Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Na hora de estudar para o vestibular, muitos jovens se questionam como fazer isso da melhor forma para ter um aprendizado que, de fato, traga resultados. Afinal, é comum ver relatos de amigos e conhecidos que dizem passar horas e horas enfurnados dentro do quarto com livros e apostilas em mãos e, mesmo assim, não absorvem nada do conteúdo. Em alguns casos, inclusive, eles acabam com mais dúvidas do que quando começaram a estudar. Complicado, não é?

Por essa razão, reunimos 8 dicas essenciais para você se capacitar para qualquer exame, ter uma rotina de estudos eficiente e encontrar o método de aprendizado que mais combina com o seu perfil. Acompanhe!

1. Estabeleça uma meta de desempenho

Para começar, é importante estabelecer (e, acima de tudo, seguir) uma meta de desempenho que envolve o número de dias durante a semana que você dedicará para estudar, a quantidade de horas voltadas à leitura e à resolução de exercícios, a ordem na qual as disciplinas serão vistas e por aí vai.

Esse é um passo essencial, pois permitirá que você crie uma rotina para os estudos, se planeje quanto ao intervalo de tempo que tem até o próximo vestibular e aprenda mais sobre si mesmo, os conteúdos com os quais tem mais facilidade e o jeito como realiza diferentes provas.

2. Escreva uma redação por semana

Uma vez estabelecida a sua meta de desempenho, é hora de passar para uma das partes mais importantes no vestibular: a redação. Afinal de contas, ela pode ser o fator decisivo para você entrar para uma faculdade. Isso sem falar que, em muitos exames, como o próprio Enem, é comum que ela tenha um peso diferenciado dependendo da instituição de ensino ou do curso desejado. Logo, ter uma nota alta é indispensável!

Por isso, separe um dia da semana para escrever uma redação e treinar o tipo de texto mais cobrado nessa prova, que é o dissertativo-argumentativo. Quanto mais tempo de prática, melhores ficam a sua escrita e a sua capacidade de apresentar ideias e defendê-las sem se tornar redundante, cansativo ou prolixo.

Para garantir que está no caminho certo, você pode pedir a ajuda do professor que é responsável por essa disciplina para que ele corrija suas redações. Pode ter certeza de que ele vai gostar da sua iniciativa e de ver o seu empenho e o auxiliará com o maior gosto!

3. Faça resumos das matérias teóricas

As matérias teóricas (história, biologia, geografia, filosofia e sociologia) costumam ter uma grande quantidade de assuntos, fases, datas, nomes importantes e afins. Com tanta informação, é normal você achar que não conseguirá lembrar de tudo durante o vestibular, não é verdade? Por isso, o ideal é fazer resumos dessas disciplinas.

Neles, você não só sintetiza o que elas abordam, mas principalmente escreve com suas próprias palavras o que entendeu sobre os temas e o impacto que eles têm sobre o nosso contexto histórico, cultural, social e político atual. Dessa maneira, você se sentirá muito capacitado para responder a qualquer questão sobre esses conteúdos.

4. Treine exercícios envolvendo matérias práticas

Já nas matérias práticas (matemática, física e química) que envolvem muitas equações numéricas para os vestibulandos quebrarem a cabeça, o ideal é que, após a primeira leitura dos capítulos, você se dedique a treinar o máximo de exercícios.

Isso porque não adianta apenas memorizar as fórmulas e as teorias relacionadas a cada conteúdo e achar que isso será o suficiente. Tenha em mente que, se você não souber como aplicá-las na hora de resolver as questões, esse esforço terá sido em vão!

Portanto, pratique sem medo de ser feliz e aprenda a identificar os elementos-chave que sempre estão presentes em cada enunciado indicando qual método deve ser utilizado.

5. Realize simulados

Outra dica fundamental para estudar para o vestibular é realizar simulados de edições anteriores do exame. Dessa forma, você consegue se adaptar ao formato dos enunciados — que podem ser bem extensos e cansativos — e ao tempo disponível para a resolução deles e, inclusive, reparar naqueles conteúdos que marcam mais presença ao longo das questões.

Essa também é uma excelente forma de ver os temas que são cobrados nas redações e traçar uma linha que eles seguem. Por exemplo, se estão relacionados aos direitos humanos, ao cenário político nacional e/ou internacional, aos problemas sociais do país, às novidades tecnológicas etc.

6. Monte um grupo de estudos

Se você não se incomoda em estudar em conjunto com outras pessoas e até gosta dessa interatividade, pois ela permite debater assuntos, tirar dúvidas e levantar diferentes pontos de vista ao mesmo tempo em que se aprofunda nas matérias, já sabe: monte um grupo de estudos.

Reúna entre 2 a 5 amigos/colegas e marque encontros semanais para revisar o que foi dado em sala de aula, fazer maratona de exercícios e trocar anotações sobre os conteúdos. Sem dúvida, isso vai ajudá-lo a ter mais gás para estudar e conseguir um bom desempenho nas provas.

7. Identifique os seus erros mais frequentes

Ao fazer exercícios regularmente e ainda praticar as suas aptidões com os simulados, aproveite para tomar nota daqueles erros que são mais frequentes. Isso é muito importante, pois permitirá que você aperfeiçoe os seus pontos fracos e não deixe margem para resultados abaixo do esperado.

Portanto, monte uma lista com todas as matérias e as principais dificuldades encontradas nelas. Feito isso, você pode levá-las à sala de aula para que o professor explique para você e os demais alunos, compartilhá-las com o seu grupo de estudos ou então, caso prefira, contar com professores particulares.

8. Evite as distrações

Por fim, nossa última dica é: ao estudar, certifique-se de deixar o seu celular desligado ou em modo avião e, caso use o computador, evite acessar redes sociais, serviços de streaming e sites de entretenimento.

Lembre-se de que basta uma simples notificação de mensagem ou uma ligação, por exemplo, para tirar o seu foco e fazê-lo perder tempo. Portanto, dê um fim às distrações antes que elas se tornem um problema para o seu aprendizado!

Seguindo as nossas dicas de como estudar para o vestibular, você terá uma capacitação completa que o permitirá se dar bem em qualquer exame. Por isso, comece a sua preparação com antecedência e mantenha o ritmo para alcançar a tão sonhada aprovação e, assim, entrar para o ensino superior!

Gostou deste post? Pois não deixe de compartilhá-lo com os seus amigos nas redes sociais, para inspirá-los a fazer o mesmo e também ingressarem na faculdade!

Powered by Rock Convert
Facebook Comments
50% de desconto na matrícula usando nota do ENEMPowered by Rock Convert