ponto importante, considerando as ferramentas de trabalho no ramo da engenharia: o cotidiano é repleto de softwares, máquinas de última geração e recursos digitais de desenho. Quem tem facilidade em utilizar essas ferramentas consegue resultados mais eficazes em seu dia a dia.

Também se espera boa comunicação do engenheiro mecânico, considerando o trabalho efetuado, geralmente, em grandes equipes. Tanto na linguagem escrita quanto oral, o engenheiro mecânico deve saber como conversar com os seus colegas de trabalho.

Por fim, pessoas com perfil observador são boas candidatas ao ramo da Engenharia Mecânica. Como esse profissional pode atuar no controle da qualidade de produção, todos as etapas da fabricação de determinado produto devem ser fiscalizadas. Se você consegue observar todo o ambiente ao seu redor de forma detalhista, a profissão de engenheiro mecânico pode ser ideal ao seu perfil.

Por que fazer esse curso?

O profissional que consegue trabalhar com as matérias de sua preferência é bastante privilegiado, ainda mais quando o retorno financeiro é sinônimo de uma boa remuneração. A primeira razão para fazer o curso de Engenharia Mecânica refere-se à essa questão: o mercado de trabalho garante diversas vagas de trabalho para profissionais recém-formados.

Por ser uma área complexa, a remuneração paga aos engenheiros mecânicos é bastante interessante. O salário nacional para profissionais da Engenharia Mecânica é de R$8.695,00 ao mês, para uma jornada de 8 horas por dia — valor que pode ser ainda mais alto dependendo da vaga, da empresa contratante ou do tempo de atuação como engenheiro.

Alguns estudantes também têm a intenção de juntar o propósito de abertura do próprio negócio e de startups, no ramo de tecnologia e inovação, com o desenvolvimento de novas máquinas. Como o curso de Engenharia Mecânica provê matérias específicas da mecânica, bem como a disciplina de Administração, o profissional conclui a faculdade apto a colocar as suas ideias em prática.

Um outro bom motivo para fazer Engenharia Mecânica está relacionado à possibilidade de trabalho em outros países, além do Brasil. Por ser uma uma área tecnológica, um engenheiro mecânico pode garantir sucesso profissional também no exterior. Para quem tem o sonho de fazer um intercâmbio ou contar com a vivência em outro país, o ramo pode proporcionar boas oportunidades.

Quais são as áreas de atuação?

É um mito o pensamento de que o engenheiro mecânico apenas trabalha no ramo automobilístico: o profissional tem um mercado inteiro de boas opções de atuação. Continue a leitura e veja 4 delas.

Projetos

Como pode ser entendido a partir de seu próprio nome, a área de projetos tem relação à criação e elaboração de novos produtos e equipamentos. O profissional também pode modificar linhas já existentes, com base em pesquisas e experimentos.

A intenção é desenvolver novos produtos ou aperfeiçoar materiais já existentes — trabalho também realizado por engenheiros mecânicos. Profissionais com um perfil curioso e que têm interesse em introduzir materiais inéditos no mercado podem ter sucesso na área de Projetos.

Gestão

Similar à área de projetos, a gestão é o setor responsável pelas linhas de produção. Isso significa que, a partir do planejamento elaborado para criação ou modificação de material já existente, o engenheiro mecânico lidera a supervisão da produção.

Além de executar um bom trabalho em equipe, o engenheiro químico da área de gestão deve ser um profissional detalhista para verificar o cumprimento de todo o processo. Geralmente, o engenheiro também atua como líder dos colaboradores na área de gestão. Por isso, é preciso contar com uma linguagem mais simples e menos técnica, justamente para fazer com que toda a equipe entenda as atribuições necessárias.

Manutenção

Responsável por manter todos os equipamentos funcionando corretamente, o engenheiro mecânico da área de manutenção é essencial para toda e qualquer indústria. Isso porque mínimos defeitos podem causar o congelamento da produção e enormes prejuízos financeiros aos empreendedores.

O engenheiro mecânico do setor de manutenção tem a função de calibrar todas as máquinas utilizadas no processo de produção. Desde as mais simples, até as mais complexas, elas são essenciais para o bom andamento da operação. É preciso, no entanto, que o profissional seja observador e saiba agir sob pressão.

Academia

A área acadêmica é bastante interessante e permite ao engenheiro propagar conhecimento para novos estudantes do ramo. É possível, além do curso de graduação, ser professor de pós-graduação e estudar temas ainda mais específicos, aliado com a produção de artigos e elaboração de pesquisas.

Se você tem uma didática natural e adora explicar a matéria da prova aos seus colegas de classe, a área acadêmica pode ser ideal ao seu perfil. Participe de projetos de pesquisa e extensão durante a faculdade e verifique se a área agrada.

Em quais áreas o aluno pode se especializar?

