Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Escolher a profissão tem se tornado uma tarefa cada vez mais complexa. Os seus avós, provavelmente, seguiram a carreira aprendida na família, já os seus pais tiveram um número menor de opções disponíveis. Agora que chegou a sua vez de decidir, surgem novos cursos de graduação para aumentar a dúvida.

Claro que não é simples definir, aos 16 ou 17 anos, o que você quer fazer pelas próximas décadas. Para ter tranquilidade nessa decisão, é importante conhecer a fundo os seus interesses e pesquisar bastante as profissões e o mercado de trabalho.

Se você se interessa pelos recursos que a natureza oferece e quer colaborar com o desenvolvimento sustentável, vale a pena entender o que faz um engenheiro ambiental. Para saber mais sobre o trabalho desse importante profissional e como conseguir formação de alto nível nessa carreira, prossiga com a leitura!

Qual é a formação do engenheiro ambiental?

Ele é formado em engenharia ambiental, que em algumas faculdades pode ser chamada também de engenharia de recursos hídricos e do meio ambiente, engenharia sanitária ou engenharia ambiental sanitária. O curso é de bacharelado e tem duração média de cinco anos.

As matérias mais estudadas na graduação em engenharia ambiental estão nas áreas de biológicas e exatas, mas o curso também aborda conteúdos das ciências sociais e econômicas. Para quem se interessa por conhecimentos diversos, essa é uma ótima opção, por se tratar de uma profissão multidisciplinar.

Mas a jornada formativa não se limita à graduação, pois há diversas opções de pós-graduação para quem quer se especializar em algum campo da engenharia ambiental. Além disso, profissionais formados em outras engenharias podem fazer a pós e atuar na área.

Como é o mercado de trabalho?

As oportunidades para o engenheiro ambiental estão em expansão e devem continuar assim. Afinal, a ideia de desenvolvimento sustentável vem sido fortalecida, com os últimos anos trazendo muita conscientização e luta política em torno do tema.

Por esse motivo, a engenharia ambiental está em quinto lugar na lista de profissões mais promissoras para esta década. O mercado de trabalho para o engenheiro ambiental é amplo. Ele realiza suas atividades em contextos bastante diversos e está presente tanto no setor público quanto na iniciativa privada.

Na área pública, os profissionais prestam concursos e atuam na fiscalização, analisando se as propriedades privadas se adéquam às leis ambientais do país e autorizando ou não novos empreendimentos. Muitos profissionais de engenharia ambiental atuam no Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama).

Na área industrial, o engenheiro pode atuar na adequação da empresa às normas, na gestão dos recursos naturais e no descarte de resíduos. A maior quantidade de vagas está nas indústrias farmacêuticas, de petróleo e gás, química e de mineração.

Também é possível trabalhar em estações de tratamento de água e esgoto, em empresas que fazem auditoria ambiental e em laboratórios de pesquisa, além de seguir a carreira acadêmica.

Além do mercado de trabalho atrativo, a remuneração em alta é outra vantagem para os interessados em engenharia ambiental. O salário inicial costuma ser mais alto do que a média do mercado, e a renda de profissionais concursados ou já consolidados na carreira é bastante satisfatória.

Quais funções o engenheiro ambiental realiza?

Planejamento e gestão ambiental

O engenheiro elabora estudos de impacto para mensurar em que medida uma atividade econômica está danificando o ambiente. A partir da análise feita, sugere mudanças na produção, com o objetivo de minimizar os efeitos negativos na natureza.

Em uma indústria, por exemplo, o engenheiro ambiental atua planejando e direcionando práticas que tornem a produção mais eficiente e menos poluente. O desafio é manter e aumentar os lucros, preservando a natureza.

Controle de poluição

Essa é outra tarefa muito comum na rotina de engenheiros ambientais. Os que trabalham em órgãos de fiscalização orientam a prática das indústrias e empresas no que se refere à emissão de gases, ao descarte de resíduos e à qualidade da água, do solo e do ar.

Os engenheiros que atuam diretamente na iniciativa privada têm a função de adequar a produção à legislação ambiental. Conhecimentos de química e biologia são fundamentais nessa função. Além disso, o profissional precisa desenvolver a habilidade da liderança e ter uma ética inabalável.

Gestão de saneamento

Também é função do engenheiro ambiental atuar no projeto, construção e operação de sistemas de abastecimento e tratamento de água para a população, assim como no sistema de transporte e tratamento do lixo doméstico e de resíduos industriais. Além disso, esse profissional se faz presente na execução de obras de drenagem.

Avaliação do impacto das obras na construção civil

A engenharia ambiental contribui com o trabalho de engenheiros civis, pois realiza a análise das consequências das obras para a natureza. Pela legislação, é necessário elaborar um estudo de impacto antes de começar a intervenção das construtoras.

