Chega o final do ensino médio e o peso de escolher uma carreira vai se intensificando. Com isso, muita gente recorre a um exame profundo sobre quais são suas habilidades e gostos para decidir o futuro profissional. Nessa, o que é um hobby pode tomar forma de profissão.

E o pensamento faz sentido: se você adora algo e tem talento, pode buscar aproveitar essa abertura para seus caminhos no mercado de trabalho. Porém, alguns cuidados são necessários para não errar nesse grande passo.

Bateu o interesse e quer saber como transformar hobby em profissão? Venha com a gente que vamos contar tudo a respeito!

Transformar hobby em profissão é uma boa escolha?

A resposta é sim, mas com muita cautela. É fantástico você ter uma habilidade, algo que adora, e poder trabalhar com isso. Se sempre teve talento para desenhar, um leque de opções se abre, como seguir caminhos da Arquitetura ou as inúmeras ramificações do Design.

De fato, pautar sua atividade profissional nos seus gostos é uma escolha inteligente porque garante uma motivação extra. Seguir uma carreira sem nenhuma afinidade com as atividades é um tiro no pé de qualquer pessoa que poderia vir a ser um bom profissional.

Mas não há como negar que trabalho é trabalho, e não é porque você ama algo que realmente tem talento para a área. É legal você ter paixão por games, pois isso abre um rico universo profissional para atividades como roteirista, redator, programador, artista gráfico, game tester. Mas se você não tiver habilidade nessas profissões, de nada adianta.

Além disso, pense que algo que você ama pode se tornar insuportável quando se transforma em profissão, que envolve mais obrigação e cumprimento de metas do que divertimento. É por isso que vale ter bastante cuidado na escolha.

Como garantir sucesso ao transformar hobby em profissão?

Escolher um curso entre os disponíveis da faculdade e, consequentemente, sua profissão, é sempre um processo cercado por dúvidas e insegurança. Aquele medinho de tomar a decisão errada aperta: “será que vou gostar daquilo que vou escolher?”.

Em primeiro lugar, lembre-se de que por mais que a escolha do curso a prestar no vestibular e da carreira a seguir seja importante, ela não é definitiva. Lógico que ninguém quer investir em algo que não vai dar certo, mas muitas vezes a única maneira de saber isso é testando.

Mas, para tranquilizá-lo, há passos eficientes que podem ser seguidos rumo ao sucesso na escolha da profissão. Siga esse roteirinho com 5 dicas para descobrir de vez se vale transformar seu hobby em carreira.

1. Identifique quais áreas estão relacionadas aos seus gostos

Como já dissemos, seus gostos e habilidades podem estar relacionados a várias áreas de atuação. Você só vai conseguir saber em qual seu talento será melhor aproveitado se pesquisar as opções e relacionar com o que gosta e o que domina.

Quer ver um exemplo? Imagine que você sempre escreveu como hobby, uma forma que você encontrou de se expressar. Todo mundo diz que seus textos são incríveis e, lá no fundinho, você sente orgulho deles.

Isso abre muitos caminhos: você pode se dar bem no Jornalismo, na Publicidade, ou seguindo carreira como escritor ou escritora. Mais: você poderia ser roteirista de produções audiovisuais, ou mesmo ensinar seu talento para outras pessoas como professor ou professora.

A saída, então, é estudar direitinho cada um dos caminhos para saber qual mais tem a ver com você.

2. Pesquise as possibilidades de atuação no mercado

Ok, possíveis áreas identificadas. Para saber em qual vale a pena investir, faça uma pesquisa sem preguiça. Veja quais são as possibilidades de atuação no mercado de cada curso que você pode escolher baseado no seu hobby.

Se você optar pelo Jornalismo, por exemplo, pode seguir carreira como repórter de jornal impresso, revista, rádio, TV. Pode produzir conteúdos multimídia para internet, trabalhar em Assessoria de Comunicação colocando suas habilidades de escrita a favor de uma empresa ou muitas outras coisas.

Escolha profissional é como abrir uma caixa e ter diversas outras como opções no interior.

3. Corra atrás do seu aprimoramento

Vamos supor que o seu hobby seja tocar violão e seu sonho é fazer carreira na área da Música. Opa, muito massa! Mas, para você conseguir se firmar profissionalmente, vai precisar se dedicar muito para aprimorar as suas habilidades.

Ou seja: não apenas você vai precisar treinar acordes e ensaiar à exaustão, mas também estudar teoria musical, história dos estilos. Um grande profissional pode nascer de uma habilidade despretensiosa, mas é preciso fazer isso acontecer.

4. Converse com profissionais da área

Esse passo é muito importante. Conversar com profissionais da área que você almeja é conhecer experiências reais de pessoas que provavelmente já viveram o mesmo dilema que você. Por isso, não economize nas perguntas.

Procure saber como é a rotina, as possibilidades da carreira, qual o melhor investimento para a formação (graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado, MBA, e por aí vai), quais os maiores desafios e as mais prazerosas alegrias da profissão.

Se você tiver a oportunidade de visitar presencialmente um profissional que atue no ramo que você deseja e acompanhar um dia de trabalho, melhor ainda. Algumas profissões são mais estressantes e pedem dinamismo, outras são mais solitárias e pedem introspecção. Assim, fica mais fácil ver o que é melhor para você.

5. Pense na viabilidade financeira

É incrível quando alguém se sente realizado em sua profissão por fazer aquilo que ama. Mas acredite: pensar na remuneração também é importante para evitar futuras frustrações. Mais ainda, para ponderar sobre a relação entre seu investimento em formação e o retorno.

Se você cozinha muito bem e cogita transformar seu hobby em profissão, corra atrás de saber qual o salário médio de um(a) cozinheiro(a) ou chef de cozinha. É uma possibilidade se formar e trabalhar na indústria alimentícia? Se sim, o salário melhora?

Tendo noção do que o espera financeiramente no futuro, fica mais fácil decidir e se programar a partir da escolha, não é mesmo?

Pois bem: transformar hobby em profissão pode ser um caminho de muito sucesso se você se planejar direitinho e tiver atenção aos pontos que mencionamos aqui. Com cuidado e sinceridade, com certeza você vai escolher sem medo os melhores caminhos. Lembre-se de que recorrer a um teste vocacional pode ser muito útil!

E então, curtiu nosso conteúdo? Conseguimos ajudar você de alguma forma? Então, que tal compartilhar nas suas redes sociais para dar uma força para os amigos e amigas nessa missão?

 

Facebook Comments