Já pensou em se tornar o profissional responsável por gerenciar recursos humanos, materiais e financeiros, de modo a aumentar a produtividade da empresa ou da indústria em que trabalha? Então, a faculdade de engenharia de produção pode ser a escolha ideal para você!

Nela, além das funções destacadas, o engenheiro se envolve diretamente com a montagem de linhas de produção, otimização e aprimoramento de todas as etapas envolvidas nos processos de desenvolvimento de novos produtos.

Para isso, é importante que tenha qualidades de gerente e se interesse por ciências exatas, já que há muito cálculo e matemática, bem como conhecimentos sobre administração, gestão de pessoas e economia. Quer conhecer melhro o curso e saber em que áreas ele permite a sua atuação? Saiba já a seguir!

O curso de engenharia de produção

A graduação na faculdade de engenharia de produção tem duração de cinco anos no formato de bacharelado. Ela forma profissionais aptos a atender às demandas de pequenas, médias e grandes indústrias.

Com uma grade curricular extensa, os estudantes desenvolvem conhecimentos da parte técnica de engenhariaa fim de que possam avaliar custos e prazos de entrega, detectar falhas em sistemas, viabilizar ideias, liderar e planejar novos projetos.

Para tanto, o curso reúne disciplinas práticas e teóricas e também requer interesse por temas de tecnologia, computação, economia e política. Na matriz, distribuída em dez semestres, é possível encontrar:

  • Desenho Técnico;

  • Geometria Analítica e Álgebra Linear;

  • Cálculo Aplicado;

  • Estatística;

  • Física Experimental;

  • Algoritmos e Programação;

  • Ciência dos Materiais;

  • Mecânica Geral;

  • Engenharia de Automação;

  • Cálculo Integral;

  • Resistência dos Materiais;

  • Sistemas Produtivos;

  • Marketing Estratégico Industrial;

  • Engenharia de Processo;

  • Pesquisa Operacional.

Após a conclusão e a aprovação em todas as disciplinas do curso, o engenheiro de produção só poderá começar a atuar no mercado de trabalho formal quando obtiver seu registro junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

Áreas de atuação

Você se interessou pelas áreas de atuação nas quais a faculdade de engenharia de produção cria oportunidades? Então, conheça melhor oito atividades ligadas à profissão.  

Qualidade

O engenheiro se responsabiliza pela administração qualitativa da empresa, atuando de forma direta na gestão de planejamento, desenvolvimento de novos projetos e controle de sistemas.

A análise e adequação de cada etapa se torna imprescindível. O profissional pode se envolver com controle de qualidade, gestão de sistemas, organização metrológica qualitativa, confiabilidade dos processos e produtos, além de normalização, certificação e auditoria.

Logística

Voltada às técnicas para gerenciar questões, a logística envolve transporte, estoque e armazenamento de matéria-prima e de produtos.

Com um vasto campo de atuação, engloba logística reversa, logística de defesa, gestão da cadeia de suprimentos, sistemas logísticos, gerenciamento de estoques, transporte e distribuição física.

O profissional de logística busca, acima de tudo, diminuir custos da empresa e atender aos níveis de expectativa dos clientes da corporação.

Economia empresarial

Acha que tem o perfil de alguém que pode zelar pela saúde financeira de uma empresa? Então, você vai gostar de atuar nessa área. Entre as atribuições dela estão o gerenciamento de custos, o planejamento, a aplicação de recursos e todos os cálculos necessários para tornar o negócio mais lucrativo.

Engenharia de inovação

Pelos termos utilizados, é fácil adivinhar do que se trata, certo? A engenharia de inovação envolve o profissional no desenvolvimento de soluções inovadoras para problemas detectados nos processos empresariais.

Para os que adoram tecnologia e criação de novos projetos, é uma área bastante recomendada, pois também engloba Tecnologia da Informação.

Planejamento e controle

Nesse caso, o engenheiro de produção se responsabiliza por implantar e gerenciar diferentes etapas dos processos produtivos — desde as matérias-primas aos itens finais que serão destinados aos consumidores.

Para garantir que tudo esteja alinhado às metas de produtividade da empresa, ele realiza a fiscalização qualitativa e administra procedimentos logísticos.

Engenharia do trabalho

Para quem desenvolve ao longo do curso mais aptidão para trabalhar com a mão de obra, essa é uma ótima escolha. No escopo de suas funções, entram avaliação e administração da equipe, com base em todos os conhecimentos adquiridos relacionados à gestão de pessoas.

A principal função do engenheiro, nessa área, é a de proporcionar melhorias e bem-estar a todos, tanto no que diz respeito à ergonomia quanto aos sistemas de gestão de higiene e segurança do trabalho. Suas funções englobam gestão de riscos, de forma a prevenir quaisquer acidentes durante a realização das tarefas rotineiras.

Sustentabilidade

Bastante pertinente às demandas contemporâneas do mercado de trabalho, a engenharia da sustentabilidade envolve utilizar de forma eficiente quaisquer recursos naturais destinados aos sistemas produtivos.

Para tanto, a área se subdivide em desenvolvimento sustentável, sistemas de gestão ambiental, responsabilidade social, gestão de recursos energéticos e naturais, gestão de resíduos industriais e produção sustentável, na qual possa haver maior conscientização ecológica.

Docência

Durante a faculdade de engenharia de produção, muitos alunos realizam pesquisas de iniciação científica e acabam por se interessar com a área da ciência e pesquisa. 

Assim, a recomendação é a de, após concluírem a graduação, os alunos invistam na pós-graduação e se especializem a fim de dar aulas em instituições de ensino superior no futuro.

Especialização em engenharia de produção

Após concluir o curso e começar a atuar no mercado de engenharia, os profissionais tendem a encontrar boas oportunidades e um salário atrativo. Segundo informações de portais de emprego, a média salarial da profissão é de R$ 6.228 no Brasil. Nada mal, certo?

Para aqueles que buscam se diferenciar ainda mais na carreira e atualizar os conhecimentos pertinentes a ela, uma ótima opção é dar início ao curso de pós-graduação.

Com um olhar mais voltado ao mercado, o MBA cria oportunidades para realização de networking e estudos voltados à gestão estratégica e à administração de empresas. Aos engenheiros de produção, alguns cursos tendem a ser particularmente atrativos, tais quais:

A fim de facilitar a vida de quem já é bastante atarefado, também vale a pena avaliar opções de cursos a distância. O importante é não se manter estagnado na carreira.

A faculdade de engenharia de produção, como apresentamos, oferece muitas oportunidades de atuação profissional e desenvolvimento para quem quer ser relevante no mercado. Assim, uma boa formação, somada a cursos de especialização, tende a levar aqueles que a escolhem rumo a um caminho de sucesso.

Ainda tem curiosidade sobre o curso e quer ter certeza de que ele representa uma boa escolha ao seu perfil? Então, leia nosso artigo e saiba tudo sobre engenharia de produção!

 

Facebook Comments