Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Um grande desafio no mundo corporativo é saber como administrar uma empresa pequena. Mesmo não se tratando de uma grande organização, as dificuldades em gerir o negócio existem e precisam ser bem administradas.

Logo, o primeiro passo para conseguir bons resultados é se organizar para conseguir lidar com as situações do dia a dia.

Será que você está preparado para isso? Quer descobrir dicas relevantes para ajudá-lo nessa missão? Então, continue lendo o texto e considere as sugestões a seguir!

1. Desenvolva um perfil interessante

Antes de mais nada, você precisa se preparar para cumprir com a tarefa de administrar uma empresa pequena. Por mais que já tenha certa experiência profissional, as questões podem ser diferentes nesse novo contexto e investir em capacitação é essencial.

Além da sua formação, é muito importante se preocupar em desenvolver características como organização, disciplina, visão sistêmica, senso estratégico — certamente você vai precisar muito dessas competências e de várias outras.

Outro aspecto que ajuda a formar um perfil interessante para gerenciar pequenos negócios é despertar o seu lado empreendedor. Pode até ser que você nunca tenha tido um empreendimento próprio, mas, mesmo assim, é possível buscar essa capacidade.

Um empreendedor é aquele que procura fazer de tudo para dar certo. Abraça diversas funções, sonha alto, pesquisa diferentes soluções, assume muitas responsabilidades e dedica a sua energia àquele propósito.

Esse espírito proativo é uma das grandes razões de alcançar os resultados esperados e ir além das expectativas. Ou seja, ainda que a empresa não seja sua, trabalhe como se fosse e dê o seu melhor.

2. Defina alguns objetivos

Dificilmente você conseguirá administrar qualquer coisa se não se estruturar para isso. Trabalhar todos os dias sem nenhum plano, na maioria das vezes dá a impressão de estar eternamente remando em um barco sem rumo.

Portanto, é fundamental traçar um planejamento estratégico. Na prática, isso significa pensar nos seus recursos e objetivos para elaborar metas de curto, médio e longo prazo em todos os setores.

Imagine aonde você quer chegar e o que precisa fazer para isso, pois esse é o caminho mais simples para criar o seu plano de ações. Então, deixe tudo claro e sistematizado para que toda a equipe possa caminhar junto, com as estratégias alinhadas.

3. Formalize as práticas

A organização e sistematização de processos é relevante em todas as áreas da empresa. A ausência de regras e de padrões favorece o descontrole, o que não é um efeito legal ou desejável.

Isso acontece muito em negócios pequenos e familiares, em que cada pessoa vai tocando o seu setor como acha melhor. Quando se vê, o planejamento financeiro da empresa está misturado aos gastos pessoais do gestor e a probabilidade de isso comprometer o seu sucesso é grande.

Logo, nada melhor do que normatizar os procedimentos para não causar confusão ou outros tipos de problemas. Lembre-se de que não é porque a empresa é pequena que ela precisa funcionar de qualquer jeito.

4. Invista em tecnologia

Quando não há um quadro tão grande de funcionários para realizar as atividades rotineiras, o melhor jeito é otimizar. É claro que em empresas maiores também é ótimo poder contar com a tecnologia, mas em ambientes menores esse tipo de ferramenta pode fazer uma diferença ainda mais significativa.

A verdade é que as facilidades tecnológicas existem para serem aproveitadas. Especialmente no campo de gestão, aproveitar as funcionalidades dos softwares permite que você descomplique o seu serviço e perca menos tempo.

Assim, vale a pena fazer uma pesquisa de tecnologias que podem ser implementadas na empresa para fazê-la funcionar de forma mais produtiva. Na área financeira, comercial e de Recursos Humanos, por exemplo, há várias opções de sistemas gerenciais automatizados.

5. Crie um plano de comunicação

Comunicar-se com o ambiente interno e externo são dois pontos cruciais para conseguir atingir as suas metas. Muitas vezes, são justamente as falhas de comunicação que colocam em risco todo o seu potencial de sucesso.

Mais uma vez, não pense que só uma corporação com mais de 50 ou 100 funcionários precisa ficar atenta a essa questão. A maneira como as mensagens são transmitidas dentro da empresa influencia muito o resultado final do trabalho.

Então, determine um plano de como essa comunicação deve acontecer no dia a dia. Uma boa ideia é utilizar algum aplicativo de gestão de tarefas para deixar a programação de atividades clara para todos e determinar quais são as responsabilidades de cada um — inclusive com prazos.

Os e-mails também ajudam muito nesse sentido, assim como as reuniões de sprint para alinhar tudo o que está acontecendo ao mesmo tempo.

Já quanto à comunicação externa, o responsável pelo Marketing deve elaborar o planejamento para se comunicar com o mercado. Nesse caso, um fator importante é conhecer bem o seu público-alvo para que as ações propostas consigam chegar até ele. Caso contrário, tenha certeza de que a sua eficiência e as suas vendas estarão em jogo.

6. Promova o espírito de equipe

Não importa o tamanho do seu time de colaboradores, a motivação é um ingrediente fundamental para que a produtividade seja mantida em alta. O bem-estar das pessoas e o clima organizacional devem ser uma prioridade em todo tipo de empresa.

O segredo é promover aspectos como integração, participação e satisfação de todos, fazendo com que o espírito de equipe seja como uma força motriz para seguir em busca dos objetivos traçados. Valorize o quanto puder a contribuição de cada um e perceba efeitos surpreendentes!

7. Trabalhe a flexibilidade

Os mercados estão cada vez mais dinâmicos e não considerar as suas transformações pode ser um erro grave — ficar estagnado ou ser resistente demais é capaz de falir uma empresa de qualquer tamanho. Aliás, uma das maiores lições das startups no mundo de hoje é ter essa capacidade de adaptação.

Aproveitando que a sua estrutura é pequena, esteja disposto e preparado para flexibilizar os seus planos quando for necessário. Fique sempre atento às movimentações que acontecem ao seu redor e não hesite em ser um gestor flexível (com muita prudência, claro).

8. Acompanhe os resultados

Por fim, não deixe de acompanhar o andamento do seu planejamento estratégico. Isto é, independentemente do desempenho, fique no controle de tudo. Tal atitude é imprescindível para identificar o que precisa ser reforçado e o que deve ser ajustado.

A falta de organização e foco não pode ser um fator limitador para o seu negócio. Reúna informações e pessoas de todos os setores periodicamente para fazer essa análise minuciosa, direcionando os novos rumos.

Embora não exista uma receita pronta para resolver a questão de como administrar uma empresa pequena, essas dicas poderão contribuir para deixar a sua tarefa um pouco mais simples!

Gostou das nossas recomendações? Agora, que tal compartilhar este post nas suas redes sociais? Pode ser que esse conteúdo seja exatamente o que um amigo está precisando ler!

 
Facebook Comments
50% de desconto na matrícula usando nota do ENEMPowered by Rock Convert