Pós-graduação em Neuropsicopedagogia: veja como funciona!

6 minutos para ler

Você já conhece a pós em Neuropsicopedagogia? Essa é uma área que está em evidência e que tem despertado a curiosidade em muitas pessoas que buscam se especializar em um campo inovador, de prática interdisciplinar e, acima de tudo, com comprometimento social.

Neste post, vamos falar sobre o curso e mostrar o que você pode esperar da formação, como é o mercado de atuação e o tipo de trabalho que é desenvolvido ao escolher essa carreira. Acompanhe e não perca nenhum detalhe!

O que é a Neuropsicopedagogia?

É um segmento de atuação que investiga o neurodesenvolvimento e as condições multifatoriais que o afetam. Essas condições têm o potencial de causar prejuízos cognitivos que impactam diversas áreas da vida, especialmente a aprendizagem, que é responsável pelo ganho de autonomia, independência, habilidades (físicas e mentais) e inserção social.

Portanto, a área relaciona esses dois aspectos e trabalha intervenções práticas para repensar e atualizar o sistema de educação, a fim de deixá-lo mais preparado para lidar com as singularidades dos estudantes, sem causar segregações, discriminações ou limitações extras.

O objetivo é promover a inclusão, a participação e o correto acolhimento da diversidade em todas as suas formas de expressão. Portanto, é uma especialidade profissional de grande importância na sociedade.

Como é a formação para atuar com Neuropsicopedagogia?

Por se tratar de uma pós-graduação, não de um curso livre ou de extensão, você deve ter primeiramente uma graduação. Isso porque é ela que vai permitir a continuidade dos seus estudos dentro do ensino superior — algo exigido não só para as especializações, mas também para os MBAs, os mestrados e os doutorados.

Aqui, há duas possibilidades de graduação: a de Psicologia e a de Pedagogia. O primeiro curso tem cinco anos e o capacita para ser um psicólogo. Já o segundo o prepara para atuar com as diferentes demandas da docência, em particular as do início da educação básica. Tão logo você se forme, já pode iniciar a sua pós.

Na UCEFF, por exemplo, a especialização em Neuropsicopedagogia e Educação Especial tem duração de 360h. Portanto, você consegue concluí-la em até seis meses, o que é um diferencial para quem quer ter mais competitividade ao ingressar no mercado, melhorar a performance na carreira ou mesmo concorrer a concursos públicos na área da educação.

O que é estudado na pós em Neuropsicopedagogia?

Por ser uma área de estudo interdisciplinar — isto é, que atravessa diferentes ciências, integrando-as e combinando-as para uma atuação direcionada a problemas educacionais —, você tem conteúdos da Psicologia, da Neuropsicologia (que é um segmento da primeira) e da Pedagogia.

Na pós em Neuropsicopedagogia da UCEFF, por exemplo, são oito módulos em que você se aprofunda tecnicamente nos diferentes aspectos da:

  • aprendizagem ao longo das fases da vida e funcionamento do sistema nervoso central;
  • relação do sistema cognitivo com os diferentes transtornos do neurodesenvolvimento;
  • avaliação de desempenho e evolução de estudantes;
  • intervenção de inclusão e promoção da integração em ambientes escolares; 
  • história de movimentos sociais que debatem a inclusão social.

Quais os campos de trabalho do neuropsicopedagogo?

O neuropsicopedagogo trabalha principalmente em instituições de ensino. É o caso de creches e escolas públicas e privadas, que vão oferecer educação básica (desde o nível infantil até o ensino médio). Além disso, ele também está presente em universidades, faculdades e centros universitários, contribuindo para os processos de inclusão dentro da educação superior.

Ainda, ele pode atuar em serviços hospitalares com pacientes que são afastados do ambiente escolar por tempo indeterminado devido à internação e em organizações corporativas que realizam ações e projetos educativos para os funcionários.

Fora esses locais do mercado, o neuropsicopedagogo também pode atuar em entidades e órgãos públicos, contribuindo para o desenvolvimento e o aprimoramento de leis, a realização de serviços socioeducativos gratuitos para a sociedade, o planejamento de novas instituições de ensino (estaduais ou municipais) etc.

Por que investir nessa pós-graduação?

O mercado educacional tem priorizado cada vez mais profissionais aptos a lidar com questões de inclusão social. Afinal, nos últimos anos, têm havido diversos avanços em políticas públicas, além do crescimento do impacto de coletivos e entidades que falam a favor da educação especial.

Portanto, as instituições de ensino — e, inclusive, de outros segmentos, como é o caso da saúde e do corporativo — vêm se adaptando para não apenas acolher, mas também para oferecer um processo de aprendizagem de qualidade, inclusivo e devidamente adaptado às necessidades individuais de pessoas com deficiências, transtornos do neurodesenvolvimento e/ou superdotação.

Isso requer profissionais com um currículo especializado na temática, que possam acompanhar os estudantes na vida escolar, planejar e personalizar projetos pedagógicos, promover novos currículos acadêmicos e reformular os espaços institucionais.

Onde fazer a especialização em Neuropsicopedagogia?

Como vimos, na UCEFF, você encontra a pós em Neuropsicopedagogia e Educação Especial. O curso é na modalidade EAD, o que facilita e otimiza a sua rotina de estudos. Afinal, é você que decide quais aulas vai assistir em cada dia, quais conteúdos vai conferir por vez, qual a ordem das atividades de fixação que vai realizar etc.

Vale reforçar que a instituição tem nota 4 de 5 no Conceito Institucional (CI) do Ministério da Educação e conta com polos nos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Outro atrativo são os eventos acadêmicos realizados na faculdade, que geram espaço de produção científica, troca de conhecimentos e networking.

Além disso, a UCEFF disponibiliza graduações e pós-graduações com mensalidades que têm custo-benefício acessível aos estudantes, visando contribuir para o aperfeiçoamento profissional de mais pessoas.

Como mostrado, a pós em Neuropsicopedagogia é mais do que uma simples especialização. É um curso que aprimora seu potencial enquanto profissional da saúde e da educação e que está alinhado com uma demanda muito importante na atualidade: a inclusão social. Assim, contribui efetivamente para gerar mudanças positivas para todas as pessoas. Portanto, invista nessa formação e conquiste novas posições estratégicas no mercado de trabalho!

Ficou interessado em saber mais sobre o curso de Neuropsicopedagogia e Educação Especial da UCEFF? Então, acesse já o nosso site e confira as condições exclusivas para você garantir a sua matrícula!

Facebook Comments
Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This