Use sua nota do ENEM e ganhe 50% de desconto na matrícula.Powered by Rock Convert

Diante do atual contexto educacional, que enxerga o processo ensino-aprendizagem de forma cada vez mais abrangente, a Psicopedagogia tem espaço assegurado. Quem segue carreira nessa promissora área assume a missão de trabalhar em prol do pleno desenvolvimento humano. Para isso, durante a sua formação, o psicopedagogo adquire saberes que o habilitam a intervir nas dificuldades ligadas à aprendizagem.

Perceber potencialidades e conduzir o sujeito à realização das suas capacidades faz parte das suas responsabilidades. Assim, exerce papel determinante em diversos cenários educacionais, o que leva à constante demanda por seus atributos profissionais.

Para saber mais sobre essa instigante especialidade, prossiga com a leitura!

O que é a área da Psicopedagogia

A Psicopedagogia articula os conhecimentos de duas importantes áreas, que são a da saúde e a da educação. Em seus processos, a disciplina lida com o ensino-aprendizagem a partir da observação dos meios nos quais o sujeito transita.

Isso a partir de lançar olhar sobre a influência da família, escola e ambientes sociais na evolução da aprendizagem da criança, adolescente ou adulto.

Sua finalidade é alcançar a compreensão mais global possível daquilo que afeta o indivíduo e, a partir desse entendimento, intervir para a solução das problemáticas verificadas.

Como é um campo interdisciplinar por definição, utiliza saberes da Pedagogia, Psicologia e até da Genética — entre outras áreas —, em suas práticas.

O que o psicopedagogo estuda

Quem decide cursar Psicopedagogia clínica e institucional vai se dedicar, por cerca de 20 meses, ao estudo de disciplinas que enfatizam educação e psicologia. No decorrer dessa jornada formativa, terá matérias que aprofundam conhecimentos na aquisição de diferentes saberes, adentrando as múltiplas especificidades do ensino-aprendizagem.

Temáticas destinadas a lançar olhar sobre as interações do sujeito em suas relações familiares, com ênfase ao vínculo que elas mantêm com o processo educativo —, também fazem parte da formação.

Aspectos legais do exercício profissional, neurociência, psicomotricidade, inclusão e diversidade na educação compõem a grade do curso, que traz ainda muitos mais saberes em matérias que tratam da linguagem, psicopatologia, recursos lúdicos pedagógicos, transtorno do espectro autista, entre outros tantos assuntos.

Quem pode seguir a carreira

Para quem tem seu interesse despertado pela Psicopedagogia, a entrada na profissão costuma se dar por meio de pós-graduação. O requisito essencial de ingresso na especialização é ter concluído graduação em Psicologia, Pedagogia, Fonoaudiologia, ou ter licenciatura plena em alguma área do conhecimento.

O curso também é voltado a profissionais de áreas correlacionadas às acima descritas, que busquem entender como se pode prevenir, diagnosticar e reverter as dificuldades, os distúrbios e problemas ligados à aprendizagem.

Desse modo, os graduados que pretendem compreender integralmente o processo de construção de conhecimentos alcançam vastas possibilidades de aperfeiçoamento no curso.

Com isso, encontram todas as condições de alcançar excelência nas suas práticas pedagógicas e constroem saberes específicos que os tornam especialistas na área da Psicopedagogia.

Possibilidades de atuação do psicopedagogo

Na Psicopedagogia existem duas grandes áreas de atuação, denominadas Institucional e Clínica. Então, ao cursar Psicopedagogia Clínica e Institucional o profissional se prepara para atender em variados cenários.

Sua capacitação permite trabalhar em consultórios, clínicas, hospitais, escolas, empresas e outras organizações públicas e privadas. Confira, a seguir, as muitas chances à espera do especialista em Psicopedagogia!

Âmbito clínico

Nesse domínio da Psicopedagogia, o foco do trabalho é a compreensão da origem das dificuldades de aprendizagem manifestadas pelo indivíduo. Essa investigação conduz à elaboração de um diagnóstico, à proposição de intervenção e ao acompanhamento dos variados casos.

A capacitação na área permite trabalhar em consultórios, clínicas e hospitais, entre outros espaços de promoção da saúde.

Âmbito institucional

A Psicopedagogia em esfera institucional se volta à construção e socialização dos saberes. No cotidiano das escolas, por exemplo, o psicopedagogo atua na promoção do desenvolvimento cognitivo, além de acompanhar a rotina escolar dos alunos.

Também colabora para os professores e demais protagonistas da educação refletirem acerca de suas práticas. Dessa forma, apoia a constante melhoria das condições do processo de ensino-aprendizagem em seus diversos campos.

Instituições com alta demanda por psicopedagogos

Há amplas oportunidades de trabalho para o psicopedagogo nas grandes empresas e corporações. No setor de Recursos Humanos, por exemplo, atua no apoio ao processo de aprendizado dos funcionários, bem como na orientação em torno da contratação de pessoas com deficiência.

O psicopedagogo também é solicitado em instituições jurídicas, nas questões envolvendo a infância — especialmente quando problemas familiares interferem no processo de escolarização.

Organizações não Governamentais (ONGs) e centros comunitários integram as possibilidades de quem tem especialização em Psicopedagogia.

Importância da formação profissional

Para ter toda a condição de construir saberes específicos na área de Psicopedagogia, é fundamental cursar a especialização em uma faculdade gabaritada. Portanto, desde a estrutura da instituição de Ensino Superior até a matriz curricular do curso — que deve ser inovadora e completa — precisam ser analisados.

A credibilidade da entidade educacional, assim como seu corpo docente são mais aspectos merecedores de toda atenção. Um jeito eficiente de mensurar tais pontos é verificar o conceito que o MEC atribui à instituição. Afinal, os estabelecimentos com pontuação alta traduzem esse reconhecimento em qualidade de ensino.

Atente, ainda, a como o curso se encaixa no seu tempo, para ter certeza de conseguir conciliá-lo com os demais compromissos. O ideal é a instituição proporcionar horários que respeitem a sua rotina profissional.

Caso contrário, você corre o risco de se sobrecarregar, o que é contraproducente aos estudos. Ou seja, ao buscar o curso certo para você, direcione a sua procura a uma instituição que ofereça excelência educacional e horários que facilitem a frequência.

A Psicopedagogia Clínica e Institucional abre um leque de opções para quem decide se especializar na área. Claro que, conforme mencionamos anteriormente, não basta fazer qualquer curso — é preciso investir em uma pós-graduação com excelência comprovada. Dessa maneira, obter todos os recursos para ingressar no mercado com alto nível de qualificação, e alcançar sucesso na empolgante carreira!

Agora que você já conhece as especificidades da Psicopedagogia, entre em contato com a UCEFF. Cursar pós-graduação na maior instituição de ensino superior do oeste catarinense fará toda a diferença na sua formação!

 

Facebook Comments