Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Para quem não sabe, a nutrição e reprodução de bovinos de leite é uma área que tem ganhado grande destaque no mercado. Acontece que, por se tratar de um tema tão específico, naturalmente ela requer profissionais bem preparados.

Logo, fazer uma pós-graduação é um excelente caminho para quem quer aprofundar seus conhecimento no tema e garantir boas oportunidades de trabalho. É claro que, para isso, é preciso ter um diploma de Medicina Veterinária.

Então, se você faz parte do time de interessados, continue lendo o post para conhecer melhor esse campo de atuação.

Quais as atribuições de quem trabalha na área?

“O desafio básico para uma pessoa que se dedica a essa área é compreender qual a relação que existe entre a nutrição, a reprodução e a produção de leite nos animais bovinos. Esse deve ser o principal objeto de estudo para que o profissional se torne um especialista”, alerta Sandro Charopen Machado, coordenador de Medicina Veterinária da UCEFF.

Depois, cada ambiente de trabalho vai oferecer um contexto diferente, que deve ser analisado com atenção e cuidado. Nesse estudo, todos os fatores envolvidos devem ser considerados como:

  • fases nutricionais de cada animal e suas necessidades;

  • mistura de ingredientes necessários;

  • peso;

  • raça;

  • condições climáticas;

  • instalações e manejo etc.

Para completar, outra questão que deve fazer parte da preocupação de um profissional consciente é a formulação de dietas que causem menores impactos ambientais. Esse é um critério bastante atual e valorizado no meio.

Enfim, essa primeira avaliação é importante para convencer o produtor de que existem razões pelas quais o potencial da sua produção não esteja sendo bem aproveitado, gerando perdas econômicas. A partir de então, o médico veterinário deve ser capaz de traçar novas estratégias para melhorar a nutrição e aumentar a produtividade de leite.

Existem ainda outras duas possibilidades de atuação: trabalhar com pesquisa ou na área comercial da nutrição. Nesses casos, o objetivo é lidar com as técnicas e fórmulas de rações para viabilizar a criação de melhores produtos para o mercado.

Por que o mercado necessita desse tipo de profissional?

A importância do especialista no mercado de trabalho está relacionada à mudança dos padrões zootécnicos de produção. Atualmente, os sistemas de produção de leite apresentam níveis negativos e prejudicam significativamente o negócio dos seus produtores.

Ocorre que nem todos têm conhecimento para identificar as causas dessa situação e estabelecer estratégias para reverter esse quadro. Então, o profissional que tem domínio sobre o assunto pode contribuir consideravelmente para a melhoria do caso. “Há problemas que muitas vezes não são visíveis. Portanto, há a necessidade de um especialista para identificá-los”, destaca Sandro Machado.

Para citar um exemplo, é comum que no período pós-parto as vacas tenham uma queda de energia e percam um pouco da sua condição corporal, o que impacta na eficiência da produção de leite e reprodução. Se o profissional que está lidando com o animal não sabe disso, ele não consegue administrar uma dieta adequada para reequilibrar o caso.

Qual a melhor maneira de garantir boas oportunidades?

Para quem deseja se destacar nesse mercado é essencial procurar uma boa pós-graduação em nutrição e reprodução de bovinos de leite. Assim, o estudante consegue adquirir todos os conhecimentos práticos e teóricos necessários para atuar na área.

A contribuição dos professores é uma das maiores motivações para fazer o curso, já que, durante a faculdade, não é possível aprofundar em todos os temas que são tratados. Logo, em um curso mais focado, a troca com profissionais que já têm experiência no segmento é muito enriquecedora.

“São desenvolvidas atividades teóricas e práticas nas áreas de nutrição e reprodução com profissionais altamente qualificados nas respectivas áreas de estudo, o que ajudará a identificar e sanar os principais problemas relacionados à nutrição e reprodução em propriedades leiteiras em diferentes sistemas de produção”, explica o coordenador de Medicina Veterinária da UCEFF.

Além do mais, o diploma de pós-graduado vai garantir novas possibilidades de trabalho na carreira do veterinário. Embora já existam muitos profissionais atendendo os produtores rurais, pouquíssimos apresentam uma capacitação diferenciada — o que, automaticamente, se torna um diferencial para quem possui.

Esse tipo de curso tem uma duração média de 16 a 24 meses e mescla conteúdos teóricos com aulas práticas, o que faz toda a diferença para a boa formação do aluno.

A grade curricular é basicamente composta por disciplinas específicas da área, como:

  • Bioquímica e Fisiologia Nutricional da Vaca Leiteira;

  • Nutrição e Alimentação de Bovinos Leiteiros;

  • Problemas Metabólicos Relacionados à Nutrição;

  • Período de Transição;

  • Bem-estar, Reprodução e Produção Leiteira;

  • Bioquímica e Fisiologia da Reprodução;

  • Exame Ginecológico e Diagnósticos Complementares;

  • Enfermidades Reprodutivas;

  • Biotecnologias Aplicadas à Reprodução de Bovinos Leiteiros;

  • Sêmen;

  • Manejo Reprodutivo Aplicado a Bovinos Leiteiros;

  • Relação Nutrição /Reprodução em Bovinos Leiteiros.

E que vantagens uma pós-graduação oferece ao profissional?

Depois de reconhecer a importância da área de nutrição e reprodução de bovinos de leite, é válido recordar ainda as vantagens que fazer uma pós-graduação é capaz de trazer para a sua vida profissional e pessoal. Confira a seguir algumas delas:

Vantagem competitiva

Não dá para negar que alguém que tenha um curso de pós-graduação no currículo tem vantagem competitiva se comparado aos seus colegas de trabalho que não apresentam esse diferencial. Em uma entrevista de emprego ou em um processo seletivo, esse é um ponto que vai trazer maior destaque para o especialista. “Há muitos profissionais atendendo produtores. Entretanto, são poucos com essa capacitação, o que a torna um diferencial no mercado de trabalho”, destaca Sandro Machado.

Melhores oportunidades

Naturalmente, quem estudou um campo específico e está mais preparado para o mercado fica mais próximo de conseguir oportunidades de trabalho melhores. Aliás, existem vagas que exigem que o candidato tenha alguma qualificação extra, como pode ser o caso das grandes empresas de nutrição animal.

Maiores remunerações

Para melhorar ainda mais a perspectiva, há diversas pesquisas que apontam que a pós-graduação é um fator de valorização salarial. Isso é um reflexo da busca das organizações por profissionais mais completos e que investem constantemente em capacitação.

Networking

Por fim, há de se considerar que fazer um curso é uma chance de conhecer novas pessoas e fazer contatos. Essa rede (conhecida como networking) é como um presente para aqueles que sabem aproveitar a oportunidade de fazer o curso para compartilhar experiências com colegas e professores.

Nesse contexto, existe ainda a possibilidade de surgirem ótimas ideias de negócios ou até mesmo de alguém indicar você para uma vaga incrível. Por isso, ser um aluno comprometido e interessado é muito importante, tanto para o seu crescimento pessoal como profissional.

E aí, entendeu por que fazer uma pós em nutrição e reprodução de bovinos de leite pode ajudar a alavancar a sua carreira? Então, aproveite para entrar em contato conosco e conhecer mais detalhes sobre o curso!

 

Facebook Comments