Depois de formado, o aluno ainda pode escolher áreas de seu interesse para especialização. Veja, a seguir, 4 áreas que estão em alta no mercado de trabalho e considere a realização de uma pós-graduação para melhorar o seu currículo.

Energias renováveis

O conceito de energias renováveis é bastante mencionado na atualidade, considerando a preocupação com o meio ambiente e o esgotamento de algumas fontes essenciais de energia. Por isso, o aluno conta com uma grade curricular voltada ao cálculo do potencial energético de diversos tipos de energias renováveis, como a termossolar, eólica e a energia proveniente da biomassa.

Mais além, o profissional será capacitado para planejar projetos utilizando esse tipo de energia, calcular a viabilidade do esboço, gerir o planejamento feito e, claro, conhecer a legislação referente ao tema. A área de Energias renováveis é bastante interessante e será cada vez mais utilizada.

Engenharia da manutenção

O objetivo da especialização em engenharia da manutenção é fornecer conhecimentos mais aprofundados do ramo, para que o profissional consiga criar novas soluções, reduzir custos em seu dia cotidiano, incrementar a qualidade, diminuir riscos e, claro, manter a fábrica ou empresa em que trabalha em alta no mercado.

Além da forte influência da engenharia da manutenção no setor empresarial, a área também tem relação com pesquisas feitas nas faculdades. Como o objetivo desse setor é desenvolver novos meios de trabalho para aperfeiçoar a manutenção das máquinas, testes e experimentos podem ser feitos em âmbito acadêmico.

A partir de então, a teoria passa a ser aplicada na prática, no dia a dia de fábricas e empresas. Bem interessante, não?

Engenharia industrial

A engenharia industrial tem relação estreita com novas tecnologias e inovação, considerando um mercado em constante desenvolvimento para oferecer melhores soluções na indústria de engenharia mecânica. Por isso, o estudante da especialização de engenharia industrial tem contato com disciplinas de robótica, automação, digitalização, empreendedorismo e outras matérias similares.

O profissional da área também será capacitado para criar novas plataformas tecnológicas, para uso nos mais diferentes ramos e, claro, no dia a dia da população. Disponibilizar novos produtos a partir da redução de custos na produção é outro objetivo da engenharia industrial bastante essencial.

Essa área de especialização é mais genérica e muito aplicada nas mais diversas empresas pelo Brasil e mundo afora.

Engenharia da qualidade

Controlar e supervisionar a manufatura de produtos também é papel do engenheiro mecânico — muito importante para manter o controle de qualidade nas mais diferentes indústrias e áreas de atuação. Por isso, não é necessário mencionar a importância do profissional que trabalha com engenharia de qualidade, não é mesmo?

A especialização desse setor tem o objetivo melhorar os processos industriais que medem a qualidade dos procedimentos, além de desenvolver as capacidades do profissional que faz parte dessas operações. Outro objetivo é reduzir custos no sistema produtivo, a partir da identificação com mais agilidade de erros ou defeitos em produtos.

Se você tem facilidade para identificar falhas em procedimentos ou garante a supervisão de qualidade de um planejamento feito, a área de engenharia da qualidade pode ser ideal ao seu perfil.

Como é o mercado de trabalho?

O curso de Engenharia Mecânica é uma excelente porta de entrada ao mercado de trabalho, considerando a alta do setor. Como o engenheiro pode atuar em indústrias automobilísticas, aeronáuticas, eletroeletrônicas e petroquímicas, o profissional recém-formado consegue uma rápida colocação no mercado de trabalho.

Além de compor uma equipe de uma indústria ou empresa, o engenheiro mecânico pode se aventurar no universo de ser dono do próprio negócio. Independentemente da criação de uma pequena, média ou grande empresa, o profissional tem a opção de desenvolver produtos já existentes ou criar a sua própria linha de equipamentos.

Para tanto, o engenheiro mecânico deve mesclar conhecimentos de administração e conteúdos específicos à engenharia. Ambos os caminhos no mercado de trabalho prometem frutos bastante positivos. Portanto, utilize as suas soft skills e tenha sucesso.

Quais tipos de empresa contratam engenheiros mecânicos?

Se montar o próprio negócio não é o seu perfil, é preciso pesquisar com mais detalhes a respeito dos segmentos que oferecem trabalho para profissionais da engenharia. Continue a leitura, veja quais tipos de empresa contratam engenheiros mecânicos e confira o funcionamento do mercado de trabalho para a área. Vamos lá?

Indústrias

O trabalho nas indústrias é, seguramente, o mais lembrado para atuação de um engenheiro mecânico. Isso porque elas contam com o funcionamento integral de máquinas e de uma produção em massa, requerendo um time de qualidade de engenheiros mecânicos.

