Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Todo vestibulando dedica boa parte do seu tempo para pesquisar os diversos cursos de graduação e as faculdades disponíveis. Existem muitas áreas de atuação profissional; por isso, sentir-se indeciso é muito comum nessa fase da vida.

Para escolher qual caminho trilhar, é importante conhecer seus interesses e habilidades e colher muitas informações sobre as opções de estudo. Assim, ao cruzar esses dados, você fica mais próximo de encontrar a sua futura profissão.

Precisa de ajuda? Se você que saber quais são as matérias estudadas na graduação em agronomia, além de entender mais sobre o curso e essa profissão, podemos esclarecer todas as suas dúvidas agora mesmo. Acompanhe!

O que faz um agrônomo?

A agronomia é uma profissão regulamentada no Brasil desde 1966. Para exercê-la, é preciso ter o diploma do curso de bacharelado em Agronomia e o registro profissional no CREA — Conselho Regional de Engenharia e Agronomia. O profissional se forma com o título de engenheiro agrônomo.

Muitos pensam que o agrônomo trabalha apenas com questões do solo, mas, na verdade, a atuação nessa área vai muito além disso. A formação é bem ampla e envolve diversas habilidades, capacitando o profissional para atuar na interação com os três reinos: mineral, vegetal e animal.

Quem se forma em agronomia desenvolve conhecimentos para compreender e intervir em todas as etapas da produção e comércio de produtos agrícolas. Esse profissional pode atuar em atividades que vão desde o plantio até a distribuição da mercadoria, tendo uma visão abrangente da cadeia de produção e armazenamento.

É função do agrônomo oferecer soluções para os desafios das mais diversas etapas produtivas — como preparação do solo, combate de pragas, colheita, fabricação de ração animal, reprodução, abate e demais processos industriais envolvidos na produção dos alimentos para venda.

O agrônomo pode ocupar postos de trabalho na administração de propriedades rurais, no gerenciamento de agronegócios, em laboratórios de pesquisa, na indústria alimentícia e em empresas de gestão ambiental. Os conhecimentos da agronomia contribuem para garantir a qualidade e a lucratividade da produção, aliando a produtividade à conservação do meio ambiente.

Veja as principais funções exercidas por quem se forma em agronomia:

  • administração rural: gerencia a unidade produtiva, acompanhando a safra desde a plantação até a comercialização dos produtos;

  • produção animal: coordena cuidados com a saúde, alimentação e reprodução de rebanhos;

  • manejo do solo: orienta a utilização dos solos, a fim de preservar a fertilidade;

  • agroecologia: realiza pesquisas para aumentar a fertilidade do solo, estimula o uso racional da terra e demais recursos, orienta os produtores sobre fertilizantes, agrotóxicos e rações;

  • defesa sanitária: atua na prevenção de doenças da lavoura e no combate a pragas;

  • agroindústria: acompanha os processos industriais e a distribuição de produtos agrícolas, prezando pela qualidade;

  • coordenação de projetos: organiza programas voltados aos produtores, como o crédito rural;

  • engenharia rural: supervisiona mudanças nas propriedades, como a instalação de sistemas de drenagem;

  • manejo ambiental: coordena a exploração dos recursos naturais, preocupando-se com a preservação do meio ambiente;

  • melhoramento animal e vegetal: realiza pesquisas e desenvolve técnicas para melhorar a produção;

  • silvicultura: atua na recuperação de matas devastadas, maneja áreas de reflorestamento e fiscaliza impactos ambientais.

Como está o mercado de trabalho?

O agronegócio ocupa um espaço de muita força e desenvolvimento no nosso país. Tradicionalmente, o Brasil é exportador de bons produtos agropecuários, e a importância dessa área na economia só tem crescido — as perspectivas do Ministério da Agricultura são muito positivas para os próximos anos. O cultivo de soja, cana-de-açúcar, milho, oliveiras e flores ornamentais apresenta números bastante promissores.

Por isso, o mercado para agrônomos está em constante expansão no Brasil, e as oportunidades de trabalho crescem em todas as regiões. Em Santa Catarina, a agroindústria conseguiu triplicar suas exportações nos últimos 15 anos.

No setor público, as principais vagas são para atuar com agroecologia, assistência técnica ou extensão rural. Nas empresas privadas, há muitas oportunidades para trabalhar na administração de propriedades e no gerenciamento dos processos de produção.

Um campo de atuação que está em pleno desenvolvimento é o da tecnologia aliada ao agronegócio. As pesquisas de melhoramento — tanto em plantações quanto na criação de animais — têm garantido muitas soluções inovadoras para a área. Com a tecnologia, é possível aperfeiçoar os processos, controlar a qualidade e aumentar a produtividade.

Quais são as vantagens de se investir nessa área?

A amplitude da formação em agronomia já é um fator interessante para quem está estudando para o vestibular e pensa em se formar na área. Um curso que mobiliza diversos conhecimentos e apresenta um mercado de trabalho amplo e em expansão é muito vantajoso, não é mesmo?

Mas esse não é o único benefício! A valorização da agronomia também tem chamado a atenção, e o mercado tem projeções muito positivas para o setor. Por isso, a agronomia é considerada uma das cinco profissões do futuro.

Quer mais vantagens? O salário do agrônomo é um diferencial bastante motivador: a remuneração inicial é maior do que a de outras áreas do mercado, considerando que a produção no agronegócio faz circular muito dinheiro no país.

