Conforme as provas se aproximam, a maioria dos estudantes acha que é impossível controlar a ansiedade. Mas aqui vai uma boa notícia: é totalmente possível!

A pressão no vestibular não está relacionada apenas à prova em si, mas a uma série de fatores que você pode controlar. No artigo de hoje, você vai aprender a controlar esse estresse para chegar no dia da prova com a tranquilidade de quem fez o possível para passar. Confira:

Entendendo a pressão no vestibular

Em primeiro lugar, saiba que isso é comum. Você não é o primeiro a se sentir assim nos dois ou três meses que antecedem as provas — e não vai ser o último, também.

A pressão é o resultado da mistura de ansiedade, medo e cobrança. Você quer muito entrar na faculdade, e já está imaginando como vai ser sua vida por lá. Ao mesmo tempo, você também não tem certeza se está preparado e sabe que, se não passar, vai ter de enfrentar o desapontamento (o seu e, possivelmente, o de pais, familiares, professores e até amigos). Assustador, não é?

Então, pare com isso agora! Em primeiro lugar, a pressão só existe dentro da sua cabeça — literalmente, porque, ao focar demais no futuro, você cria esses medos em sua mente. E, na verdade, tudo o que realmente deve importar, nesse momento, é o presente: manter o foco em uma rotina de estudos consistente e ter uma atitude positiva em relação à experiência do vestibular. Lembre-se: muitos vestibulandos são derrotados não pelo conteúdo, mas pela falta de preparo psicológico.

Superando a pressão

Agora que você já entendeu um pouco melhor de onde vem a pressão e porque é tão importante mantê-la sob controle, vamos ao que importa. Como fazer isso? Bem, nós temos cinco dicas.

1. Converse com sua família

Tudo bem, vamos admitir. Uma parte da pressão externa existe, de verdade. Especialmente em relação aos pais, pois eles se preocupam com o futuro dos filhos. Você não pode culpá-los por transmitir essa pressão a você, mas pode, sim, conversar com eles e tentar melhorar a dinâmica das expectativas.

Em outras palavras: converse com a sua família e conte a eles como você se sente. Provavelmente, eles vão dizer coisas que vão fazer você se sentir melhor — sobre como eles acreditam no seu potencial e como estão orgulhosos do seu esforço. E isso é muito bom para melhorar a autoestima e diminuir a parte da pressão que está ligada ao medo e à falta de confiança.

Além disso, você vai perceber que a cobrança dos pais não é do tipo autoritária e negativa. Pelo contrário! É apenas uma maneira de expressar o quanto eles desejam que você seja bem-sucedido na vida. E, vamos admitir — isso é muito legal!

2. Exercite-se

Uma boa parte da pressão é aliviada quando você pratica atividades físicas. Muitos vestibulandos deixam a academia de lado, pensando que é melhor se concentrar totalmente nos estudos, principalmente quando falta poucas semanas para a prova.

Mas, na realidade — e desde que você tenha organização nos estudos —, o tempo gasto com um bom exercício físico não vai ser um desperdício. Pelo contrário! Essa prática vai permitir que o seu corpo e sua mente tenham uma pausa para, em seguida, retornar à mesa e aos livros com força total.

3. Dedique alguns minutos à meditação

Ao contrário do que você possa imaginar, meditar não é nada simples, pois exige limpar a mente de todos os pensamentos — inclusive aqueles pensamentos negativos causados pela pressão do vestibular. Mas, se você estiver disposto a tentar, é uma atividade extremamente relaxante. Além disso, traz uma tranquilidade que vai ajudá-lo a evitar pânico e brancos na hora da prova.

Você pode encontrar livros sobre meditação, vídeos no YouTube e até alguns aplicativos para smartphone que têm a proposta de guiar os iniciantes. E o melhor é que você não precisa de nenhuma ferramenta especial — apenas de um lugar calmo e alguns minutos do seu dia.

4. Saia com seus amigos

Manter uma vida social ativa — mas sem abandonar sua rotina de estudos — é uma ótima forma de lembrar a si mesmo que o mundo não está acabando. Enquanto você estuda em casa, as coisas continuam acontecendo do lado de fora. E isso certamente coloca o vestibular na perspectiva certa.

A companhia dos amigos também ajuda a perceber que você não é a primeira e nem a última pessoa a passar por essa experiência. Todos os seus colegas de escola, e outros milhares de jovens no mundo todo, estão enfrentando o mesmo desafio neste momento.

Lembrar disso tira um pouco a pressão, pois você percebe que o vestibular é apenas uma etapa natural na vida das pessoas — mais ou menos como tirar a carta de motorista ou votar nas eleições. Você também pode contar com o apoio dos seus amigos, que conhecem e acreditam no seu potencial. Fora que um pouco de distração não cai nada mal, certo?

5. Procure um profissional

Se a pressão no vestibular estiver ultrapassando os limites normais, você pode considerar a ajuda de um profissional. E esse auxílio pode ser dado por um psicólogo, por exemplo, ou mesmo pelo orientador da sua escola ou cursinho. São profissionais preparados para ajudar os jovens na fase pré-vestibular.

No mínimo, você ouvirá alguns conselhos úteis — tanto para minimizar o estresse quanto para evitar que o emocional atrapalhe sua preparação. Além disso, também é bom ter alguém fora do seu círculo de convivência para conversar. O psicólogo — ou o orientador — é alguém mais neutro e distante. Portanto, você pode se abrir tranquilamente com ele.

Sentir uma certa pressão no vestibular é normal; o que não é normal é que esse sentimento comece a afetar a sua saúde, física ou mental. Então, se você notar que está tendo dificuldades para se concentrar, comer ou dormir, procure logo a ajuda de alguém especializado.

Gostou das nossas dicas? Aproveite e compartilhe este post com seus amigos nas redes sociais. Assim, os mais jovens vão saber como lidar de maneira tranquila com os meses que antecedem as provas!

Facebook Comments