Talvez você já tenha percebido: a graduação, há muito tempo, deixou de ser um diferencial. Apesar de sua grande importância, o profissional precisa buscar algo a mais se quiser melhores conquistas. Devido a isso, a pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho é uma grande oportunidade para ser mais valorizado.

O curso é direcionado aos já formados em Arquitetura ou em qualquer uma das Engenharias, pois são esses que poderão, por lei, atuar na parte de gestão e estratégia. Apesar disso, outros profissionais que desejarem também podem fazê-la. Todavia, atuarão apenas na parte mais técnica.

Sabemos que escolher uma pós-graduação nem sempre é tão simples. Assim, para facilitar seu caminho, reunimos neste post as melhores informações sobre esse curso. Confira!

Como é a pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho na UCEFF?

Segundo Marivane Menuncin Viêra, coordenadora dos cursos de pós-graduação da UCEFF, o curso tem 652 horas, superando o mínimo exigido pelo CREA, que é 600 horas. Um dos diferenciais da grade curricular é a disciplina de NR35, referente ao trabalho em altura. A decisão de inclui-la surgiu pelo fato de a região de Chapecó contar com muitas indústrias, tornando tal conhecimento fundamental.

Além das aulas teóricas, os estudos de caso e as práticas também fazem parte dessa pós-graduação. Marivane conta que os alunos fazem treinamentos sobre assuntos como a utilização de cintos, roldanas e escadas, por exemplo. Laudos e perícias também fazem parte desse contexto.

Estágios são etapas essenciais na aquisição de uma experiência mais rica. Devido a isso, a instituição tem parceria com empresas de vários tipos, levando os alunos a vivenciarem de perto a rotina da melhor forma.

Multinacionais também podem ser encontradas entre as oportunidades. “Temos uma estagiária atuando na unidade da Ford, de Chapecó”, revela Marivane.

Como é o mercado de trabalho nessa área?

Nenhum negócio, por menor que seja, está livre de acidentes de trabalho. Quando acontecem, além de todas as consequências negativas referentes a indenizações e multas, é preciso encarar prejuízos relacionados à imagem.

Doenças ocupacionais também são preocupantes, pois levam ao afastamento do profissional, à perda de produtividade e ao impacto no desempenho geral da organização.

Sendo assim, cada vez mais as empresas têm percebido a importância de um engenheiro do trabalho e como ele contribui para evitar despesas além da conta. Isso faz com que os salários sejam, ao passar do tempo, ainda mais atraentes.

Para se ter uma ideia, a média salarial do engenheiro de segurança do trabalho atualmente é de R$7.642,26, podendo chegar ao teto de R$16.518,39.

Como essa pós pode fazer minha carreira alavancar?

“A pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho é a única que ainda acarreta titulação junto do CREA”, conta Claiton Mesacasa, professor titular de graduação e pós-graduação na UCEFF. Isso significa que o profissional fica com duas titulações de Engenharia.

Claiton revela ainda que esse tipo de serviço não pode ser feito por nenhum outro profissional. Isso abre muitas portas e é um dos motivos que faz a especialização ser diferenciada.

Quem também partilha dessa opinião é Marivane, que afirma que a qualificação permite a atuação não apenas em projetos de construção civil, mas também dentro de fábricas ou de qualquer outro estabelecimento que conte com um grande número de funcionários.

O que verei na pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho?

O professor da UCEFF revela que as aulas abordam diversos conteúdos, como:

  • introdução à segurança do trabalho, mercado e história;
  • dificuldades enfrentadas no dia a dia;
  • ergonomia, ambiente do trabalho e suas doenças;
  • higiene do trabalho (agentes físicos, agentes químicos, o ambiente térmico e ventilação);
  • legislação em norma técnica específica e suas práticas;
  • elaboração de laudos de perícia e Engenharia;
  • atuação em fases judiciais e extrajudiciais;
  • prevenção contra incêndio;
  • prevenção e controle de riscos em máquinas e equipamentos;
  • gerenciamento de riscos e proteção ao meio ambiente;
  • Psicologia aplicada à Engenharia de Segurança do Trabalho.

Por que fazer a pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho?

Se você ainda tem dúvidas de por que se especializar em Engenharia da Segurança do Trabalho, não deixe de considerar que o mercado tem sido bastante exigente para quem almeja alcançar os degraus mais altos.

Toda pós-graduação é um diferencial, principalmente quando pensamos no aumento da concorrência. A possibilidade de melhorar o nosso networking também deve ser levada em conta, já que muitas situações que envolvem contatos profissionais são chances para trilhar uma carreira mais promissora.

Além disso, pessoas com pós-graduação tendem a ter uma remuneração mais alta, de acordo com um levantamento feito pela Catho. Isso poque elas passam a atuar em uma função mais estratégica, sendo primordial para qualquer empresa se desenvolver.

Com relação à Engenharia de Segurança do Trabalho, Claiton acredita que a tendência no mercado é essa área ser ainda mais relevante. Ele revela que, devido às modificações nas normas regulamentadoras, o profissional ganha mais autonomia na gestão e na implementação do projeto de segurança do trabalho.

Por que escolher a UCEFF?

Uma das vantagens da UCEFF é o fato de muitos professores, além de terem titulação mestre/doutor, também trabalharem na área. “Ele traz para os alunos de pós-graduação a sua vivência, e não meramente a teoria”, considera Marivane.

A coordenadora também declara que a faculdade se importa com o aprendizado de qualidade dos alunos. “Eu, como coordenadora, estou sempre junto deles, auxiliando no que for necessário. Preocupo-me se realmente aprenderam e se o professor deu conta de atender suas expectativas”, conta.

Além disso, a instituição procura sempre atualizar a matriz curricular para acompanhar as mudanças do mercado. “É muito difícil que uma mesma turma tenha as mesmas ementas ou os mesmos professores no decorrer das edições. Fazemos alterações, incluímos temas novos e informações mais específicas”, finaliza Marivane.

Por fim, o reconhecimento pelo MEC e a boa infraestrutura são outros pontos a serem prezados. A UCEFF é considerada a maior instituição privada de ensino superior do oeste de Santa Catarina, o que assegura aos alunos o máximo conforto.

Muitas vezes, a rotina é corrida, principalmente para quem já tem uma formação e trabalha. Contudo, vale a pena se organizar melhor e realizar a pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho. Tenha em mente que escolhas como essa refletem no sucesso de sua carreira no futuro.

Agora que você ficou por dentro do curso e dos nossos diferenciais, que tal considerar sua inscrição na próxima turma? Entre em contato conosco conosco para mais informações!

Facebook Comments