Ter um curso superior é um passo importante para conseguir uma vida com mais bem-estar, a partir de mais oportunidades de trabalho. Mas calma! Se você ainda não decidiu sua profissão, estamos aqui para ajudar! Cursar Agronomia semipresencial é uma boa ideia para quem tem afinidade com o campo e os animais e, ao mesmo tempo, precisa de um horário mais flexível.

Ou seja, dá para fazer uma faculdade enquanto trabalha e cuida de outras questões pessoais. Para você entender como a graduação funciona nessa modalidade, conversamos com Anderson Clayton Rhoden, professor e coordenador do curso semipresencial em Agronomia. É só seguir nas próximas linhas!

Como funciona o curso de Agronomia semipresencial da UCEFF?

Também chamado de ensino híbrido, o semipresencial conta com aulas presenciais e online ao mesmo tempo. Ele é dividido por semestres, com 5 disciplinas. Toda a grade horária é montada de acordo com as exigências do MEC, assim o estudante já sai preparado para atuar na profissão, bastando ter sua carteirinha profissional do Confea, de acordo com a região.

Anderson conta que, dessas 5 disciplinas, 3 costumam ser mais técnicas e presenciais, com necessidade de prática, laboratório, campo e interação com o professor. Essas aulas são realizadas sexta-feira à noite e sábado durante o dia.

As outras podem ser feitas online, por meio de uma plataforma. Nelas, são exigidas leituras e é possível assistir a vídeos. Para elas, há um professor e um tutor para atender aos alunos e orientá-los com dúvidas sobre a matéria ou o uso do dispositivo.

O curso tem duração de 5 anos, assim como o tradicional, além de uma carga horária de 4 mil horas, o que garante um conhecimento aprofundado na área. O coordenador explica que, por ser semipresencial, tem o objetivo de auxiliar estudantes que trabalham durante a semana.

Além disso, ele acrescenta: “a estrutura do curso aqui em Itapiranga, na UCEFF, conta com os laboratórios de Química, Biologia, Solos de Materiais, Laboratório de Sementes, Plantas de Lavouras e Microbiologia. É a mesma disponibilizada para o curso 100% presencial”.

Como acontecem as aulas práticas?

Nas sextas à noite, as aulas são em sala, com a discussão de um conteúdo e um professor para ensinar e orientar. Aos sábados, há visitas:

  • ao campo, para o aprofundamento em lavoura, perfis de solo, irrigação;
  • a propriedades que têm pastagem;
  • a estações de captação de água;
  • a propriedades que têm bovinos de corte e de leite;
  • a empresas parceiras.

A intenção é sempre fazer uma interação entre teoria e prática.

Como o mercado enxerga um curso desse tipo?

O ensino semipresencial, além de muito atrativo, é bem recebido no mercado de trabalho. Além do mais, no certificado de conclusão, não há nenhuma informação a respeito da modalidade (se foi toda presencial ou não), já que se presume não haver diferença quanto à qualidade do ensino.

Para Anderson, a profissão conta com boas perspectivas. “O agrônomo é bastante importante, pois trabalha em parceria com o produtor rural. Nosso país é do agronegócio e da produção de alimentos de toda ordem. Temos, hoje, um mercado precisando de profissionais que não apenas conheçam a técnica, mas também tenham uma visão global da coisa”.

Na UCEFF, uma das missões é formar profissionais com esse perfil, além de ensinar habilidades relacionadas a relações pessoais, meio ambiente e legislações, pois isso faz que eles tenham facilidade quando entrarem no mercado. O coordenador ainda conta que, de vez em quando, recebem comunicados de empregadores necessitando de colaboradores exatamente com essas características.

Entre as peculiaridades dessas empresas que oferecem vagas, estão aquelas que:

  • desenvolvem produtos;
  • trabalham com biotecnologia;
  • produzem tecnologias de preservação do meio-ambiente.

“Toda a América do Sul está numa crescente do agronegócio, essa demanda sempre vai existir. Por mais que um agricultor tenha tecnologias e existam os produtores rurais, o agrônomo tem o poder de orientar a melhor decisão”, afirma Anderson.

Quais as vantagens da modalidade semipresencial?

Além da flexibilidade nos estudos, em que cada aluno estuda de acordo com seu ritmo e suas possibilidades, confira as vantagens de cursar Agronomia da UCEFF na modalidade semipresencial!

Reputação acadêmica

O curso de Agronomia da UCEFF é um dos pontos fortes da instituição. Ele existe desde 2004 e já formou mais de 600 profissionais, deixando-os em boa colocação no mercado. Outro ponto importante é o fato de professores, coordenador e diretor serem muito próximos dos alunos.

Anderson conta que ele, por exemplo, trabalha com turmas de vários semestres e está sempre presente, participando dos eventos. Além do mais, a direção da instituição tem um canal direto e aberto para todos os alunos. Toda essa aproximação permite entregar um curso que atenda às necessidades de todos, a ponto de ser reconhecido por sua qualidade.

Infraestrutura

A infraestrutura apresenta boas condições tanto para aulas presenciais quanto para as práticas. Na existência de necessidades maiores, há várias parcerias com empresas públicas e privadas, além de produtores rurais. Isso permite uma ampla troca de conhecimento e uma noção maior da realidade.

Professores e ensino de qualidade

Os alunos podem contar com um ensino de qualidade até nas aulas online. Elas têm a presença de um professor, com formação e conhecimento na área específica. Ele interage com os alunos, traz exemplos práticos e teóricos. Assim, não há somente leitura do material ou vídeo. Existe uma interação rica. Durante as visitas técnicas, eles também são acompanhados. Isso dá um respaldo, por ter conhecedor daquele assunto.

Troca de experiências

Esse encontro presencial nas disciplinas permite a troca de experiência entre os alunos mais jovens e aqueles com mais idade e certa prática, o que engrandece o ensino. Além do mais, pela grande flexibilidade, o curso permite o ingresso de estudantes todos os meses, já que há sempre uma nova disciplina. Isso possibilita que os alunos montem a grade conforme seus interesses, desde que, claro, todas as disciplinas sejam realizadas até o fim do curso.

Entrar na UCEFF é ter a oportunidade de conhecer a maneira diferenciada no tratamento e no ensino, algo que existe desde a fundação da instituição. Os alunos são nossa grande missão, por isso o foco em habilitá-los para o mercado de trabalho.

Enfim, como você viu, a faculdade de Agronomia semipresencial é uma ótima possibilidade tanto para quem tem afinidade com o tema quanto para quem precisa de uma formação mais flexível, adequada às próprias necessidades.

Gostou de conhecer essa graduação? Caso tenha ficado com dúvidas ou precise de informações, entre em contato pelo nosso WhatsApp, que ajudaremos você!

Facebook Comments