Muitas pessoas ficam cheias de dúvidas na hora de definir a carreira e o curso de graduação. Passada essa fase, elas nem imaginam que a próxima etapa pode chegar trazendo novas questões pessoais e profissionais — como escolher uma pós-graduação, por exemplo.

O mercado de trabalho cada vez mais competitivo exige a capacitação constante daqueles que desejam conquistar as melhores oportunidades. Nesse sentido, ter uma especialização no currículo é extremamente importante e deve estar entre as prioridades de quem está em busca de sucesso na profissão.

Se esse é um assunto do seu interesse, não deixe de acompanhar a leitura a seguir para saber mais sobre a importância de fazer uma boa escolha nesse momento, e ainda conferir dicas para cumprir essa missão!

Por que escolher bem a pós-graduação é tão importante?

Os cursos de graduação normalmente são mais generalistas, o que quer dizer que eles apresentam os principais aspectos de uma determinada área para o estudante. É claro que a intenção é oferecer o máximo de conteúdo para preparar bem os alunos, só que nem sempre é possível aprofundar tanto em cada tópico durante os anos da faculdade.

Então, o recém-formado chega ao mercado e começa a perceber os desafios da sua profissão, além de identificar quais são os ramos mais atraentes para ele. Por exemplo, um fisioterapeuta passa um tempo atuando em clínicas e, de repente, tem a chance de descobrir sua verdadeira vocação, que é a Fisioterapia Esportiva.

Assim acontece com a maioria das pessoas, apesar de nem todas terem essa facilidade de definir um campo para iniciar a especialização — o que é natural, da mesma forma que escolher a graduação também não é fácil para todo mundo.

A diferença nessa etapa de vida é que a escolha da pós-graduação é o que deve conduzir os próximos passos da carreira de cada um. Isto é, quem faz uma faculdade de Administração tem uma ampla variedade de opções para atuar no mercado. Porém, quando se opta por uma pós em Recursos Humanos ou Finanças, é como traçar uma direção profissional.

Logo, é essencial que essa decisão seja muito bem pensada para reduzir as chances de erro, como fazer um curso que não é compatível com o seu perfil e com os seus objetivos, por exemplo. Como estamos falando de um investimento de tempo e dinheiro, vale a pena ter esse tipo de cuidado para fazer uma escolha acertada.

Como escolher uma pós-graduação? 4 dicas para não errar

Agora que já sabemos da importância de escolher uma boa pós-graduação para acrescentar valor ao seu currículo e contribuir para a construção da sua trajetória profissional, resta descobrir quais as melhores dicas para não errar nessa ocasião. Veja a seguir quais são as principais recomendações que listamos.

1. Pense nos seus objetivos profissionais

Sim, você está dando um novo passo na sua carreira e precisa definir em qual direção ele será dado. A situação é como estar em uma sala com várias portas e poder abrir apenas uma delas (pelo menos por enquanto).

Para lidar com essa tarefa, procure fazer uma análise profunda de si mesmo. Pense na sua história e tente imaginar qual seria o futuro ideal para ter ideia de qual caminho seguir. Reflita sobre o que você se vê fazendo daqui a alguns anos, onde e com o que gostaria de trabalhar etc.

Considere ainda as suas preferências e habilidades, além das fraquezas que precisam ser aprimoradas. Todo esse autoconhecimento vai ajudar a definir os seus objetivos e encontrar uma saída — ou algumas alternativas, o que já facilita muito.

2. Pesquise sobre modelos de pós-graduação e áreas interessantes

Depois de exercitar os seus pensamentos, parta para a pesquisa. Entenda quais são os modelos de pós-graduação disponíveis no mercado (lato sensu e stricto sensu) para ver qual deles se encaixa melhor nos seus objetivos.

Pesquise também as áreas que chamam a sua atenção e que combinam com os seus interesses. Os principais campos do conhecimento se desdobraram em tantos outros que você pode até se surpreender ao fazer essa busca. Para ajudar na sua decisão, busque informações sobre as tendências do mercado.

3. Conheça cada curso

Quando já tiver algumas opções em mente, passe para uma pesquisa mais específica sobre cada curso. Isso inclui obter dados das instituições de ensino, da metodologia escolhida, do corpo docente e da própria formação. Atenção: confira os pré-requisitos exigidos para os candidatos.

Conhecer a matriz curricular é outra coisa que não pode ficar de fora da sua lista de afazeres. Talvez esse seja o maior fator de diferenciação entre uma opção e outra, pois cada escola tem certa flexibilidade para montar os seus cursos. Então, analise cada um deles para chegar ao mais interessante.

4. Avalie a sua rotina

Por último e não menos importante, faça uma avaliação do momento que você vive e da sua disponibilidade para se dedicar a uma pós-graduação. Isso deve influenciar bastante a escolha de um modelo que seja compatível com a sua rotina.

Se você costuma viajar muito a trabalho ou tem dificuldades com o deslocamento para a faculdade, as modalidades EAD ou semipresencial são mais indicadas. Caso contrário, o ensino presencial pode ser mesmo a melhor alternativa.

Pense também no aspecto financeiro para organizar o seu orçamento. Uma pós dura, em média, de 12 a 24 meses, e isso significa que você precisa estar preparado para fazer esse investimento. Se não for o momento ideal, comece a poupar um pouco de dinheiro para realizar essa conquista.

O que mais importa é saber como escolher uma pós-graduação de acordo com os seus próprios interesses e objetivos para o futuro. Quando essa decisão não leva em conta as preferências do aluno, a chance de frustração é bem maior. Se precisar, não hesite em pedir ajuda para profissionais especializados e pessoas próximas, desde que não perca o foco em si mesmo.

Agora que você já conhece essas dicas, seu processo de decisão deve ficar um pouco mais fácil. Aproveite para conhecer a variedade de cursos de pós-graduação oferecidos pela UCEFF!

Facebook Comments