O engenheiro ambiental é responsável por emitir laudos e pareceres técnicos, identificando os riscos e os impactos da obra para o meio ambiente do entorno. O objetivo é prevenir a degradação ambiental, impedindo intervenções que poluam a água, o solo ou o ar.

Gerenciamento dos problemas ambientais

Nos diversos postos de trabalho que pode ocupar, o engenheiro ambiental atua identificando e realizando o manejo de problemas ambientais. Capacidade de análise e visão ampla são habilidades necessárias a esse profissional, que precisa encontrar e executar soluções para questões complexas.

Outro campo de trabalho muito importante da engenharia ambiental é a recuperação de áreas degradadas. A análise e a intervenção de engenheiros ambientais podem corrigir os impactos, retirar elementos poluentes e recuperar a vida do local.

Como obter uma sólida formação em Engenharia Ambiental?

A jornada para dominar os conhecimentos como engenheiro ambiental começa na graduação superior, que precisa ser muito bem escolhida. No decorrer do curso, além de evoluir na aprendizagem das disciplinas que integram a grade curricular do bacharelado, o aluno vai ter a oportunidade de estagiar na área.

Essa parte dos estudos, destinada a servir como primeiro contato do graduando com as atribuições para as quais está se preparando, muitas vezes acaba servindo como porta de entrada para o mercado de trabalho.

Como é a faculdade?

No início da graduação em engenharia ambiental, o aluno tem mais contato com conteúdos básicos de física, geografia e química. Ao longo dos anos, são estudadas disciplinas específicas, capazes de prepará-lo para a futura vivência profissional (veja essas matérias elencadas no próximo tópico).

Após a aprovação obtida em todas as disciplinas que compõem o bacharelado, cumprido o estágio e as atividades complementares, o estudante recebe sua certificação. Ele passa, daí por diante, a ter o título de engenheiro, e deve providenciar registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA) do seu estado.

Quais as matérias estudadas?

A matriz curricular da graduação em engenharia ambiental é bastante diversificada, contemplando matérias indispensáveis à plena formação do futuro engenheiro. Confira quais são esses saberes, elencados semestre a semestre:

1º semestre:

  • Desenho Técnico;

  • Geometria Analítica e Álgebra Linear;

  • Introdução à Engenharia Sanitária e Ambiental;

  • Matemática Básica;

  • Metodologia da Pesquisa Científica;

  • Tecnologia da Informação.

2º semestre:

  • Cálculo Diferencial e Integral I;

  • Física Geral e Experimental I;

  • Português Instrumental;

  • Química Geral e Tecnológica;

  • Química Orgânica e Experimental;

  • Teoria Geral da Administração.

3º semestre:

  • Bioquímica;

  • Computação Gráfica;

  • Cálculo Diferencial e Integral II;

  • Estatística;

  • Física Geral e Experimental II.

4º semestre:

  • Cálculo Diferencial e Integral III;

  • Gestão Ambiental;

  • Mecânica;

  • Microbiologia Sanitária;

  • Química Analítica.

5º semestre:

  • Biologia Sanitária;

  • Fenômenos de Transporte;

  • Geologia e Mecânica dos Solos;

  • Resistência dos Materiais;

  • Topografia e Geodésia.

6º semestre:

  • Construção Civil;

  • Controle de Poluição Atmosférica;

  • Controle de Poluição das Águas;

  • Controle de Poluição do Solo;

  • Hidráulica I;

  • Teoria das Estruturas.

7° semestre:

  • Estruturas de Concreto Armado;

  • Hidrologia e Climatologia;

  • Hidráulica II;

  • Tratamento de Resíduos Sólidos;

  • Tratamento de Águas de Abastecimento.

8º semestre:

  • Avaliação de Impactos Ambientais e Recuperação de Áreas Degradadas;

  • Drenagem e Planejamento de Recursos Hídricos;

  • Engenharia Econômica e Finanças;

  • Legislação e Direito Ambiental;

  • Tratamento de Esgoto Sanitário;

  • Tratamento de Águas Residuárias Industriais.

9º semestre:

  • Desenvolvimento de Projetos;

  • Estágio;

  • Instalações Prediais Hidrossanitárias;

  • Obras Hidráulicas;

  • Planejamento Ambiental e Urbano.

10º semestre:

  • Atividades Complementares;

  • Disciplina Optativa I;

  • Ergonomia e Segurança do Trabalho;

  • Saúde Pública e Ambiental;

  • Trabalho de Conclusão de Curso;

  • Ética Profissional e Sustentabilidade.

Quais são as habilidades e competências desenvolvidas?

As matérias e experiências que a graduação em engenharia ambiental engloba visam construir competências essenciais ao bom desempenho da profissão. Confira algumas delas a seguir!

