Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

É inegável que fazer uma pós — especialmente as do tipo lato sensu, como especialização e MBA, que têm um viés mais voltado para o mercado — muitas vezes é o grande diferencial competitivo que os profissionais precisam para ampliar o nível de conhecimento, se manterem atualizados quanto às tendências da área de atuação e conquistar mais oportunidades que alavanquem a carreira deles.

No entanto, antes de ingressar em um curso, surge uma dúvida bastante frequente: “devo fazer uma pós-graduação presencial ou EAD?”. Afinal de contas, como destacado nas notas estatísticas do Censo da Educação Superior 2016, documento divulgado pelo INEP e o Ministério da Educação, a procura pela modalidade a distância não para de crescer e já ocupa 18,6% das 8.052.254 de matrículas no ensino superior no país.

Pensando nisso, reunimos neste post informações relevantes sobre essas duas alternativas e quais vantagens elas apresentam para ajudar a tomar a melhor decisão de acordo com seus objetivos e necessidades. Além disso, mostraremos como o mercado avalia cada uma das opções e como isso pode impactar sua carreira. Continue a leitura para conferir!

Qual a importância de se qualificar?

Para melhorar o desempenho no ambiente de trabalho, o primeiro passo a se considerar é a busca por mais conhecimento. Por isso, fazer uma pós-graduação presencial ou EAD é o caminho mais indicado para aprimorar seu currículo profissional e aumentar as chances de conquistar cargos mais altos no mercado de trabalho.

Com tanta concorrência, quem se acomoda no cargo que tem acaba ficando para trás na avaliação das empresas e recrutadores. Por isso, independentemente de qual seja sua rotina de trabalho, encontrar um curso para fazer se tornou mais fácil, bastando definir o modelo que mais se encaixa ao seu dia a dia e aos objetivos profissionais.

Para facilitar esse processo de decisão em busca de mais conhecimentos – práticos e teóricos –, é importante compreender como cada uma das modalidades pode ajudar a alcançar suas metas.

O que é a pós-graduação presencial e quais as vantagens dela?

A pós-graduação presencial segue o formato clássico de ensino ao que a maioria dos estudantes já está acostumada: as aulas ocorrem dentro de um espaço acadêmico em dias, turnos e horários predefinidos. Uma regra que, aliás, também se aplica às práticas profissionais, às provas e à apresentação do trabalho de conclusão de curso.

Justamente por isso, é definido pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (artigo 47, parágrafo 3º) que haja uma frequência mínima para todos os que ingressam nela — que, segundo o parecer CNE/CEB Nº21/2007, deve ser de 75% durante cada semestre.

Do contrário, você pode ser reprovado e atrasar a conclusão de sua especialização ou MBA. Dito isso, vamos apresentar quais são as principais vantagens de quem opta por realizar um curso presencial. Confira:

Rotina fixa

Para muitas pessoas, ter uma rotina fixa de horários como mencionamos há pouco é indispensável para que possam se organizar, ter mais disciplina quanto aos estudos e não procrastinar — o que leva ao acúmulo de matérias, ao atraso de projetos, trabalhos e pesquisas e, consequentemente, a um mal aproveitamento do curso.

Se você se enquadra nesse perfil de aluno que costuma ter problema quando o assunto é lidar com distrações e garantir o máximo de concentração e produtividade, não há dúvidas de que entre pós-graduação presencial ou EAD, a primeira opção é a mais indicada. Com uma rotina de cobrança e comprometimento, fica mais fácil atingir seus objetivos.

Formação de grupos de estudo

O aluno que enfrenta dificuldades com alguma disciplina, além de contar com o suporte do professor durante as aulas, também pode contar com o apoio dos colegas para sanar dúvidas, assimilar melhor o conteúdo e, como diz o ditado, trocar figurinhas sobre cases que já vivenciaram no ambiente de trabalho.

Isso tudo por meio de grupos de estudo que podem ser marcados e agendados para ocorrer na própria instituição de ensino ou mesmo na residência de algum dos envolvidos, por exemplo.

Networking presencial

A terceira e última vantagem é a possibilidade de potencializar o seu networking de forma presencial. Afinal, você vai assistir às aulas e participar de atividades ao lado de colegas e professores tanto dentro de sala quanto no campus, o que vai aumentar as oportunidades para o convívio, a interação e a troca de informações.

Com isso, você vai aumentar sua rede de contatos e até estabelecer relações pessoais com pessoas que também estão no mercado de trabalho e até já contam com uma vasta experiência profissional. Além de abrir portas em outras empresas e áreas de atuação, por exemplo, você pode aprender com outros profissionais sobre diferentes temas.

O que é a pós-graduação EAD e quais as vantagens dela?

