Em um mercado cada vez mais competitivo, é papel do profissional buscar meios para se destacar entre a concorrência. Saber como criar um bom portfólio, por exemplo, é uma ótima forma de atrair clientes e aumentar a renda ao final do mês.

Diferentemente do currículo profissional, o portfólio nada mais é do que a reunião dos trabalhos feitos pelo profissional. Por isso, se bem organizado, ele pode ser a ferramenta essencial para a conquista daquele emprego dos sonhos.

Deseja saber mais sobre as vantagens do portfólio? Continue a leitura e aprenda, inclusive, como criar um portfólio de qualidade. Confira!

O que é portfólio?

Ao passo que o currículo reúne todas as informações do profissional, como a instituição de ensino frequentada, o curso de graduação escolhido e os locais de trabalho, o portfólio é uma compilação dos trabalhos feitos. Em outras palavras, o portfólio é uma coleção de amostras dos trabalhos já realizados.

Esse recurso é bastante importante para a candidatura em empregos, atração de clientes, captação de novos negócios e, também, para uso durante a graduação ou pós-graduação. Isso porque o portfólio demonstra as habilidades do profissional, qualificando-o ou não ao objetivo pretendido.

Para ser uma ferramenta de qualidade, o portfólio também deve contar com uma boa edição: não basta apenas demonstrar de forma aleatória os trabalhos produzidos. O profissional deve ser cuidadoso e reunir com capricho os seus trabalhos de maior destaque.

Como criar um bom portfólio?

Deseja criar um bom portfólio para auxiliar na conquista do emprego dos sonhos ou para iniciar uma pós-graduação concorrida? Veja as dicas a seguir e saiba como elaborar um ótimo material!

Defina se ele será físico ou digital

A primeira etapa é verificar se o portfólio será físico ou digital e, para tanto, é preciso pensar em seu objetivo. Se você atua na área de arquitetura, por exemplo, apresentar amostras físicas ao cliente pode causar uma ótima impressão. O portfólio impresso gera mais impacto e, em alguns casos, pode significar o fechamento imediato do negócio.

Por outro lado, um portfólio digital pode ser atualizado com mais facilidade e o seu compartilhamento é mais simples. Como a sua impressão não é realizada, ele pode contar com mais cores, fotos e detalhes que deixam o material mais profissional. Escolha qual será o tipo de material de seu portfólio para, então, começar o trabalho.

Escolha os melhores trabalhos

A vontade de todo o profissional é incluir no portfólio todos os trabalhos realizados, como forma de demonstrar eficiência, versatilidade e outras habilidades importantes para o mercado de trabalho. Contudo, deixar o material muito extenso pode não ser uma boa ideia.

Ser objetivo também é uma característica bastante valorizada entre os profissionais e, por isso, é preciso aplicá-la durante o processo de montar o portfólio. Avalie o seu histórico de trabalhos realizados e eleja os melhores.

Como critério, você pode incluir:

  • aquele trabalho que teve destaque na mídia ou foi foi vencedor de alguma competição;
  • o trabalho que garantiu uma vaga de emprego;
  • o material apresentado para solicitar uma vaga de pós-graduação;
  • trabalhos que você considera seus favoritos.

Avalie com calma e escolha os melhores materiais para compor o seu portfólio.

Evite projetos incompletos

A intenção do portfólio é demonstrar a boa atuação do profissional em sua área, independentemente de qual seja. Para tanto, além de bons trabalhos efetuados, o portfólio deve reunir projetos de qualidade e que demonstram os diferenciais do profissional.

Nessa missão, é essencial escolher bons materiais e, claro, evitar projetos incompletos. Não é uma boa ideia utilizar como exemplo trabalhos inacabados por conta da mensagem que pode ser transmitida ao futuro empregador ou cliente: um profissional que inclui projetos incompletos em seu portfólio parece não ser de qualidade.

Além disso, projetos incompletos podem ser entendidos como incompetência do trabalhador. Por isso, deixe de lado trabalhos que precisam ser concluídos durante a confecção de seu portfólio.

Crie guias e índices para facilitar a navegação

Uma boa organização é essencial para todo o tipo de profissional, e pode ser demonstrada nos mínimos detalhes de um portfólio. Para tanto, crie guias e índices para facilitar a navegação: inclua número de páginas, opte por um sistema de cores ou pense em um sistema diferente para auxiliar a localização de informações.

Outra ideia interessante é realizar uma linha cronológica para inserção dos projetos ou separá-los por temáticas. Alguns profissionais também organizam esse material a partir de clientes mais famosos ou reconhecidos no mercado. Alie organização pessoal e criatividade e faça um bom trabalho.

Use o design a seu favor

O design é outro ponto essencial a ser tratado em um portfólio de qualidade, ainda mais com tantos aplicativos e sites que oferecem materiais gratuitos para auxiliar essa missão. Por isso, depois de reunir os trabalhos de sua preferência e organizar um índice claro, é o momento de finalizar o portfólio a partir da escolha do design.

Geralmente, profissionais de áreas mais formais, como Direito ou Medicina, optam por designs mais limpos e discretos. Por outro lado, arquitetos, jornalistas ou pessoas que trabalham em ramos mais criativos escolhem designs chamativos. Pense no seu objetivo e faça a opção mais adequada.

Por que você precisa ter um portfólio?

Como visto, o portfólio é uma ferramenta que reúne os trabalhos mais importantes da carreira de um profissional. Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, conseguir a tão sonhada vaga de emprego pode demandar mais etapas do que o esperado.

Por isso, um bom portfólio pode ser a ferramenta essencial para garantir destaque e auxiliar a conquista do emprego, o ingresso em uma pós-graduação ou a conquista de um cliente importante. Conte com um portfólio de qualidade e veja a diferença positiva em sua jornada.

Saber como criar um portfólio é essencial na atualidade, considerando a sua importância. Assim, utilize este conteúdo como base e faça um trabalho de qualidade: defina se o portfólio será físico ou digital, escolha os melhores projetos, evite trabalhos incompletos, crie índices e planeje um bom design. Bom trabalho!

O nosso post sobre como criar um portfólio de qualidade foi útil para você? Então, compartilhe-o nas suas redes sociais e convide os seus colegas à leitura!

Facebook Comments