Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Cursos tradicionais demandam ir em dias e horários fixos à faculdade para assistir às aulas e participar das atividades. Isso, para muitas pessoas, pode ser impeditivo a prosseguir estudos no nível superior. Já na faculdade com horário flexível, acontece diferente. Nessa graduação, conciliar estudo, trabalho e vida pessoal fica bem mais simples. Tal vantagem se deve à estrutura do ensino semipresencial.

Para entender como funciona essa modalidade de educação e perceber se é a mais indicada para você, confira abaixo!

Quais são os tipos de faculdade com horário flexível?

Com disciplinas cursadas a distância e metodologias que desenvolvem a autonomia dos alunos, elas são resposta certa à falta de tempo. Conheça, a seguir, essas modalidades de graduação!

Faculdades a distância (EaD)

Nas graduações EaD, a maioria das atividades é realizada no lugar e hora que o estudante achar melhor. As matérias têm foco na autoaprendizagem, em que o aluno estuda no próprio ritmo, com base nos materiais preparados para apoiar a construção dos seus conhecimentos.

Esse modelo vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil, assim como no cenário da educação mundial. Em uma faculdade a distância, o espaço de aulas e atividades é virtual, sendo essas práticas realizadas pela internet. O ambiente acadêmico, então, é substituído pelo ambiente virtual de aprendizagem (AVA).

A plataforma, na qual os materiais referentes às disciplinas são previamente publicados, concentra vídeos, textos de apoio e outros conteúdos. Eles são ali disponibilizados para o aluno consultar em seus momentos de estudos.

O ensino EaD inclui encontros presenciais para avaliações, que acontecem na sede da faculdade ou nos polos de apoio ligados à entidade educacional. A frequência dessas interações varia de acordo com o curso e a instituição, podendo ser quinzenal, a cada semestre ou somente no final da graduação.

Faculdades semipresenciais

Nessas faculdades, os cursos têm estrutura semelhante aos do EaD — o que muda é a quantidade de encontros, maior nas semipresenciais. Tais cursos preveem, em sua estrutura, uma frequência regular do aluno.

Portanto, quem escolhe um curso com mais aulas presenciais assume o compromisso de ir à faculdade com certa regularidade.

Essas aulas são ministradas uma ou até várias vezes por semana, dependendo da faculdade e da formação cursada. Nesses cursos, os alunos assistem aulas transmitidas ao vivo, com apoio das tecnologias — geralmente via satélite ou por meio de videoconferência.

Assim, tanto os professores interagem com a turma, como os estudantes têm oportunidade de trocar experiências e compartilhar aprendizagens. É possível, em tempo real, tirar dúvidas, levantar questionamentos e debater os conteúdos. Para viabilizar ainda mais todo o processo, há um tutor presente na sala de aula, com a função de acompanhar o ensino-aprendizagem dos alunos.

Os materiais utilizados nos momentos de interação são gravados e, depois, postados no ambiente virtual de aprendizagem. Os conteúdos ficam à disposição do aluno, para a continuidade da sua jornada formativa nos dias que não há encontros presenciais.

Faculdades presenciais com atividades EaD

Nessa formação, a maior parte da graduação é feita presencialmente, com no máximo 20% da carga horária oferecida na modalidade EaD. O procedimento é autorizado pelo Ministério da Educação e adotado por diversas instituições de ensino.

Dentro do limite estabelecido pelo MEC, cada entidade educacional tem autonomia para definir as matérias presenciais e as EaD. Para aquelas cursadas em EaD, são realizadas avaliações presenciais ao final dos módulos estudados.

Faculdades híbridas

A educação híbrida pode ser definida como uma variação da modalidade semipresencial, já que ambas apresentam traços em comum. Porém, mesmo com muitas semelhanças entre si, os dois tipos de ensino têm visões de aprendizagem e abordagem específicas.

50% de desconto na matrícula utilizando a nota do ENEMPowered by Rock Convert

Essa aprendizagem soma recursos tecnológicos típicos do ambiente virtual às possibilidades do ensino presencial. Tudo isso com a finalidade de conduzir os estudantes a uma aprendizagem ativa, de forma personalizada e abrangente.

A utilização da sala de aula invertida, o aprendizado por projetos e baseado na problematização de temáticas estão relacionados à metodologia empregada no ensino híbrido.

É recomendável fazer essas modalidades de faculdade?

As faculdades semipresenciais são ideais para quem quer unir a flexibilidade do ensino a distância aos múltiplos benefícios de frequentar o ambiente acadêmico. Avaliadas segundo os mesmos conceitos que o ensino presencial, as graduações com horário flexível devem ser autorizadas pelo MEC.

Com esse critério satisfeito, a entidade responsável pelo curso tem autoridade para conferir diploma aos estudantes concluintes. Esse diploma é idêntico ao do curso presencial, e sua validade é reconhecida em todo o território nacional.

No caso da opção pelo ensino semipresencial, é fundamental morar perto da faculdade ou de um dos polos de apoio da entidade. Afinal, essa graduação exige frequência regular, sendo que faltar além do permitido sujeita o aluno a ser reprovado nas matérias cujas aulas não assistiu.

Por isso, para ir bem nessa graduação é preciso conciliar os estudos à rotina cotidiana. Nesse contexto, tirar o máximo proveito das matérias que compõem a graduação escolhida.

Estratégias não faltam para ajudar quem pretende otimizar os estudos. Veja, a seguir, algumas dessas dicas para turbinar a produtividade!

Foque nos estudos

Na hora de estudar, evite distrações que possam comprometer a sua aprendizagem. Desligue-se das redes sociais, jogos e outras atividades. No tempo separado para aprender, dedique-se a assimilar os conteúdos, fazer as leituras e praticar os exercícios propostos pelo seu curso.

Não deixe as matérias acumularem

Estabeleça uma rotina de estudos, de forma a acessar regularmente o seu ambiente virtual do aluno (AVA). Se ficar dias sem contato com os materiais, eles vão se acumular e você terá de fazer tudo correndo — o que vai jogar contra sua formação, além de atrapalhar a tirar boas notas em trabalhos e avaliações.

Tire suas dúvidas

Sempre que surgirem dúvidas quanto às matérias, recorra aos professores ou tutores do seu curso e peça esclarecimentos. Para tal, use o recurso de atendimento online, dentro dos períodos em que o serviço estiver disponível.

Interaja sempre que possível

Na graduação semipresencial, cada encontro é uma nova oportunidade de interação com professores e colegas. Use isso a favor da sua jornada formativa, pois as trocas interpessoais são valiosas aliadas da construção de conhecimentos.

Administre bem a sua independência

A ausência de horários rígidos, bem como de precisar frequentar o curso todos os dias, precisa ser encarada como um estímulo à autonomia. Portanto, esteja pronto para administrar essa independência. Isso, de forma proativa, ou seja, tomando a iniciativa de acessar matérias e cumprir tarefas com a devida responsabilidade.

Viu só como a faculdade com horário flexível, seja curso híbrido, semipresencial ou EaD, é estruturada para oferecer qualidade de ensino com otimização de tempo? Feita na medida para proporcionar alto nível educacional e interação com o meio acadêmico, promove a chance ideal de crescer na vida.

Baixe, agora, o Guia do Enem para chegar bem preparado às provas que dão acesso à faculdade!

 

Facebook Comments