Descubra como funciona o ensino híbrido da UCEFF

ensino híbrido
6 minutos para ler

Antes de iniciar uma formação acadêmica, você precisa analisar com cuidado que curso fazer, qual instituição frequentar e que carreira seguir para ser bem-sucedido profissionalmente. Porém, esses não são os únicos aspectos a serem levados em conta.

Você também deve ponderar qual modalidade de educação se encaixa mais com a realidade da sua rotina e as suas necessidades enquanto estudante. Por isso, elaboramos este artigo para apresentar o ensino híbrido da UCEFF e explicar como ele pode ser o diferencial na sua jornada acadêmica. Confira!

O que é a educação híbrida?

O ensino híbrido é uma modalidade que vem ganhando força no ambiente acadêmico por mesclar aspectos-chave das duas vertentes de ensino vigentes no país: presencial e a distância. Nele, as matérias teóricas contam com aulas virtuais, o que permite o aluno acompanhá-las de casa. Já aquelas disciplinas que envolvem conteúdos práticos e vivências laboratoriais são realizadas presencialmente na instituição de ensino.

Esse formato inovador e dinâmico de formação permite uma maior flexibilidade e gestão de tempo, uma vez que você não precisa comparecer diariamente ao campus para assistir às aulas. Ao contrário, aqui há a liberdade de definir quando essas aulas online serão assistidas e qual período do dia será dedicado aos estudos sem que isso afete ou impossibilite a continuidade do seu trabalho e dos seus compromissos diários.

Além disso, você tem a liberdade de otimizar os seus horários para complementar a sua formação com cursos livres, treinamentos, oficinas ou participar de programas de trainee — algo que é bastante proveitoso, porque também contribui para valorização do seu currículo.

Como funciona o ensino híbrido na UCEFF?

O ensino híbrido na UCEFF, que é ofertado nos três campus da instituição (Barracão, Chapecó e Itapiranga), conta com algumas características que potencializam a sua formação semipresencial. É o caso da plataforma UCEFF Conect, em que os universitários podem conferir o conteúdo que será ministrado nas disciplinas ao decorrer do semestre. Ou seja, ele não precisa esperar pela próxima aula para ter contato com esse material.

Ao contrário, eles têm a possibilidade de conferi-lo e estudá-lo com antecedência para já pesquisar assuntos complementares e tomar nota tanto de possíveis dúvidas quanto daqueles tópicos que precisam ser debatidos e aprofundados.

Nesse processo, o aluno é o protagonista da própria formação, tendo autonomia para guiar o ritmo e os avanços do aprendizado dele por meio da tecnologia. Com isso, os momentos presenciais são muito mais produtivos, multidisciplinares e estimulantes. Afinal, você já tem uma bagagem para explorar, esmiuçar e refletir criticamente sobre os temas da disciplina com os professores e os colegas.

Ou seja, o estudante tem uma relação horizontal com os docentes. Afinal, ele deixa de ser apenas um ouvinte/espectador que recebe e processa diferentes conhecimentos e passa a ser um agente de ação no compartilhamento, na reflexão e na criação do saber.

Para completar, há a dinâmica entre as aulas presenciais e online. Os alunos acompanham três horas no primeiro formato e posteriormente têm mais uma hora, dessa vez virtualmente, para revisar o que foi visto na disciplina. Dessa maneira, há uma maior fixação dos conteúdos e um aumento do seu aproveitamento acadêmico.

Além disso, a faculdade investe constantemente na oferta de cursos de extensão, eventos acadêmicos (palestras, oficinas, conferências etc.) e atividades complementares (como visitas técnicas e viagens) para que o universitário tenha uma imersão na área de formação dele, se familiarize com a iniciação científica e conheça as particularidades e os desafios do mercado de trabalho atual.

Isso sem mencionar a inclusão da disciplina de empreendedorismo no currículo pedagógico de diferentes graduações. Basta ter em mente que o profissional do futuro precisará ter — além das experiências de trabalho, uma educação continuada e o domínio de hard e soft skills — uma visão empreendedora e de gerência para se sair bem na carreira.

Quais os cursos disponíveis na modalidade híbrida na UCEFF?

Até aqui, você leu sobre o que é a educação híbrida, como ela funciona na UCEFF e quais as vantagens de se optar por essa modalidade de ensino. No entanto, você deve estar se perguntando a respeito dos cursos que a faculdade disponibiliza nesse formato, não é mesmo? Por isso, vamos aproveitar este último tópico para indicar quais são eles.

Para começar, existem as licenciaturas. Ou seja, cursos voltados para o desenvolvimento e a capacitação profissional dos professores que atuam na educação escolar (infantil, fundamental e médio). Veja quais são eles:

Fora isso, a UCEFF também conta com cursos tecnológicos, nos quais você pode se aprofundar sobre um segmento de atuação, estuda o funcionamento desse setor dentro do mercado e se capacita para desenvolver as competências técnicas para assumir cargos no ramo escolhido. Tudo isso em um intervalo de tempo menor — geralmente, dois anos.

Por fim, mas não menos importante, há os bacharelados, o tipo de formação que o qualifica para uma atuação generalista dentro de um campo de conhecimento. Isto é, ao longo dos semestres os alunos intercalam o aprendizado sobre as atividades profissionais que podem exercer ao mesmo tempo que têm contato com a pesquisa e com a produção acadêmica.

Na UCEFF, você encontra cursos desse tipo na área da saúde, das ciências sociais aplicadas, das ciências agrárias, das engenharias etc. Confira:

Como você viu ao longo do post, o ensino híbrido na UCEFF pode tornar a sua vivência acadêmica uma experiência sem igual, lhe assegurando um maior controle, independência e liberdade de escolha durante a sua formação, respeitando as particularidades da sua rotina e deixando-o muito mais preparado para o seu ingresso no mercado de trabalho.

Portanto, se você tem interesse em algum dos cursos que citamos, acesse nosso site para conhecer os detalhes do processo seletivo para a graduação desejada!

Facebook Comments
Você também pode gostar

Deixe um comentário

Share This