Mesmo que você ainda não saiba muito bem o que quer fazer da vida, uma coisa é certa: cursar uma faculdade é fundamental. Com uma graduação no currículo, você tem mais chances de ganhar melhor e de pleitear bons cargos. E o melhor: essas conquistas são possíveis logo que você conclui o curso. Como? Por meio de programas de trainee.

Neste post, trouxemos todas as informações necessárias para você entender como esse processo funciona, para que ele serve, quem pode participar, se vale a pena ou não, suas vantagens, e ainda vamos dar 5 dicas para você mandar bem na seletiva. Portanto, continue a leitura e saiba agora mesmo tudo sobre o processo de trainee!

O que é o processo de trainee?

É um processo realizado por empresas para descobrir novos talentos. Assim, para se tornar um trainee é preciso passar por avaliações que incluem desde provas de conhecimento gerais e específicas até entrevistas e dinâmica de grupos.

E você sabe o que quer dizer o termo trainee? É uma palavra inglesa que significa “em treinamento”. Assim, o objetivo é treinar recém-formados para desempenhar papéis importantes dentro de uma organização, como em cargos de confiança e de alta administração.

Quem pode ser trainee?

Os processos de trainee são exclusivos para recém-formados ou acadêmicos em vias de se formar. O tempo válido para a inscrição após a conclusão do curso pode variar de dois a quatro anos, conforme a empresa recrutadora.

Vale a pena participar dos processos de trainee após a graduação?

O processo é uma grande oportunidade para entrar no mercado de trabalho com excelentes perspectivas a curto e longo prazo.

A curto prazo porque é uma maneira de acelerar o desenvolvimento profissional em uma empresa reconhecida pelo mercado e ainda recebendo salário acima da média. Tudo isso já nos primeiros anos de vida profissional e em meio a um turbulento cenário econômico como o que vivemos hoje, com alta taxa de desemprego e redução do número de trabalhadores com carteira assinada.

No longo prazo, há chances valorosas de crescimento dentro da empresa, já que o objetivo do programa é a formação de líderes. Os gestores vão investir na sua qualificação por meio de cursos, workshops e também por meio de uma rotina de responsabilidades inerentes a um cargo de liderança.

Além do mais, só de se preparar para um processo de trainee, você já conquista competências, habilidades e atitudes indispensáveis para qualquer profissional. Isso porque são etapas que avaliam não apenas o nível de conhecimento, mas também as qualidades comportamentais. Falaremos mais sobre isso no próximo tópico.

E por fim, como mencionamos, a participação em um processo como esse só é válida poucos anos após a conclusão do curso, então, não custa tentar, não é mesmo?

Como mandar bem no processo de trainee das grandes empresas?

Se você chegou até aqui é porque se interessou em participar do processo de trainee. Boa decisão!

Para isso, separamos 5 dicas que você pode e deve começar a desenvolver desde já para se tornar um candidato e profissional disputado entre empresas de grande porte e multinacionais. Preparado? Continue lendo!

1. Saiba se comunicar em inglês

Um dos requisitos mais comuns para quem quer se candidatar a uma vaga de trainee é ter fluência em inglês. Mas não precisa se assustar! Ser fluente não significa dominar cem por cento a língua, até porque os próprios nativos cometem erros (é só observar a nós mesmos, brasileiros, com o nosso português).

O importante aqui é se fazer entender com qualidade, ou seja, ter habilidade para ouvir, falar, escrever e ler em inglês. Já pensou trabalhar em projetos em outros países?

Além do mais, o inglês é a língua universal, e todas as informações que aparecem na internet chegam primeiro em inglês. Assim, se você tem familiaridade com o idioma, já está na frente, o que nos leva à segunda dica.

2. Invista em sua criatividade

Conhecimento é poder, e quando você tem acesso a informações em primeira mão e mantém contato com boas referências, suas chances de criar e inovar são enormes.

A criatividade é uma das habilidades do profissional do futuro e, aliada a dados e informações, é o que pode diferenciar você em uma entrevista ou dinâmica de grupo.

3. Conheça bem a empresa

Ao decidir participar de uma vaga de trainee, pesquise sobre a empresa em questão e, se possível, aprenda com os profissionais mais experientes da organização. Caso não tenha informações sobre eles, não tem problema. Procure aprender com outras pessoas bem-sucedidas.

Há uma expressão que diz que você é a média das cinco pessoas com quem mais convive. Se você quer se destacar num processo de trainee, crie um ambiente que o estimule a pensar e a agir como um líder. Informe-se sobre os hábitos de pessoas bem-sucedidas, conviva com leituras inspiradoras e construa você mesmo sua própria história de sucesso.

4. Tenha boas noções sobre tecnologia

O uso de ferramentas e softwares, como o Excel, é outro requisito para quem deseja se candidatar a uma vaga e pode ainda ser fator determinante para passar de uma etapa para outra no processo. Sem falar que é uma das habilidades indispensáveis do profissional do futuro.

5. Pratique o autoconhecimento

Lembra quando falamos sobre a importância de ter não apenas competências técnicas como também comportamentais? Algumas das atitudes bem-vistas por empresas, como o trabalho em equipe, são qualidades que podem ser desenvolvidas ou potencializadas por meio da auto-observação. Identifique seus pontos fortes e fracos com base nas competências que as empresas mais valorizam e faça um trabalho consigo mesmo.

Sair da faculdade ganhando um bom salário e ainda ser pago para aprender a se tornar um profissional bem-sucedido em uma empresa de grande porte é, sem dúvida, uma oportunidade que vale a pena tentar.

Mas é preciso passar por um processo rigoroso de avaliação que exige competências como fluência no inglês, criatividade, conhecimentos tecnológicos, capacidade de trabalho em equipe e, primeiro de tudo, um curso superior, já que o processo é voltado para recém-formados.

Fazendo uma graduação, você tem a chance de se preparar — inclusive tendo à mão cursos de extensão — e entrar no competitivo mercado de trabalho com o pé direito, ou melhor, com os dois pés direitos.

E então, gostou deste post? Compartilhe com seus amigos para que eles também possam conhecer todas as vantagens de participar de um processo de trainee e, assim, ir mais longe!

 
Facebook Comments