8 motivos para você repensar a decisão de trancar a faculdade

trancar a faculdade
6 minutos para ler

São inúmeros os fatores que levam o aluno a trancar a faculdade. No entanto, dependendo do motivo, há diversas maneiras de solucionar o problema sem que você prejudique a sua formação acadêmica.

Falta de tempo, rotina estressante, dificuldade financeira, dentre outras razões, podem influenciar a decisão. Mesmo assim, é preciso ter em mente que interromper os estudos é desvantajoso e atrasa ainda mais a conquista do diploma no ensino superior.

Pensando nisso, listamos a seguir 8 motivos para você repensar a decisão de trancar a faculdade. Confira!

1. O ensino superior é importante

Ter um curso de ensino superior no currículo profissional representa uma das maiores portas de entrada para conquistar um bom emprego e remuneração. Isso porque grande parte das empresas e recrutadores, atualmente, exige a titulação dos candidatos em alguma área de formação.

Além da graduação, ter uma pós-graduação, MBA ou especialização pode levar o indivíduo a se destacar ainda mais no mercado de trabalho. Por isso, é preciso colocar todos esses fatores na balança e refletir se a decisão é, de fato, a mais benéfica para a sua trajetória.

2. Voltar para os estudos é mais difícil

Ao interromper o curso, o estudante precisa estar consciente que a conquista do diploma chegará mais tarde do que o previsto. Além disso, no período em que você trancar a faculdade, a grade curricular pode ser alterada e, em alguns casos, será preciso cursar algumas disciplinas novamente.

Mesmo que não pareça, ao voltar para os estudos após um tempo sem contato com as aulas, pode ser mais difícil se adaptar e se dedicar com exclusividade para o desenvolvimento de sua aprendizagem. Uma boa opção para isso é considerar estudar em casa, até mesmo para ganhar mais tempo para se dedicar ao processo de ensino.

3. Perder oportunidades de emprego

Estando fora da faculdade, o aluno pode perder diversas oportunidades de emprego. Além disso, caso você esteja participando de estágio na sua área de formação, possivelmente perderá a vaga com a interrupção dos estudos. Uma boa recomendação, nesse sentido, é optar pelo ensino híbrido, pois a modalidade permite estudar tanto no formato presencial quanto a distância.

O ensino híbrido ainda permite que o indivíduo concilie os compromissos de trabalho com os pessoais, tendo mais tempo para planejar sua rotina e realizar as atividades da graduação.

4. Possibilidade de trocar de curso

Também é possível trocar de curso, caso o motivo seja uma insatisfação com a área de estudo. Algumas graduações têm disciplinas em comum e, no momento de realizar a troca, você não precisará abandonar tudo e começar do zero. Esse é um caminho possível para quem ainda sente indecisão em relação ao trancamento da faculdade.

Você pode escolher por um curso que tenha mais relação com o seu momento atual de vida ou, ainda, que ofereça melhores condições de empregabilidade. O que importa, na verdade, é que você se sinta bem para estudar, optando por uma área de formação na qual tenha prazer e motivação para se dedicar.

5. Não se formar com a sua turma de início

Outro ponto negativo do trancamento é que você perde a chance de se formar com a turma do início da graduação. Dessa forma, pode ser mais difícil criar vínculos com os colegas e professores, bem como persistir na área em que escolheu seguir carreira.

Por isso, reflita bastante sobre os fatores que levaram você a optar por tal curso e liste as características que valorizou ao tomar a sua decisão. O importante é que você entenda, de fato, quais são os reais motivos do trancamento e, a partir disso, leve em consideração os aspectos bons e ruins de permanecer ou não na graduação.

6. Aprender a administrar melhor o tempo

Outro fator que pode levar ao trancamento é a falta de tempo ou a dificuldade de administrar melhor os seus horários disponíveis para as aulas e atividades. Atualmente, o formato a distância tem auxiliado diversos alunos que precisam conciliar os estudos com o trabalho e outros compromissos.

Mesmo que você continue achando difícil levar o processo de aprendizagem adiante, será preciso buscar por ferramentas que ajudam a otimizar o tempo. Atualmente, existem diversos aplicativos que facilitam a gestão do tempo e que ajudam a reorganizar a rotina. O ideal é apostar em algum recurso ou, até mesmo, buscar orientação com a coordenação de ensino da faculdade.

7. Optar pelo EAD

A educação a distância já é uma realidade sem volta nas instituições de ensino. São diversos os benefícios do EAD, sobretudo por permitir que o aluno estude em casa com mais facilidade e organização. Uma das maiores vantagens da modalidade é que você pode assistir às aulas e realizar as atividades do local em que estiver e nos melhores horários de acordo a sua rotina.

Cursos presenciais geralmente exigem grande dedicação e a necessidade de se deslocar até a faculdade. No EAD, além de não precisar gastar recursos com o transporte, o estudante ainda terá mais comodidade e tempo para os seus compromissos.

8. Buscar bolsas de estudo

Caso o motivo do trancamento seja a falta de apoio financeiro, saiba que existem várias maneiras de pagar a faculdade e dar continuidade aos estudos. Diversas instituições de ensino oferecem bolsas e descontos nas matrículas, o que é uma oportunidade para quem tem dificuldade em arcar com o valor integral da graduação.

Também é possível recorrer a algumas opções de financiamento, como o SiSU e o Fies, que reduzem significativamente o preço das mensalidades e ainda oferecem a opção de pagar as parcelas do curso após você terminar a sua formação.

A decisão de trancar a faculdade deve tomada com muita cautela, em especial para evitar problemas no andamento do seu processo de aprendizagem. Tenha em mente que, a depender do motivo, é possível superar os desafios e dar continuidade ao curso de forma mais leve e tranquila.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite a visita e entre em contato agora mesmo a com equipe da UCEFF para conhecer todas as nossas opções de graduação!

Facebook Comments
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Share This