Uma das preocupações que mais incomodam as pessoas no século XXI é saber se estão sendo produtivas. Afinal, o mercado de trabalho e até mesmo as relações sociais exigem cada vez mais que nós tenhamos essa característica e sejamos capazes de dar conta de múltiplas atividades. Porém, com uma rotina corrida e cansativa, isso nem sempre é uma realidade. Não é à toa que muita gente recorre ao planejamento pessoal.

Preparamos este post justamente para falar dessa tática e de como ela pode ser bastante útil para ajudá-lo a ter uma performance melhor na sua vida. Acompanhe as próximas linhas!

O que é o planejamento pessoal?

O planejamento pessoal nada mais é do que um processo de autoconhecimento sobre vários aspectos da sua rotina, em especial aqueles que você considera mais problemáticos ou críticos.

Ao iniciá-lo, você enxerga com mais clareza, por exemplo, quais são os desafios diários que enfrenta (e as soluções que tem adotado para resolvê-los), como tem empregado a maior parte do tempo (como é o caso das suas horas livres) e se o seu perfil é, ou não, suficientemente competitivo e produtivo para o mercado de trabalho atual.

Para que serve o planejamento pessoal?

Ele serve para ajudar você a traçar os seus objetivos de vida e pensar em estratégias que o ajudem a dar os próximos passos para alcançá-los. Contudo, isso só é possível porque o planejamento pessoal requer uma análise profunda da sua vida pessoal, profissional e acadêmica.

Com um bom planejamento, você reconhece se a sua agenda anda corrida demais para aproveitar momentos de lazer e descanso, se a sua formação é aquela que gostaria de ter e, em especial, qual o rumo que deseja dar à sua carreira

Qual a importância de se planejar?

Fazer um planejamento pessoal é importante porque dá para alcançar um equilíbrio maior entre as três esferas da vida (pessoal, profissional e acadêmica).

Afinal de contas, a partir do que já falamos, você consegue organizar melhor o seu dia, cumprir prazos estabelecidos pelos demais, aumentar seu nível de produtividade, otimizar o tempo disponível, parar de procrastinar em relação às suas obrigações, buscar alternativas para continuar estudando e se aperfeiçoando etc.

Como fazer um bom planejamento pessoal?

Nos tópicos anteriores, você viu o que é um planejamento pessoal, para que ele serve e qual a real importância de colocá-lo em prática. Agora, chegou o momento de aprender a fazê-lo. Para isso, reunimos algumas dicas que vão auxiliá-lo. Veja quais são elas!

Defina quais são as suas metas

Comece definindo quais metas você quer alcançar em um futuro próximo, pois elas vão nortear os seus passos daqui para frente. Elas podem ser as mais variadas, como obter uma promoção no trabalho, ser contratado por uma empresa internacional, mudar sua área de atuação, fazer uma segunda graduação, realizar mais viagens a lazer nos feriados, ter períodos mais prolongados de férias e por aí vai.

Faça uma análise do que você precisa mudar

A segunda dica é fazer uma análise do seu perfil e identificar pontos que merecem atenção e devem ser corrigidos para que sua performance seja aperfeiçoada — por exemplo: você sente que não tem conhecimento técnico o suficiente para assumir projetos mais complexos na empresa em que atua, que protela demais a realização de tarefas simples e acaba perdendo prazos que os seus chefes impõem ou que não domina o uso de softwares que fazem parte do seu ambiente de trabalho.

Monte um plano de ação

Após estabelecer suas metas e fazer uma análise daqueles aspectos do seu perfil que devem ser melhorados, é hora de montar um plano de ação para alcançar os seus objetivos. Fazendo uso do exemplo de ser promovido na organização a que presta serviço, você deve listar as estratégias que serão adotadas para torná-lo apto a ser reconhecido e valorizado pelos seus gestores, como:

  • fazer uma pós-graduação (como uma especialização ou um MBA);

  • investir em treinamentos e cursos de capacitação profissional;

  • bater os resultados mensais previstos pelo departamento;

  • ter um bom relacionamento interpessoal com os colegas do setor;

  • ser um profissional assíduo quanto à jornada de trabalho.

Liste ferramentas que podem ajudá-lo

Por último, faça uma checklist de ferramentas que podem ser úteis na sua jornada de aumento de produtividade. Aqui, vale colocar aplicativos, plataformas virtuais e programas que ordenem suas tarefas diárias, organizem os seus compromissos, monitorem o tempo que você gasta em cada atividade e reduzam distrações (principalmente aquelas online).

Como medir a minha produtividade?

“Eu já sei como montar um bom planejamento pessoal. No entanto, como posso medir minha produtividade e ter a certeza de que ela segue gradual e não há mais falhas do que acertos?”. Bem, a resposta é simples: por meio de indicadores de performance, como:

  • número de ações planejadas para alcançar suas metas que foram colocadas em prática no período previsto;

  • total de atividades e tarefas do trabalho e/ou da faculdade que foram entregues dentro do prazo;

  • média de projetos e funções mais relevantes e estratégicas assumidas na empresa que possam ajudá-lo a alcançar uma promoção;

  • quantidade de horas por dia que estão sendo dedicadas ao emprego, aos compromissos sociais, aos estudos, à vida social e ao lazer.

Para tanto, monte um quadro de controle no qual eles estarão presentes e meça os seus progressos ao longo de cada semana e, posteriormente, no decorrer dos meses. Assim, será possível identificar o que está acontecendo conforme o previsto e quais pontos precisam ser mais bem formulados.

Como você leu ao longo do artigo, o planejamento pessoal é uma maneira eficiente de organizar a sua rotina, otimizar o uso do seu tempo e se tornar mais produtivo tanto no trabalho quanto na faculdade. Por isso, vale a pena adotá-lo e medir a sua evolução por meio de indicadores, para garantir que ela seja contínua.

Se você gostou do tema que discutimos no post, o que acha da ideia de assinar a nossa newsletter agora mesmo para começar a receber bons conteúdos sobre como continuar progredindo na sua vida acadêmica e profissional?

 

Facebook Comments