A escolha da profissão é um dos momentos mais importantes da vida de qualquer um. Afinal, mesmo que hoje exista mais flexibilidade para mudar de carreira, você sabe que vai investir bastante tempo e dinheiro na formação. Por isso, a maioria gosta de acertar na primeira tentativa, certo?

Então, para aumentar a chance de sucesso, o primeiro passo, antes de tomar uma decisão, é aprender o máximo possível sobre cada profissão. No post de hoje, vamos explicar o que faz um engenheiro eletricista. Boa leitura!

A formação do engenheiro eletricista

Não poderíamos começar este post sem falar sobre como é a formação de quem deseja atuar na área. E, como você certamente já sabe, a carreira se inicia com uma graduação em Engenharia Elétrica.

Assim como em outras engenharias, o curso dura cinco anos. No começo, você terá principalmente matérias básicas ligadas à Matemática e Física.

Depois, você passa a estudar matérias mais aplicadas. É comum, também, ter algumas matérias de administração, já que muitos engenheiros podem ocupar cargos de gestão em empresas de diversos ramos, especialmente na construção civil e empresas de tecnologia.

Mas não pense que a formação do engenheiro eletricista acaba com o fim da graduação! Existem várias opções de pós-graduação que você pode — e deve — fazer de acordo com a sua escolha de carreira.

Se você gostar da faculdade e quiser, futuramente, dar aulas a outros engenheiros, é recomendável fazer a pós-graduação stricto sensu, ou seja, Mestrado e Doutorado. Essa também é uma excelente opção para quem quer trabalhar com pesquisas em laboratórios.

Se você quer mesmo colocar a mão na massa, trabalhando diretamente em projetos e cuidando da parte técnica das obras, a melhor opção é uma especialização em engenharia elétrica. Você pode se especializar em diversos assuntos, como telecomunicações ou sistemas de potência.

E, se você perceber que leva jeito para a liderança, pode investir em uma pós-graduação em administração ou, quem sabe, um MBA em Gestão de Negócios.

O importante é perceber que, para se manter atualizado, você não pode parar de estudar!

O dia a dia de um engenheiro eletricista

Você pode ter a impressão de que o engenheiro eletricista vai passar seus dias de trabalho sempre consertando circuitos elétricos e eletrônicos. Em partes isso é verdade, principalmente para quem está no começo da carreira — como estagiário ou trainee ou até um engenheiro júnior.

No entanto, conforme o tempo passa, isso deve mudar. O engenheiro mais experiente tem boa parte de sua rotina ocupada com atividades de planejamento para os projetos da empresa — e também participando de reuniões de progresso das obras, preparando relatórios com resultados de métricas e outras atividades de caráter administrativo ou estratégico.

Além disso, como Engenheiro Eletricista, é muito provável que você alcance o cargo de gestor de equipe. Então, é muito importante saber lidar com pessoas e ter boas habilidades de comunicação e liderança.

Portanto, engana-se quem pensa que o engenheiro trata apenas de números e cálculos. No dia a dia da profissão, você terá de:

  • dar feedback aos colaboradores — tanto em situações positivas quanto negativas;

  • intervir em conflitos com imparcialidade e manter a harmonia na equipe;

  • tomar decisões sobre contratações, desligamentos e promoções;

  • manter todos focados e motivados para atingir as metas.

Outras informações importantes a considerar! O dia de trabalho do engenheiro eletricista começa cedo e termina tarde. Dependendo do papel que você desempenha na equipe, pode ter que trabalhar até mesmo de casa, pois há diversas demandas que devem ser resolvidas com certa urgência.

Como você pode perceber, a rotina de trabalho do Engenheiro Eletricista é bem dinâmica. Portanto, adapta-se bem nessa profissão aquele indivíduo que tem disposição para enfrentar todos os tipos de desafios.

Quem prefere trabalhar sentado em uma mesa com um computador e telefone, talvez deva pensar em outra opção para a graduação.

Outra característica que ajuda muito quem quer ser Engenheiro Eletricista é a produtividade. Você terá muitas tarefas para realizar — e o tempo disponível é limitado. Então, é indispensável ter muita organização e foco para dar conta do recado!

O campo de trabalho e o salário de um engenheiro eletricista

Nós já mencionamos alguns campos possíveis de trabalho do Engenheiro Eletricista, como professor de ensino técnico e superior ou atuando em projetos. Vamos aprofundar um pouco mais neste tópico.

Se você quer atuar em projetos, pode trabalhar em diversos segmentos do mundo corporativo. A abrangência vai desde as grandes empresas de distribuição de energia até indústrias fabricantes de componentes para aparelhos eletroeletrônicos.

Na construção civil, o engenheiro eletricista será responsável por projetar como será feita a instalação da fiação na obra. Nas telecomunicações, atua na criação de sistemas de transmissão de dados, como antenas e fibra óptica.

Resumindo: na grande maioria das indústrias existe espaço para um Engenheiro Eletricista, independentemente do ramo.

Uma alternativa é seguir carreira na iniciativa pública, que tem como maior vantagem a chamada estabilidade. Para isso, é necessário passar no concurso público, uma prova tão importante quanto o vestibular.

Muitos concursos são específicos para profissionais formados em engenharia, enquanto outros são abertos para indivíduos com qualquer formação superior. Você leva a vantagem de ter uma boa base em conhecimentos de exatas, conhecimentos de exatas, graças à faculdade.

Agora, vamos ao que realmente interessa: quanto ganha um engenheiro eletricista?

Dados apontam que o salário varia de R$ 5.100,00 a R$ 8.200,00. Não se esqueça de que esse valor vai depender do nível de sua formação (ou seja, se fez alguma pós-graduação), do seu tempo de experiência e do porte da empresa.

Mesmo assim, é um valor bastante atrativo para quem considera fator financeiro relevante na escolha da profissão.

E então, você acha que a vida de Engenheiro Eletricista é a escolha certa? Tem tudo a ver com seu perfil? Então, vá fundo, planeje seus estudos e persista nessa profissão! As oportunidades de crescimento são excelentes e a demanda por engenheiros no mercado de trabalho é sempre alta.

 

Agora, se você ainda tem dúvidas, não se preocupe. Basta entrar em contato com a Uceff e nós teremos prazer em explicar mais detalhes sobre o curso e a carreira de quem faz engenharia elétrica.

Facebook Comments