Quais são as matérias estudadas na graduação em agronomia?

Você já deve ter percebido que a formação em agronomia é bem ampla. O curso tem duração de cinco anos e é baseado nas ciências exatas e biológicas. Uma particularidade é a existência de muitas atividades práticas, colocando o aluno em contato mais próximo com o campo de atuação.

Nos primeiros semestres, os estudantes têm disciplinas mais gerais, como informática aplicada à agronomia, matemática geral e bioquímica. Depois, passam a estudar matérias mais específicas do curso, como as que você vai conferir abaixo:

Morfologia vegetal

A disciplina apresenta as formas e estruturas das plantas e de suas classificações conforme as características. No curso, você vai construir conhecimentos específicos acerca das diferentes partes das espécies vegetais — flores, folhas, frutos, caules e raízes. A matéria é bastante relevante para o contexto do agronegócio; por isso, integra a formação em agronomia.

Anatomia e fisiologia dos animais domésticos

Essa parte da Biologia concentra os seus estudos na forma e na estrutura do corpo dos animais. Entre as matérias de agronomia, essa traz a estrutura dos animais domésticos, bem como propicia a aquisição de conhecimentos para entender o funcionamento dos organismos.

Genética agrícola

Em genética agrícola, são abordadas temáticas relacionadas à clonagem animal e vegetal, além de serem estudadas as doenças hereditárias. A investigação do aperfeiçoamento das culturas agrícolas é mais um enfoque da disciplina. Essa matéria é parte importante da formação do Engenheiro Agrônomo porque está alinhada às demandas atuais e futuras do ramo.

Estatística e experimentação agrícola

Essa matéria tem relação com a estatística probabilística, e, nela, você vai desenvolver habilidades voltadas a inferir o comportamento dos vários fenômenos naturais. Tudo isso com baixa margem de erro a partir de planejamento, execução e coleta de dados, além de análise e interpretação de resultados obtidos em experimentações.

Fertilidade do solo e nutrição de plantas

A disciplina é centrada no manejo dos nutrientes fundamentais para o crescimento das plantas. Esses estudos englobam as formas de se atingir objetivos na produção agrícola a partir do incremento da fertilidade das áreas, bem como da correta nutrição das plantações.

Construções rurais

Essa matéria estudada na graduação em agronomia trata dos diferentes tipos de planejamento para fomento das atividades agropecuárias. Abrange a racionalização da produção e as instalações para as criações destinadas ao armazenamento e beneficiamento das produções agrícolas, entre outras temáticas.

Controle de pragas e culturas

Essa disciplina é voltada à temática do controle das pragas na agricultura, abarcando o manejo integrado das pragas com vistas a impedir perdas na produção. O momento certo de intervir e a forma mais oportuna de preservar as plantações fazem parte dos conhecimentos adquiridos no curso.

Nutrição animal

Essa é uma das mais relevantes matérias estudadas na graduação em agronomia, já que se debruça sobre os fenômenos bioquímicos e fisiológicos resultantes da ingestão dos alimentos pelos animais.

A aplicação desses conhecimentos tem o sentido de entender as exigências nutricionais dos animais, a fim de estabelecer parâmetros para a nutrição das variadas espécies.

Ecologia agrícola

Nessa matéria, você vai estudar os ecossistemas estabelecidos em função do manejo da terra em áreas de agricultura. Para isso, conhecerá as formas de desenvolver atividades agrícolas de maneira não agressiva ao meio ambiente.

Assim, aprenderá sobre a sustentabilidade e os meios sociais, sendo tais estudos direcionados à produção de determinadas regiões.

Mecanização agrícola e logística

O foco dessa matéria da faculdade de agronomia é o planejamento e uso sistêmico das máquinas empregadas na produção agrícola. Isso inclui todos os veículos, tratores e demais integrantes da frota automotiva rural.

A disciplina trata, ainda, dos implementos, equipamentos e sistemas de controle. Seu objetivo é dar fundamentação para a elaboração e execução de planos de manutenção e operação dos maquinários agrícolas.

Nos exemplos acima estão amostras das matérias estudadas na graduação em agronomia. O curso é composto por muitas outras disciplinas importantes, como as seguintes:

  • hidrologia e bacias hidrográficas;

  • uso, manejo e conservação do solo;

  • produção e manejo de aves e suínos;

  • melhoramento de plantas e biotecnologia;

  • administração, planejamento e gestão agrícola;

  • tecnologia de produtos de origem animal e vegetal;

  • fruticultura;

  • paisagismo, floricultura, parques e jardins.

Como você percebeu, o currículo da graduação em agronomia é bem variado e completo. Para quem se interessa pela vida e produção no campo — e tem afinidade com as matérias —, essa é uma ótima opção de estudos. É uma grande oportunidade de adquirir conhecimentos atuais e diversificados!

Esperamos que conhecer as matérias estudadas na graduação em agronomia seja determinante para a sua escolha. Repare que essas matérias de agronomia compõem o currículo dos melhores cursos. Tais formações, completas e atualizadas, são ofertadas nas mais gabaritadas instituições de ensino superior do país.

Portanto, tenha em mente que é essencial investir na qualidade da sua jornada formativa. Afinal, esse cuidado é primordial para a construção de uma carreira de sucesso.

Agora que você já viu as matérias de agronomia, leve este artigo para os seus amigos, compartilhe-o nas suas redes sociais!

 

Facebook Comments