Quem almeja cargos mais altos dentro de uma empresa — especialmente funções que exigem o gerenciamento de uma equipe — devem procurar diferenciais competitivos que destaquem o seu trabalho. Quanto mais alto o cargo, maiores são as responsabilidades do profissional, certo? Por isso, é preciso saber como tomar as decisões certas.

Tomar decisões sobre o futuro de uma organização nem sempre é fácil. São muitos fatores a serem analisados e uma decisão equivocada pode representar uma perda significativa de receita ou até mesmo uma redução na base de clientes.

Sendo assim, que tal conhecer algumas práticas capazes de facilitar esse processo? Continue a leitura deste artigo e descubra como tomar decisões certas no ambiente corporativo!

Qual a importância de não se deixar levar por fatores pessoais?

Uma das partes mais complexas do trabalho de quem é responsável pela tomada de decisão nas organizações é justamente saber se isolar. Na prática, isso significa não deixar que fatores externos influenciem as suas escolhas — e, nos piores cenários, acabem prejudicando o desempenho de um time ou projeto, por exemplo.

Assim, fatores como o seu relacionamento com o profissional que deu determinada sugestão, seu histórico de ação em situações similares e a pressão de estar no topo da hierarquia da empresa são alguns dos fatores pessoais e externos que devem ser controlados para que você tome decisões melhores.

Essa tarefa, porém, não é simples — afinal, é bastante difícil isolar fatores pessoais. No entanto, é possível reduzir esse efeito e evitar que uma decisão equivocada seja tomada por conta, por exemplo, de um conflito ou uma experiência negativa anterior.

Parte fundamental de saber como tomar as decisões certas para o futuro da sua empresa ou do setor que você comanda é conseguir separar o racional do emocional — ou seja, garantir que os fatores pessoais e externos não sejam mais importantes que números, estatísticas e indicadores.

Quais as melhores práticas para tomar as decisões certas?

Você já sabe como é importante isolar fatores externos na hora de tomar decisões importantes, certo? Agora, que tal conhecer algumas práticas que podem tornar esse processo um pouco mais fácil? A seguir, confira 5 dicas!

Ter inteligência emocional

A inteligência emocional é peça-chave no processo de tomar decisões certas, já que é preciso muito controle para conseguir fazer uma análise precisa de cada cenário. Em momentos de pressão, é fundamental ter o controle da situação e, para isso, é preciso se assegurar de que a sua cabeça não ceda à pressão.

Trabalhar esse ponto é, portanto, vital para que você tenha o equilíbrio necessário para avaliar melhor os pontos positivos e negativos dentro de cada situação, potencializando as chances de sucesso da sua tomada de decisão.

Evitar impulsividade

São raras as vezes em que agir impulsivamente vai resultar em uma decisão acertada, afinal, quando se toma uma decisão dessa maneira, poucos fatores são analisados com cuidado. Isso contribui diretamente para um aumento nas chances de equívoco. Portanto, evite ao máximo a impulsividade e foque em decisões embasadas e feitas após uma análise mais criteriosa.

Avaliar pontos negativos e positivos

Ao evitar a impulsividade, você precisa avaliar todos os fatores que envolvem determinada decisão. Nesse contexto, um exercício importante é colocar em um papel os pontos negativos e positivos de cada caminho a ser seguido. Dessa forma, torna-se mais fácil visualizar um pouco melhor as consequências da sua escolha e ter mais informações para tomar a decisão certa.

Buscar conhecimento

Buscar conhecimento e se manter atualizado é importante em qualquer carreira. Fazer uma pós-graduação, por exemplo, é uma boa maneira de se preparar melhor para os momentos de tomada de decisão. Seja com conceitos, técnicas ou teorias, buscar conhecimento vai enriquecer a sua experiência e fornecer os insumos necessários para que a sua decisão seja ainda mais embasada.

Por mais que a prática seja extremamente importante, também é fundamental conhecer novas teorias e conceitos para aplicar em seu dia a dia de trabalho. Esteja sempre procurando formas de aprimorar o que você entrega em sua rotina: tudo isso vai contribuir para que você esteja ainda mais preparado para acertar na hora de escolher entre uma estratégia ou outra.

Procurar um conselheiro confiável

Além de conhecimento, outro diferencial pode ser contar com a opinião de alguém da sua confiança — um conselheiro experiente, um mentor, alguém que possa questionar as suas decisões com sabedoria e orientá-lo para que você faça as escolhas mais certeiras. Contar com o ponto de vista de alguém assim ajuda a isolar fatores externos, garantindo, desse modo, a impessoalidade da sua decisão.

Qual o impacto da tomada de decisão para o gestor e a empresa?

Quanto mais alto o seu cargo na hierarquia da empresa, maiores são as suas responsabilidades, certo? É preciso, portanto, compreender o tamanho do impacto que uma escolha errada pode gerar para o sucesso de um projeto, equipe ou negócio. Além disso, são essas decisões que vão definir o sucesso da sua gestão.

Por isso, não basta fazer uma especialização e dominar determinado assunto se, na prática, você continua adotando estratégias pouco eficientes e sempre tomando as decisões equivocadas. Para evitar problemas como esse, é preciso entender, de fato, a importância da tomada de decisões para o futuro de uma organização e da sua carreira.

Afinal, é nessa hora que você vai colocar em prática tudo o que foi aprendido ao logo da sua trajetória e que o levou para cargos mais altos. Portanto, com algumas dessas práticas colocadas em ação, a tendência é que você consiga otimizar esse processo, aumentando a precisão das suas escolhas e o sucesso da sua empresa.

Por mais complicado que seja tomar uma decisão dentro de uma empresa, é possível facilitar esse trabalho. Sabendo separar fatores externos e pessoais, você consegue tornar as suas decisões ainda mais precisas e eficientes para o sucesso das suas estratégias — algo essencial para quem planeja crescer dentro de uma organização.

Agora que você já sabe como tomar as decisões certas dentro do ambiente corporativo, que tal falar um pouco sobre a sua experiência nesse assunto? Deixe o seu comentário ou dúvida sobre o conteúdo! Queremos saber sua opinião.

Facebook Comments