Sabemos que a vida de um estudante nem sempre é fácil, não é verdade? Especialmente durante o período de provas ou de preparação para o Enem/vestibular, a rotina fica mais apertada. Por isso, investir em alternativas como o chá para reduzir estresse é uma boa ideia.

Assim, os ânimos ficam mais calmos e até o bem-estar é favorecido na hora de estudar. Contudo, é preciso ficar atento às propriedades de cada substância para fazer as melhores escolhas para esse momento.

E então, quer aprender algumas dicas e saber como ajudar a afastar o estresse do seu dia a dia? Confira a seguir 9 sugestões!

1. Chá de camomila

Uma das opções mais conhecidas para relaxar é o chá de camomila. Além de ajudar a acalmar, a planta é capaz de auxiliar nos problemas de estômago e nas cólicas menstruais.

Há muitas pessoas que usam a camomila frequentemente no tratamento contra a ansiedade. Por exemplo, quem sofre com insônia costuma tomar pelo menos uma xícara alguns minutos antes de dormir para o corpo começar o processo de relaxamento.

Como fazer

Basta ferver uma xícara de água e adicionar aproximadamente 1 colher de sopa da planta, deixando abafado por dez minutos. Depois, utilize o coador e adoce se quiser. A recomendação é tomar uma porção dessas pelo menos três vezes ao dia.

2. Chá de melissa

Também conhecida como erva cidreira, a melissa oferece diversos benefícios para seus consumidores. Dentre eles podemos citar a redução do estresse, o auxílio na digestão e a proteção contra as doenças cardiovasculares.

Uma consideração a ser feita para os amantes desse tipo de chá é tomar cuidado com o consumo exagerado, pois em altas quantidades essas substâncias tranquilizantes podem gerar um quadro de hipotensão (pressão arterial baixa).

Como fazer

Para um litro de água fervente coloque cerca de 30 gramas de melissa (geralmente em flores e folhas secas). Depois de coado, acrescente ainda algumas gotas de limão para diferenciar o sabor.

3. Chá de maracujá

Embora o suco da fruta seja mais famoso, é possível também fazer chá do maracujá. Sua propriedade calmante é reconhecida, já que atua no sistema nervoso combatendo as excitações nervosas. Não por acaso, é um composto muito presente em medicamentos para a ansiedade e depressão.

Como fazer

Nesse caso, o ideal é usar as folhas do maracujá (que é uma planta tipo trepadeira) e não a sua polpa, como fazemos para preparar o suco. Com uma xícara de água quente e 1 colher de sopa das folhas conseguimos fazer o chá, mas é importante não levá-las diretamente ao fogo para não amargar a bebida.

4. Chá de capim-limão

Muito elogiado pelo seu aroma, o capim-limão é bastante utilizado como matéria-prima de óleos, essências, incensos e cosméticos. Em forma de chá, apresenta poder calmante, analgésico, digestivo e diurético.

Como fazer

Ainda que muitas pessoas prefiram a versão quente, o chá de capim-limão pode ser tomado gelado (assim como todos os outros, o que fica a critério do consumidor). A infusão das suas folhas deve ser feita da mesma maneira indicada nos itens acima, ficando atento para que o excesso não potencialize demais o seu efeito sedativo.

5. Chá de matchá

Extraído da planta Camellia Sinesis (a mesma do chá verde), o matchá é muito comum nos países do oriente — principalmente no Japão. Seu preparo é artesanal e pode ser utilizado de variadas formas, sobretudo porque é vendido em formato de pó.

Sua ação antioxidante permite a produção de um aminoácido (L-teanina) que consegue diminuir a frequência cardíaca e a pressão arterial, ajudando a combater o estresse e seus sintomas. Também é recomendado para quem quer acelerar o metabolismo, ter mais energia e até emagrecer.

Como fazer

Coloque aproximadamente 3 colheres de chá do matchá em pó para uma xícara de água fervente. Misture até formar um líquido homogêneo e consuma quente ou gelado. Como contém cafeína, seu consumo deve ser regulado — para maiores informações, o ideal é procurar um médico ou nutricionista.

6. Chá de alecrim

O alecrim é uma erva aromática muito utilizada no preparo de carnes e outros pratos. Porém, o que muita gente ainda não sabe é que o seu chá também é eficaz para afastar os sinais do estresse.

Em momentos de tensão — como as semanas de provas ou durante uma fase apertada no trabalho — tomar o chá de alecrim pode ser uma boa alternativa para não se entregar ao cansaço, correndo o risco de perder toda a disposição para continuar.

Como fazer

Separe cerca de 10 gramas da erva e faça a infusão com 200 ml de água quente. Depois de coado, beba de preferência quando ainda estiver aquecido.

7. Chá de valeriana

Mesmo que não seja uma planta tão conhecida em muitas regiões, a valeriana é uma ótima aliada para quem luta contra a ansiedade, o estresse, entre outros sintomas nervosos.

Isso acontece devido a sua capacidade de ampliar a quantidade de ácido gama-aminobutírico no cérebro, um tipo de neurotransmissor que regula as células do sistema nervoso. Inclusive, a planta é indicada para quem precisa melhorar a coordenação motora ou deseja parar de fumar.

Como fazer

A valeriana é encontrada em forma de raiz, sendo que o chá deve seguir as orientações de uma infusão tradicional. Para cada 500 ml de água pode-se adicionar 10 gramas da planta.

8. Chá de tília

Típica do hemisfério norte, a tília tem propriedades que regulam os sistemas digestivo, cardiovascular e nervoso. Além disso, tem o poder de ajudar a revigorar quadros de muito cansaço físico e mental.

Como fazer

Utilizando duas colheres de sopa da erva em infusão com água fervente.

9. Chá de hortelã

Nome bem conhecido entre os brasileiros, a hortelã é realmente um remédio caseiro. Dentre os seus benefícios para a saúde estão a melhora do sistema respiratório, o alívio das dores de cabeça e sua ação tranquilizante.

Como fazer

Um punhado de folhas naturais pode ser utilizado diretamente no processo de infusão. Aliás, uma boa dica é ter um pequeno vaso de hortelã em casa para fazer chás e usar na preparação de outras receitas — aliás, ter a sua própria horta pode se tornar um verdadeiro hobby.

Enfim, nada melhor do que contar com substâncias naturais para regular o organismo e evitar sensações indesejadas. Garantir maior tranquilidade é fundamental para manter a sua qualidade de vida, não apenas na véspera das provas, como em todos os dias.

Nesse caso, não há dúvidas de que beber chá para reduzir estresse durante os altos e baixos da vida acadêmica é uma ótima recomendação. Outro segredo é cuidar da alimentação para favorecer o seu desempenho nos estudos.

Gostou do post? O que está esperando para incluir o consumo de chás na sua rotina? Aproveite também para compartilhar este post nas suas redes sociais e propagar essa ideia para os amigos que querem se ver livres do estresse!

 

Facebook Comments