Quer se preparar para o mercado de trabalho? Então confira as possibilidades para o público jovem.

É importante conhecer essas alternativas, principalmente se você ainda tem dúvidas em relação ao seu futuro profissional. Assim, você garante experiências que podem qualificar o seu currículo ao mesmo tempo em que adquire habilidades e competências.

Fique atento às nossas dicas e garanta um bom começo de trajetória profissional para a sua vida.

Realize um trabalho voluntário

Antes de embarcar em busca de uma melhor qualificação profissional com salários dentro das suas expectativas, é possível adquirir experiências com o trabalho voluntário.

Por meio dele, você pode colocar em prova a sua disciplina no dia a dia de trabalho, ganhar traquejo no relacionamento interpessoal e até mesmo aperfeiçoar suas capacidades para lidar com determinados procedimentos.

O voluntariado, além de ser útil para causas nobres, também permite a você testar suas características pessoais antes de se colocar no mercado de trabalho.

Exemplos disso não faltam: o Teto é uma ONG que atua no auxílio a pessoas que precisam de um lugar para viver. Trata-se de um movimento que visa diminuir situações de extrema pobreza em regiões socialmente desfavorecidas.

Por isso, seus voluntários vivem situações ricas — que vão desde colocar a mão na massa para levantar as casas até fazer parte do mundo delas e aprender com o que as pessoas têm de melhor, ou seja, a experiência de vida.

Outros programas também são muito úteis do ponto de vista pessoal. É o caso do Agente de Mudança, do Greenpeace. Por meio dele, você pode organizar grupos, criar eventos e mobilizar pessoas em prol das causas defendidas pela entidade.

Trabalhe como freelancer

Quer criar uma fonte de renda? Você pode oferecer seus serviços como freelancer. Basta ter um mínimo de conhecimento sobre determinado tema.

Como você ainda não tem experiência, pode começar com trabalhos menores e ir aperfeiçoando, aos poucos, suas habilidades e sua capacidade de entrega — sempre dando atenção aos feedbacks recebidos.

Grandes empreendedores da história começaram assim, apostando em brechas que o mercado oferecia para apresentar soluções. Bill Gates começou em uma garagem e, a partir dela, construiu a Microsoft — companhia presente no mundo todo. O mesmo aconteceu com Steve Jobs que, aos 12 anos, fez com que o pai retirasse suas ferramentas de conserto de veículos para abrir espaço na casa — a primeira sede da Apple.

Se você tem alguma ideia e confia no seu potencial, invista seu tempo nisso. No mínimo, essa será uma experiência útil para o futuro.

Um diferencial que você tem em relação a esses dois gênios é que, muito em função do que eles fizeram, hoje já é possível contar com recursos sofisticados usando somente o seu computador. Assim, se você tem um talento, procure alternativas para colocá-lo em prática.

Quer um exemplo? Se você escreve bem, é possível se candidatar para uma vaga de freelancer na Rock Content. Já se o seu talento é na programação, há diversos sites em que você pode se cadastrar para oferecer seus serviços.

Faça estágios

O estágio não é uma alternativa exclusiva para estudantes de ensino superior. Você pode estagiar ainda no ensino médio. Assim, de forma supervisionada, você consegue aprender sobre o mercado e colocar em prática seus conhecimentos.

E é a supervisão o grande diferencial do estágio. Ela permite que você aprenda não somente com os próprios erros, mas também com base em conhecimentos e instruções de pessoas que já têm vivência naquela atividade.

Pesquise na sua escola e pergunte para seus professores sobre essas ofertas de estágio. Além disso, saiba que existem inúmeros programas oferecidos pela iniciativa privada. Procure por entidades como o CIEE de sua cidade para se informar melhor.

Com essa experiência, ao chegar no mercado de trabalho, suas chances de surpreender seus empregadores serão maiores — e isso poderá facilitar o seu crescimento profissional.

Seja um monitor na faculdade

Já na fase do ensino superior, é possível ter um aprendizado ainda mais específico com programas de monitoria da sua instituição.

Neste caso, você atua diretamente vinculado ao professor, que dará as devidas orientações em função dos aspectos do curso e da disciplina da qual você é o monitor. Assim, é possível acompanhar o profissional especializado no que ele faz para aprender e aprofundar em determinados tópicos e conceitos da área.

Essa é uma excelente alternativa para quem quer direcionar o aprendizado com a orientação de um especialista. Você pode adquirir conhecimentos tanto nos processos que envolvem a área acadêmica quanto naqueles de mercado, dependendo do curso e, principalmente, do perfil do professor.

Portanto, se o seu interesse é ser professor, basta seguir a referência para que, no futuro, você esteja nessa posição. E se a sua vontade é de atuar no mundo corporativo, a monitoria pode ser o primeiro passo para a criação de um networking interessante.

Participe de programas de iniciação científica

A pesquisa acadêmica é fundamental para que a faculdade compartilhe com a sociedade uma parte do conhecimento construído ali.

Sendo assim, quando você faz parte de um programa de iniciação científica, passa a ter uma grande responsabilidade, pois está contribuindo para o desenvolvimento da ciência e para a melhoria da vida em sociedade.

Isso exige de você, enquanto pesquisador, um esforço para buscar soluções úteis e acessíveis às pessoas.

Esse processo faz com que você amadureça não só como pessoa, mas também como profissional, representando uma fonte de experiência importante para o seu futuro no mercado de trabalho.

Além disso, esse o trabalho científico pode abrir portas na instituição de ensino e também na indústria. Caso sua pesquisa seja relevante, não faltarão apoiadores para que você dê continuidade a ela em estágios mais avançados ou em oportunidades de emprego.

As empresas poderão contar com o seu trabalho para oferecer soluções envolvendo produtos e serviços. Não são poucos os casos de estudantes que, devido à qualidade da pesquisa, recebem ofertas vantajosas para trabalhar em grandes empresas — até mesmo no exterior.

Como visto, há diversas opções para adquirir experiência e melhorar o currículo antes de buscar o primeiro emprego. Portanto, comece a pesquisar algumas delas para garantir as melhores vivências profissionais. Com certeza, elas ajudarão na conquista daquela tão sonhada vaga.

E você? O que achou das dicas para obter experiência profissional? Conhece outras oportunidades ou sabe de algum trabalho voluntário que precisa de pessoas dispostas a ajudar? Deixe seu comentário aqui no post.

Facebook Comments