A pós-graduação a distância, por sua vez, funciona de forma remota. Ou seja, o aluno não precisa se dirigir até a instituição de ensino para assistir às aulas. Ao contrário, ele faz isso por meio de uma plataforma online chamada de Ambiente Virtual de Aprendizagem (ou simplesmente AVA).

É nela, inclusive, que está disponível o fórum para que ele possa interagir com professores e colegas e também o material didático disponível para estudo, pesquisa e afins. Já para a realização de práticas profissionais, provas ou apresentação do trabalho de conclusão de curso, por outro lado, é preciso que o estudante se dirija até o polo presencial mais próximo da sua casa.

O motivo disso é que, conforme determinação do artigo 4º do capítulo I do decreto Nº9057/17, que regulamenta os cursos EAD em todo o território nacional, essa atividade deve ser feita presencialmente. Esclarecida qual a diferença dessa modalidade, reunimos, abaixo, algumas das principais vantagens dela. Veja:

Maior autonomia quanto aos próprios horários

A primeira delas, sem dúvida, é a maior autonomia quando se trata dos seus horários. Afinal, quem já está ativo no mercado, conta com uma rotina puxada de reuniões, projetos e obrigações e não pode se afastar do trabalho, muitas vezes fica impossibilitado de assistir às aulas presenciais — já que faltas e atrasos serão inevitáveis.

Logo, um curso EAD permite que você possa se organizar melhor e aproveitar as horas que tem disponível ao longo da semana para dar continuidade à sua formação sem preterir sua vida profissional ou mesmo a pessoal. Por isso, se você tem a organização e a disciplina como características, essa modalidade de ensino pode ser muito eficiente.

Ambiente de estudo mais flexível

Além da liberdade de horário, você também conta a flexibilidade para estudar onde quiser, seja em casa, em uma biblioteca ou mesmo em um parque. Isso porque, como citamos, não é preciso ir até a faculdade para acompanhar as aulas. Basta apenas acessar à plataforma online. Com isso, você consegue, inclusive, reduzir despesas com transporte público ou combustível/estacionamento, caso use veículo próprio. Boa notícia, não é?

Uso intensivo da tecnologia

Por fim, mas não menos importante, ao ser um aluno EAD, você faz um uso mais intensivo da tecnologia em sua rotina, já que é necessário um dispositivo com acesso à internet para assistir às aulas e acessar o material didático. A longo prazo, isso contribui (e muito) para deixá-lo mais antenado em relação às novidades digitais.

Além disso, essa prática também vai habituá-lo a usar diferentes equipamentos e sistemas durante seu trabalho, deixando-o mais ágil, prático e eficiente. Conhecendo novas ferramentas, tecnologias e soluções, você também acaba se capacitando ainda mais para lidar com os desafios que possam aparecer futuramente em sua rotina de trabalho.

Como o mercado enxerga cada um dos diplomas?

Outro questionamento muito comum para quem busca se qualificar profissionalmente e está na dúvida entre a pós-graduação presencial ou EAD é o olhar que o mercado e os recrutadores têm em relação aos diplomas. É verdade que por muito tempo a modalidade à distância era vista com certa desconfiança pelas empresas, no entanto isso mudou.

Afinal, chegando aos 20% de ocupação das matrículas no Ensino Superior, o EAD começa a ser mais valorizado por quem é responsável por avaliar currículos de candidatos para vagas. O primeiro ponto que vai se modificando é a percepção do esforço que o profissional faz para concluir um curso à distância.

A flexibilidade dessa modalidade pode atrapalhar os estudos de quem não tem comprometimento e dedicação. Os recrutadores, portanto, passaram a valorizar ainda mais quem se dispõe a investir, por exemplo, horas de lazer em estudo e qualificar ainda mais o currículo profissional.

Para se ter uma ideia, o posicionamento oficial da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-Digital) é analisar somente a carga horária que foi cumprida pelo estudante e, é claro, a avaliação do MEC em relação ao curso. Ou seja, na prática, uma pós-graduação presencial ou EAD tem o mesmo peso para o currículo se tiver a mesma quantidade de horas.

Portanto, o fator mais importante que você deve considerar na hora de escolher entre essas duas opções é o encaixe em sua rotina e também a importância daquele curso para seu crescimento profissional. O fundamental é que o curso, presencial ou à distância, forneça o conteúdo necessário para seu desenvolvimento e aperfeiçoamento do currículo.

Como você leu neste post sobre a difícil escolha entre pós-graduação presencial ou EAD, ambas as modalidades de ensino têm diferenças e vantagens que podem beneficiar os mais variados perfis de alunos e, desse modo, ajudá-los a alcançar os objetivos profissionais que desejam.

Por isso, leia e releia com calma as informações para chegar a uma conclusão sobre qual é a mais adequada para você, sua carreira e ambições profissionais. Se ainda restar alguma dúvida, já sabe: deixe-a nos comentários abaixo, pois vamos ajudar a saná-la o mais rápido possível.

Facebook Comments