Habilidades desenvolvidas na graduação

Manejo da água

O estudante de engenharia ambiental vai se preparar para atuar na avaliação e na implantação das tecnologias voltadas à racionalização do uso da água. Pelo fato de a utilização desse recurso ser fundamental para todo tipo de atividade humana, essa habilidade é de extrema importância para o contexto da graduação.

Gestão de sistemas de tratamento de esgoto

Trata-se da preservação da natureza e do homem por meio da prevenção da poluição e minimização dos impactos ambientais.

Descarte de resíduos e controle da poluição do ar e do solo

Essa habilidade engloba medidas de controle da poluição e de suas consequências, com destaque à adoção de práticas adequadas de destinação dos resíduos sólidos. Conhecimentos acerca dos poluentes em dispersão também farão parte dos saberes adquiridos na faculdade.

Atuação na preservação do meio ambiente

A aprendizagem dará subsídios à aplicação de técnicas específicas para o desenvolvimento sustentável. Isso ocorre a partir da articulação de práticas ecológicas, sociais, econômicas e tecnológicas.

Análise de impactos ambientais

Forma a capacitação para o futuro engenheiro considerar as causas das agressões ambientais, além de saber propor e implementar medidas que evitem que os problemas ocorrerem novamente.

Planejamento de formas de produção mais sustentáveis

Nesse contexto formativo, o estudante se prepara para elaborar planos de ações com foco na preservação do meio ambiente, tomando a natureza como um todo de maneira a considerar seus vários aspectos.

Essas são algumas das muitas competências desenvolvidas durante os semestres de estudos na graduação. Tais conhecimentos, construídos durante a faculdade, servem como boa amostra para você saber o que faz um engenheiro ambiental.

Habilidades desenvolvidas na profissão

Importantes competências são desenvolvidas na rotina de práticas profissionais da carreira em engenharia ambiental. Esses elementos, que resultam do agir os saberes apreendidos no curso, tanto são valiosos ao dia a dia do engenheiro, quanto elevam suas chances de sucesso nos demais campos do cotidiano. Veja quais são essas habilidades:

Organização e comprometimento

Essas qualidades se entrelaçam ao perfil do engenheiro ambiental, já que as suas práticas estão fortemente ligadas ao cumprimento de cronogramas e prazos. Assim, o rigor ligado a organizar as etapas dos processos faz parte da rotina laboral desse profissional — e tende a se incorporar ao seu estilo de vida.

Lógica e criatividade

Grande parte do trabalho do engenheiro ambiental depende da capacidade de resolver problemas. Isso porque ele vai ter de lidar com situações até mesmo críticas, e, diante desses cenários, propor soluções viáveis. Para isso, deverá estar pronto a aliar sua formação objetiva à criatividade, de modo a elaborar respostas “fora da caixa”.

Liderança

O engenheiro ambiental é um líder por excelência, já que comandar equipes na execução de projetos está entre suas atividades. Então, exercerá constantemente sua proatividade na delegação das tarefas, mediação de conflitos, condução dos trabalhos e monitoramento dos resultados.

Facilidade de trabalhar em equipe

A capacidade de se relacionar bem com outras pessoas é cada vez mais valorizada no âmbito profissional. Essa habilidade é crucial à rotina do engenheiro ambiental, pois ele vai trabalhar com equipes multidisciplinares, além de interagir com especialistas de outras áreas.

Tais habilidades, desenvolvidas no cotidiano de trabalho, tornam o profissional cada vez mais bem preparado. Dessa maneira, agregam ainda maior valor ao seu perfil e o capacitam a exercer suas capacitações com elevado grau de eficiência.

Por que é importante buscar uma instituição séria e renomada?

Uma carreira de sucesso começa com a escolha da faculdade, então, é muito importante ter foco na qualidade, ao decidir onde estudar. Para ter certeza de fazer a melhor opção, preste atenção ao porte da instituição de ensino, em sua estrutura física e nas inovações tecnológicas que apoiam seus processos de ensino-aprendizagem.

Outra característica que você deve verificar é o corpo docente do estabelecimento educacional. Ele deve ser formado por especialistas, mestres e doutores, para que você tenha acesso a ensino de alto nível.

Fique atento a todos esses aspectos, porque somente um estabelecimento bem estruturado vai proporcionar a você uma jornada de formação completa, com teoria e práticas profissionais bem articuladas.

Depois de conhecer todos os detalhes do curso e entender o que faz um engenheiro ambiental, você estará mais preparado para decidir se esse é o campo de trabalho indicado para o seu futuro. Por ser uma carreira importantíssima e muito valorizada atualmente, as chances de realização profissional nessa área são muitas — e excelentes.

Comece logo a sua caminhada rumo à graduação, entre já em contato com a maior instituição de Ensino Superior privada do Oeste Catarinense!

 

Facebook Comments