Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Muitas vezes, o sucesso profissional de uma pessoa é prejudicado por fatores que ela nem imagina. Mesmo apresentando uma boa formação e diversas qualidades, a manutenção de hábitos ruins é capaz de acabar com as suas perspectivas.

Então, a produtividade e eficiência são comprometidas, dificultando que a sua carreira atinja níveis mais altos.

Você já parou para pensar nisso? Será que também está cometendo esse erro? Confira a seguir costumes que você deve deixar de lado se quiser crescer profissionalmente!

1. Procrastinação

O ato de procrastinar é viver deixando as tarefas para depois, adiando ao máximo o que precisa ser feito — o que é conhecido como “empurrar com a barriga”. Talvez pela falta de segurança ao tomar decisões ou simplesmente por preguiça, muita gente vive constantemente dessa maneira.

Imagine que você tenha que mandar uma proposta importante para um cliente, mas ainda não está 100% confiante para finalizá-la. Ao chegar ao trabalho, confere a sua agenda, lê todas as mensagens, sai para uma reunião, conversa com um colega no corredor, volta para a sua mesa, fica navegando na internet e, quando vê, já é hora de ir embora.

Que tempo você dedicou para a proposta? No dia seguinte a tendência é que todo esse ciclo se repita e, mesmo que sabendo que precisa fazer aquela tarefa, o tempo vai passando.

A procrastinação atrapalha o desempenho e compromete a entrega de resultados. Por isso, o ideal é ter um cronograma de tarefas e trabalhar para cumpri-las todos os dias. Deixar para resolver tudo ao acaso pode se tornar um grande perigo, especialmente se você tem uma tendência para ser procrastinador.

2. Insegurança

As suas dificuldades internas podem ser outro motivo que atrapalha o sucesso da sua carreira. Todo mundo carrega questões consigo mesmo, só que elas precisam ser trabalhadas para que o sentimento de insegurança não esteja sempre presente.

É claro que em diversas ocasiões nos sentimos inseguros — como ao falar em público, em uma apresentação para o chefe da empresa, ao participar de uma reunião em outra língua, enfim, cada pessoa passa por adversidades distintas e isso é comum.

O que não pode acontecer é permitir que a insegurança tome conta e que dê espaço para um processo de autossabotagem. O medo de errar, de ser criticado e de arriscar costumam ser gatilhos para tal situação.

Logo, é preciso analisar o seu comportamento frequentemente para tentar impedir que isso aconteça. E se você não estiver sabendo lidar com as suas inseguranças, vale a pena procurar a ajuda de um profissional para não comprometer a sua própria trajetória.

3. Falta de planejamento e organização

Um monte de coisas para fazer e você nem sabe por onde começar. Resolve iniciar por uma determinada atividade, passa para outra, para a próxima e acaba não finalizando nenhuma delas direito.

De fato, a ausência de um planejamento pode deixar qualquer pessoa bastante perdida e, consequentemente, improdutiva. Por outro lado, quando você cria uma lista de tarefas e organiza o seu tempo para cumpri-las, fica bem mais fácil dar conta de tudo.

Portanto, além de planejar a sua rotina e manter uma agenda sempre atualizada, considere ainda revisar todos os seus compromissos e definir quais são as suas prioridades. Já que o nosso tempo é limitado, a melhor forma de aumentar sua produtividade é fazendo uma gestão eficaz dele.

4. Centralização

Outro obstáculo para o sucesso profissional é a dificuldade de delegar tarefas. As pessoas centralizadoras sofrem muito com isso, pois acham que precisam tomar conta e participar de tudo.

O problema é que, na prática, essa preocupação excessiva fica um pouco inviável. Ninguém tem todo o tempo do mundo e saber distribuir atividades não significa que você está sendo menos responsável. Aliás, por conta disso é que existem as equipes de trabalho, para que cada integrante possa oferecer a sua contribuição.

Com o tempo, você vai perceber que é besteira querer dominar tudo. Perder noites de sono, chegar todo dia mais tarde, abandonar a vida social, deixar de cuidar da saúde, entre outras renúncias apenas para tentar ser autossuficiente. Pratique o desapego e aprenda a transferir responsabilidades, senão você corre o risco de nunca ser um líder!

5. Pessimismo

A realidade nem sempre é maravilhosa e o otimismo em excesso pode fazer de você um alienado. Ao contrário, ser muito pessimista também é capaz de impedir que você saia do lugar.

Nesse caso, a ponderação é o segredo para uma postura equilibrada e realista. Em alguns momentos, é importante entusiasmar-se com as oportunidades e acreditar que elas vão dar certo. Em outros, é essencial colocar os pés no chão e perceber que elas estão dando errado.

A negatividade é um grande empecilho para quem deseja crescer. Diante disso, quem tem uma predisposição a ver o mundo de uma forma pessimista deve procurar maneiras de reestruturar o seu mindset. Olhar o lado positivo pode levá-lo muito mais adiante!

6. Resistência

Uma das habilidades comportamentais mais valorizadas nos últimos tempos têm sido a flexibilidade. Afinal, o mundo está em constante evolução e ignorar essas transformações é como dessintonizar do seu mercado de atuação.

A pessoa muito resistente é aquela que se opõe a adotar mudanças, prefere não arriscar muito e dificilmente aceita ideias diferentes das suas. Às vezes, esse é apenas um traço da sua personalidade — o problema maior é quando se torna uma barreira para o negócio em que atua e para o seu próprio crescimento.

Uma maneira de melhorar esse ponto é investindo em atualização constante. Cursos, palestras, livros, workshops e todos os outros tipos de conteúdos são bem-vindos para deixar o profissional mais qualificado e atento às necessidades atuais.

7. Desatenção

A falta de atenção ou concentração constitui outro hábito negativo na vida das pessoas. A verdade é que, principalmente depois do avanço da internet e dos meios de comunicação, estamos expostos a tantas informações que a abstração é quase que uma consequência natural.

A meta tem que ser lutar contra esse efeito, exercitando a disciplina e o foco diariamente para ser mais produtivo. É aquela velha história: ficar mexendo nas redes sociais ou fazendo qualquer outra coisa durante o horário de trabalho certamente não vai render bons resultados — ainda que você seja um ótimo profissional.

Quem faz várias coisas ao mesmo tempo está sujeito a cometer falhas pela desatenção. Experimente dirigir falando ao celular ou responder a um e-mail enquanto conversa com outra pessoa. Uma hora ou outra você pode acabar se confundindo, sem contar que um detalhe é capaz de gerar um enorme prejuízo.

Enfim, identificar essas atitudes no seu dia a dia é fundamental para abandonar os hábitos ruins e abrir as portas para o sucesso profissional. Ficar na sua zona de conforto provavelmente não vai fazer você se destacar e crescer na carreira, portanto, fique mais atento!

Se gostou das nossas dicas, aproveite para compartilhar este post nas suas redes sociais e informar os seus amigos sobre o assunto!

 

Facebook Comments
50% de desconto na matrícula usando nota do ENEMPowered by Rock Convert