Muitos pais e professores têm medo das redes sociais tomarem a atenção e o tempo dos seus filhos e alunos. Mas talvez eles ainda não saibam que é possível estudar no Twitter, por exemplo.

Essa nova geração tem a vantagem de poder contar com essas ferramentas para diversificar suas fontes de informações, que não precisam mais ficar restritas aos livros e apostilas. Então, nada melhor do que aproveitar o interesse pelos computadores e smartphones para ajudar a absorver conteúdos úteis para os estudos, não é mesmo?

Pensando nisso, separamos algumas dicas de perfis para você começar a seguir no Twitter e não ficar de fora dessa oportunidade!

1. MEC

O perfil do MEC (Ministério da Educação) é atualizado pela assessoria de comunicação da instituição e traz diversas notícias sobre datas importantes, programas de educação e financiamento, dicas de estudos, entre outros.

Além disso, ele mantém seus seguidores informados a respeito dos processos seletivos, como Enem, Sisu e ProUni. Quem tem interesse no Fies também deve ficar atento às postagens.

2. Descomplica

O Descomplica está entre os sites mais conhecidos do Brasil para auxiliar os estudantes nos vestibulares e no Enem. 

Na verdade, o YouTube é a sua plataforma mais forte, já que lá são postadas as videoaulas de disciplinas variadas como Matemática, Português, História, Química, Redação, Filosofia etc. Já são mais de 20.000 aulas gravadas e 1.300.000 inscritos, além de monitorias online e aulas ao vivo todos os dias.

Portanto, seguir esse perfil vai ajudá-lo a estudar no Twitter, pois você vai receber as notificações dos vídeos postados no canal. Afinal de contas, nem sempre a gente consegue acompanhar as novidades que saem todos os dias em todas as redes sociais, não é mesmo?

Então, uma boa tática é aproveitar o Twitter para centralizar os seus interesses e manter-se sempre informado. Como se trata de uma ferramenta em que a ideia é justamente ter posts com poucos caracteres, fica mais fácil acompanhar tudo sem ficar tão perdido.

3. Guia do Estudante

O Guia do Estudante é outro velho conhecido de quem está se preparando para o vestibular. Antigamente, a sua versão impressa (pela Editora Abril) era tida como a bíblia dos estudantes brasileiros. Hoje, com a difusão do acesso à internet, a versão online reúne os principais dados e dicas para esse tipo de público.

Enquanto isso, o perfil da publicação no Twitter consegue apresentar todos os posts de forma mais objetiva. Sendo assim, você não precisa acessar o site todos os dias para ficar procurando as notícias dos temas que você tem maior interesse.

Por exemplo, se você não vai fazer o vestibular da Unicamp, passe para os próximos tweets e clique em um link que traz um resumo atualizado sobre demografia e o envelhecimento populacional — tópico comum nas provas de Geografia do Enem. Ou seja, o Twitter permite que você filtre os assuntos de uma maneira mais prática — e você ainda economiza tempo.

4. Escreva Sem Erros

Uma das grandes falhas de muitos vestibulandos é achar que as provas objetivas vão salvá-los dos erros de português. Saber se comunicar bem é de extrema importância — e a redação é um dos momentos em que você precisa colocar todo o seu conhecimento em prática.

Nesse sentido, o Escreva Sem Erros é um bom perfil para seguir e tirar dúvidas sobre ortografia, conjugação verbal, acentuação, uso de expressões, entre outros assuntos relacionados à nossa língua portuguesa. É uma maneira leve de trazer os conceitos da gramática para o dia a dia.

5. História Digital

Uma das vantagens de seguir o História Digital é poder descobrir curiosidades inusitadas que eles postam na seção #hojenahistoria. A cada dia, o perfil relembra fatos históricos que ocorreram na mesma data em épocas passadas.

Para citar um exemplo, você sabia que foi no dia 24 de outubro de 1929 que ocorreu a quebra da Bolsa de Nova York? E o que mais você saberia responder em uma questão sobre a crise nos EUA e no mundo que começou a partir dessa data? Talvez seja um bom tema para revisar, não é mesmo?!

No fim das contas, essa pode ser uma boa forma de despertar o interesse daqueles que não amam tanto a disciplina, mas passam a se envolver mais com ela ao acompanhar esse tipo de perfil. 

Além do mais, há posts com mapas mentais e resumos sobre alguns assuntos relevantes — como a Guerra Fria e governos brasileiros — que ajudam na hora dos estudos.

6. Tecla SAP

O Twitter do Tecla SAP é como uma extensão do projeto Boletim Tecla SAP, que distribuía informativos gratuitos por e-mail com dicas da língua inglesa entre 1999 e 2005 e chegou a ter mais de 70.000 assinantes.

Hoje, o professor, tradutor e intérprete Ulisses Carvalho continua ajudando seus seguidores a evitar erros comuns, melhorar a pronúncia e deixar o inglês cada vez mais afiado.

O perfil reúne todo o conteúdo postado por ele, que abrange dicas rápidas e vídeos do seu canal do YouTube sobre os mais diversos assuntos, incluindo temas como “as 40 palavras e expressões em inglês indispensáveis no mundo dos negócios”.

7. O Globo

Um estudante bem preparado não é apenas aquele que apresenta um bom domínio sobre as disciplinas aprendidas na escola, mas que também está bem informado sobre as atualidades e é capaz de dar sua opinião sobre diferentes questões e temas do cotidiano.

Isso é importante não só na hora de fazer uma boa redação, como na formação de um profissional mais completo. Para isso, ter conhecimento do que está acontecendo no mundo é fundamental para manter-se sempre atualizado.

Em vista disso, é bom seguir perfis que oferecem informações diárias sobre política, meio ambiente, cultura, educação, tecnologia, ciência etc. O jornal O Globo é um dos exemplos de perfis que fazem esse tipo de serviço, assim como outros jornais e portais de notícias brasileiros e internacionais, como Carta CapitalEl País e The Guardian.

Essas são apenas algumas dicas e indicações de perfis que vale a pena seguir. Porém, nada impede que você faça uma pesquisa para encontrar outros usuários com os mesmos propósitos e que possam ajudá-lo na rotina de estudos.

Gostou de saber um pouco mais sobre como estudar no Twitter? Então, que tal compartilhar este post nas suas redes sociais e informar os seus amigos sobre essa descoberta?! 

Facebook Comments