Descobrir como se organizar para estudar e ter um melhor rendimento no vestibular é uma dúvida constante entre vários jovens que querem começar uma graduação. Afinal de contas, a transição do ensino médio para o ensino superior traz muita novidade, expectativa, cobrança e pressão de todos os lados. É por isso que, com tanta coisa acontecendo, nem sempre é fácil manter o foco e se planejar quanto ao próprio aprendizado da forma desejada, não é mesmo?

Por isso, preparamos um post simples, mas bem didático sobre o que deve ser evitado na hora de estudar para otimizar o tempo e não cair na tentação de procrastinar. De quebra, ainda há sugestões de como utilizar a internet ao seu favor para aumentar o seu conhecimento. Acompanhe e se inspire com as nossas sugestões!

O que fazer para manter o foco nos estudos

Você sabe que, na hora de estudar, vale muito a pena montar um cronograma com metas de capítulos a serem lidos, provas anteriores a serem revisadas, exercícios a serem realizados e tarefas/trabalhos a serem concluídos. Basta lembrar que ter objetivos claros ajuda a reter a sua atenção e melhora sua gestão de tempo e recursos disponíveis.

Porém, infelizmente, isso não é o suficiente. É preciso também eliminar distrações e maus hábitos que prejudiquem o seu aprendizado. Abaixo, listamos 4 boas atitudes para você. Confira!

1. Manter o celular em modo avião ou desligado

A primeira coisa a ser evitada é o celular. Sim, a gente sabe que ele é bastante útil no dia a dia. Porém, quando se trata do momento de estudos, não é bem assim. Isso, porque ele pode alertá-lo a qualquer qualquer momento por conta de uma ligação, um SMS, as notificações (curtidas, compartilhamentos, upload de vídeos, lives etc.) das redes sociais, as mensagens (com informes de promoções, ofertas ou novidades) de aplicativos de paquera, delivery, transporte particular etc.

Basta qualquer uma dessas coisas acontecer para você perder completamente a linha de raciocínio que estava “tecendo” — ainda mais quando se trata de matérias mais densas e que exigem muita reflexão crítica —, se afastar do material didático, se distrair por vários minutos e começar a fazer novas atividades que nada têm a ver com as matérias da faculdade. Portanto, para não correr esse risco, o ideal é desligá-lo ou, no mínimo, deixá-lo no famoso modo avião. 

2. Ter como ambiente de estudo um local calmo

A segunda dica é evitar estudar em um local barulhento e movimentado. Sala, cozinha, varanda, sacada, jardim ou terraço, por exemplo, podem ser ótimos lugares para acessar a internet e ler jornais e livros para diversão. No entanto, o mesmo não é válido para estudar (ainda mais se a intenção é estudar em grupo). Isso, porque, como esses cômodos são áreas compartilhadas da casa, algum familiar pode aparecer do nada e atrapalhar a sua concentração.

Resultado: você se distrai completamente e leva muito mais tempo do que gostaria (e realmente precisa) para ler um livro ou uma apostila, treinar exercícios ou finalizar simulados. Para completar, há chances de se ouvir barulhos de conversa, aparelhos eletrônicos em funcionamento e, inclusive, ruídos provenientes da rua. Por isso, sempre opte por um local reservado, a que você tenha como controlar o acesso, de modo a garantir que fatores externos não o atrapalhem.

3. Não estudar antes de sair para um compromisso

Marcou de sair com os amigos, o(a) namorado(a) ou com um ou mais familiares? Então, não deixe para estudar nas horas que antecedem esse passeio. Isso, porque, inevitavelmente, você pensará no programa e no quanto ele pode ser bom, divertido e surpreendente.

Ou seja, sua mente é “tomada” por expectativas, os níveis de ansiedade e estresse se elevam no seu organismo, e a sua capacidade de concentração cai drasticamente. Daí, já viu: por mais que o conteúdo seja simples, dificilmente você vai conseguir atentar para ele ou reter alguma informação do que leu ou exercitou.

4. Não estudar e revisar as matérias deitado

Muita gente tem o hábito de ler livros deitado, seja no sofá, seja na cama — o que, por si só, não é um problema. Afinal, quando o objetivo da leitura é se entreter ou passar o tempo, não é preciso sentar diante de uma mesa ou seguir um ritual. 

Porém, ao estudar, a história é diferente. É que ficar dessa forma, além de tornar difícil escrever e fazer anotações, pode estimulá-lo a se sentir sonolento, cansado e distraído. O motivo disso é simples: o seu próprio corpo, por entender que você está numa posição de repouso, reduz as tensões musculares e a pressão arterial, desacelera os batimentos cardíacos e diminui o nível de oxigênio que é levado ao cérebro.

Então, o seu nível de concentração e memorização é afetado, você não consegue manter o foco por muito tempo e tem muito mais chances de adormecer. Portanto, sempre esteja sentado, preferencialmente longe de cantos que são usados para relaxar e dormir. 

Uma dica extra é a cada meia hora se levantar da cadeira e se alongar ou fazer pequenos exercícios físicos (como agachamentos, polichinelos e afins), pois isso o ajuda a se manter desperto, melhora a circulação sanguínea e promove bem-estar.

Como fazer da internet sua aliada

Ao contrário do que muita gente pode pensar, a internet não é uma inimiga de quem deseja se organizar para estudar. Longe disso! Tudo é uma questão de equilíbrio. Ou seja, deve-se saber utilizá-la da maneira correta, priorizando a busca por conteúdo para complementar o seu aprendizado e aprofundar os assuntos que são vistos em sala de aula.

Por isso, pesquise por documentários e podcasts informativos em serviços de streaming como a Netflix e o Deezer, acompanhe canais de docentes e universitários no YouTube e, sempre que possível, faça a sua inscrição em plataformas de videoaulas, palestras, cursos livres e materiais didáticos relacionados à área de formação que deseja.

De que maneira a organização ajuda a ter sucesso no vestibular

As dicas de organização para os estudos que reunimos são muito úteis, pois focam em torná-lo apto a reconhecer e eliminar de uma vez por todas as distrações e os erros que, muitas vezes, se mascaram e passam despercebidos na sua rotina. Com isso, você consegue ter um aprendizado mais eficiente, melhora a sua leitura, dá um novo uso à internet, otimiza o tempo e até aprende a conciliar trabalho e estudo!

Como mostrado, se organizar para estudar não é uma tarefa impossível: apenas é preciso rever a sua postura e identificar aquilo que o impede de dar 100% de si durante a preparação para o vestibular. A partir daí, você fica a um passo de ingressar na faculdade e começar a formação acadêmica que vai prepará-lo para uma carreira de sucesso!

Gostou do post sobre como se organizar para estudar e conhece outras dicas interessantes como as que listamos? Então, compartilhe-as nos comentários!

Facebook Comments