Empresas automobilísticas, indústrias farmacêuticas, cosméticas, de construção civil e de transportes são bons exemplos para atuação do engenheiro mecânico. Como qualquer empreendimento de grande porte que utiliza grandes maquinários requer o trabalho de um profissional da engenharia mecânica, as indústrias, no geral, contratam engenheiros.

O cotidiano empresarial geralmente conta com expedientes que iniciam mais cedo do que o horário comercial tradicional. Avalie as condições de trabalho e opte pela indústria de sua preferência.

Escritórios de advocacia

Sim, você leu corretamente. Escritórios de advocacia também utilizam os serviços de engenheiros mecânicos e, por vezes, contam com esse profissional em seu quadro de colaboradores. Isso porque em processos envolvendo a atuação de indústrias ou assuntos relacionados ao registro de patentes, pode ser necessária a análise de profissional do ramo.

Assim, em vez da contratação de um bom engenheiro mecânico para atuação por processo, pode ser requisitada a presença do profissional de forma mais constante. O trabalho com advogados é bastante diferente do que a rotina industrial, mas pode ser bem interessante.

É preciso que o engenheiro mecânico conte com uma excelente comunicação, envolvendo escrita e fala, saiba trabalhar em equipe e, claro, seja um profissional meticuloso para análise dos casos fornecidos.

Hospitais e clínicas de saúde

Hospitais e clínicas de saúde também são dois tipos de estabelecimento que requerem a atuação de profissionais da Engenharia Mecânica. Nesse campo, o engenheiro exerce um trabalho voltado à chamada biociência, que é muito importante para a recuperação de pacientes.

O trabalho na área da saúde tem relação à produção de próteses, instrumentos ergonômicos e ferramentas que auxiliam a reabilitação de pessoas doentes ou acidentadas. Por isso, até mesmo o desenvolvimento de uma cama de hospital deve passar pela análise de um bom profissional da Engenharia Mecânica.

A profissão também tem uma missão nobre, a partir do propósito de auxiliar pessoas que estão vulneráveis. Se você deseja fazer a diferença e ainda contar com uma remuneração para isso, a atuação em hospitais ou clínicas de saúde pode ser uma boa ideia.

Faculdades

Para quem deseja seguir a área acadêmica, é preciso mencionar que faculdades também contratam bons engenheiros mecânicos para composição do quadro de professores. Já para o ingresso em universidades públicas, o profissional precisa fazer concurso público.

Em qualquer uma das opções, entretanto, o engenheiro pode exercer a atividade de disseminar conhecimento, ter contato com um público jovem e elaborar diversas pesquisas para a área. A docência é essencial para a continuidade da área e requer bons profissionais para reciclagem de professores já próximos à aposentadoria.

Como se destacar no mercado de trabalho?

As diversas vagas oferecidas no mercado de trabalho não significam a ausência de competição. Ou seja, o estudante deve aproveitar a sua graduação para montar um bom currículo, visando a conquista de um bom emprego ao final do curso.

Para se destacar no mercado de trabalho, o aluno deve, em primeiro lugar, contar com uma faculdade de renome em seu currículo. Quando o empregador já conhece a instituição em que o profissional fez parte, as chances de contratação aumentam (e muito!).

Um bom desempenho durante os anos de faculdade também é essencial, já que de nada adianta ter uma boa faculdade no currículo e um histórico repleto de notas vermelhas, baixa frequência em projetos e poucas atividades extracurriculares.

O profissional que também deseja ter destaque no mercado de trabalho deve cogitar a realização de uma especialização. Além de demonstrar mais conhecimento sobre uma área específica, o engenheiro conta com um nível a mais de estudo, sendo uma importante vantagem.

Estude com frequência, faça parte de projetos, procure manter um bom desenvolvimento pessoal durante a faculdade e colha apenas frutos positivos depois da formatura!

Como é o curso de Engenharia Mecânica na UCEFF?

Curso reconhecido com nota 4 pelo MEC, em que 5 é a nota máxima, o curso de Engenharia Mecânica na UCEFF é referência. Com duração de 5 anos e oferecido em período noturo, a UCEFF conta com excelente infraestrutura e laboratórios de qualidade para uso dos alunos.

A grade do curso também visa uma formação global sobre as necessidades do mercado, de modo que o aluno aprenda sobre desenvolvimento de projetos, teste de produtos e controle de qualidade. Ao final dos 5 anos, o engenheiro mecânico poderá escolher onde e como atuar no mercado de trabalho.

É essencial saber sobre os cursos de graduação antes de fazer a sua escolha. Releira nosso post, pesquise mais sobre Engenharia Mecânica e faça a sua opção com segurança. Depois, é só iniciar o preparo para o vestibular e garantir sua vaga no curso. Bons estudos!

Gostou das informações sobre o curso de Engenharia Mecânica? Tem alguma outra dúvida sobre o assunto? Baixe o nosso e-book e saiba mais sobre a área!

Facebook Comments