Muitas vezes, a rotina de trabalho leva à redução dos níveis de motivação profissional. Assim, o impulso realizador cede espaço ao desânimo, além de colocar em xeque a vontade de seguir em frente. Essa situação afeta a vivência nos mais profundos níveis, jogando pesado contra a carreira. Mas você parou para refletir sobre o que a motivação significa, bem como pensou a respeito do seu impacto na produtividade?

Neste post, você vai saber mais sobre esses aspectos e descobrir estratégias simples para se manter motivado. Continue a leitura!

O que significa motivação profissional?

A motivação está ligada a um conjunto de forças que age interna e externamente sobre o profissional. Ela reflete diretamente no comportamento e atuação no trabalho, determinando o maior ou menor desempenho no desenvolvimento das atribuições.

Em outras palavras, estar motivado pode ser traduzido como ter garra e atitude para buscar os melhores resultados. Entretanto, de onde vem tal energia? Ela pode originar de características inatas, típicas dos perfis de liderança?

Sem dúvidas que a resposta é sim, pois muitos têm talento natural para manter altos níveis de motivação. Entretanto, nem todos conseguem ficar motivados 100% do tempo, enquanto outros acham bastante desafiador demonstrar proatividade.

Então, na maioria das vezes, motivação é uma árdua construção, na qual é necessário investir boas doses de vontade e determinação. O melhor desse esforço consiste no fato de que trabalhar motivado agrega diversas vantagens. Elas vão desde enfrentar a rotina com mais prazer até conquistar cargos de direção e altos salários.

Esses ganhos deixam claro que, apesar do seu caráter essencialmente abstrato, a motivação conduz à concretização de planos, objetivos e desejos — sejam eles materiais ou intangíveis.

O que pode manter a motivação profissional em alta?

Desde as pequenas empresas até os conglomerados internacionais têm procurado respostas à questão da motivação no ambiente empresarial. Nesse contexto, foi possível identificar diferentes estímulos motivacionais. Elencamos alguns deles abaixo. Veja quais são!

Reconhecimento

O reconhecimento é uma das mais poderosas motivações existentes no dia a dia empresarial. Manifestado em forma de recompensa financeira, premiações e feedbacks positivos, funciona como impulso para prosseguir com a necessária energia e sensação de propósito.

Satisfação pessoal

Gostar do que se faz, assim como encontrar contentamento nas atividades e tarefas relacionadas ao trabalho, são sentimentos fortemente motivantes. Inclusive, tais sensações contam entre os indicadores do nível de satisfação que cada pessoa experimenta com a própria vida.

Flexibilidade

Jornadas com horários menos rígidos, que permitem conciliar o trabalho com novas formações, por exemplo, mostram-se altamente motivadoras. Afinal, possibilitam vivenciar uma rotina menos estressante — e mais produtiva.

Tais ganhos servem de importantes estímulos por produzirem aumento da qualidade de vida e alavancarem a curva de crescimento profissional.

Por que a motivação profissional é importante?

Cada vez mais, os profissionais e as organizações têm lançado foco sobre os fatores de motivação no trabalho. Afinal, a instigante temática afeta os resultados de ambos os protagonistas da rotina nas empresas.

Para o empreendimento, ter um colaborador pouco motivado significa diminuir as chances de atingir metas. Já para o profissional, baixos níveis de motivação podem comprometer a proatividade e, consequentemente, a ascensão na carreira.

Veja que, com o passar do tempo, é comum que os níveis de motivação profissional caiam. Isso tende a atrapalhar o desempenho no cargo ocupado, provocar falta de foco e até levar a pensar em abandonar tudo.

A partir desse entendimento e da percepção de como é relevante ter motivação para o trabalho, tudo que puder ser feito para aumentá-la retornará em benefícios.

Como se manter motivado?

Invista no aprimoramento das suas capacitações

Nada mais desmotivador do que passar tempo demais no mesmo cargo, sem reais perspectivas de crescimento. E é exatamente o que acontece ao profissional que não investe em novos saberes.

O antídoto contra essa falta de mobilidade na carreira abrange aprimorar competências e habilidades. Desse modo, fazer cursos que possam atualizar e somar conhecimentos é primordial para renovar a motivação — e ascender profissionalmente.

Mantenha atividades de lazer

Passar o tempo inteiro às voltas com as obrigações do trabalho, sem ter um só espaço na agenda, é altamente desmotivador. Veja que descuidar do lazer afeta as demais atividades, em função de levar o corpo e à mente a situações de extremo cansaço — ou até provocar seu esgotamento.

Desse modo, surge o estresse, que reduz drasticamente a capacidade de manter a motivação. Para evitar os males associados à exaustão, separe um tempo, desligue-se dos afazeres e volte suas atenções às possibilidades de entretenimento e diversão.

Estabeleça metas possíveis

Assumir metas impossíveis de cumprir equivale a estar sempre às voltas com prazos apertados e conviver com angústia. Também dá a sensação de não se concluir as tarefas com toda a qualidade. Ou seja, compõe um cenário bastante desmotivador, ainda mais quando recorrente.

Não ter esses problemas depende, basicamente, de conseguir estabelecer limites razoáveis ao traçar as metas de trabalho.

Nesse sentido, é preciso não acumular tarefas demais, mas mantê-las dentro de padrões viáveis. Até porque sobrecarregar a agenda gera o risco de perder prazos e comprometer sua imagem profissional.

Exercite sua resiliência

Motivação e resiliência são forças complementares e interdependentes, o que torna essencial ser firme face às adversidades. Perceba que, mesmo quando tudo parece ir mal, conseguir se posicionar é fundamental. Resistir às contrariedades ajuda a superar obstáculos, e, com isso, elevar os níveis de motivação.

Acredite em si mesmo

A autoestima é uma valiosa aliada para colocar mais motivação na rotina profissional. Para utilizá-la em seu favor, é primordial fortalecer ao máximo essa qualidade, de modo a acionar seus múltiplos benefícios.

Entre as condutas que contribuem para consolidar a visão positiva de si mesmo estão a crença em mudanças para melhor e as ações que levam ao autoconhecimento. Estar em constante processo de aprendizagem é outra medida capaz de aumentar a fé na própria capacidade, sem contar o quanto favorece expandir os horizontes.

Perdoe suas falhas

Errar está entre os perigos relacionados a agir, mesmo porque só não existe falha onde não há ação. Inclusive, muitos fogem da ação de tomar iniciativas justamente por medo de não conseguir executar seus planos com total perfeição.

Portanto, na ocorrência de erros, não se martirize, nem deixe sua motivação sair prejudicada. Foque nos acertos e tenha em mente usar a experiência como ponto de partida para futuros acertos.

Manter a motivação profissional em alta é empreitada que requer muito foco e a total consciência de não ser possível ficar parado na carreira. Veja que estagnar é potencialmente destrutivo, por abrir espaço para a mesmice e o desânimo. Fugir disso exige adotar atitudes certeiras e positivas em prol da sua dose diária de motivação. Os benefícios dessa decisão logo vão se revelar e prosperar ainda mais intensamente no médio e longo prazo!

Chegamos ao fim deste post. Agora, continue bem informado e entenda quando vale a pena investir em um coaching de carreira!

 

Facebook Comments