Descubra o que faz um engenheiro de software!

6 minutos para ler
Qual Engenharia escolher? Descubra respondendo o quiz!

A tecnologia tornou-se uma das protagonistas no mercado de trabalho. Afinal, as ferramentas tecnológicas e softwares oferecem suporte para profissionais de diferentes áreas de atuação. Nesse sentido, entender o que faz um engenheiro de software é um passo importante para quem deseja construir ou fortalecer a carreira.

Esse profissional trabalha na criação e no desenvolvimento de várias ferramentas que utilizamos no dia a dia. No entanto, você realmente sabe quais são suas habilidades e responsabilidades?

Neste artigo, exploraremos essa atividade. Além de explicar o que é a engenharia de software e o que faz um engenheiro dessa área, você descobrirá como se tornar um. Acompanhe!

O que é a engenharia de software?

A engenharia de software é uma das inúmeras carreiras na área de engenharia que atrai o interesse de profissionais com capacidade de análise de problemas complexos e pensamento crítico.

Nessa área, combinam-se conhecimentos de ciências exatas e humanas, com foco na projeção, desenvolvimento, testagem e manutenção de softwares. Utilizando princípios da engenharia, os profissionais criam soluções que atendem as demandas de diversos setores.

Entre as inúmeras atividades, esse campo contempla o desenvolvimento de software, o gerenciamento de projetos e a engenharia de sistemas.

Desenvolvimento de software

A engenharia de software é responsável por criar desde pequenos sistemas até grandes softwares corporativos. Esse processo contempla o levantamento das necessidades dos clientes e a elaboração do projeto, definindo sua arquitetura, estrutura de dados, algoritmos, interface do usuário e outros aspectos técnicos.

Além disso, há a fase de implementação ou codificação, na qual os desenvolvedores escrevem o código-fonte do software usando linguagens de programação e ferramentas específicas, seguida pela realização de testes para garantir o funcionamento adequado.

Após os testes, o software é implantado no ambiente de produção, em que será utilizado pelos usuários finais. Essa etapa pode envolver a configuração do sistema, a migração de dados e o treinamento dos usuários.

Após a implantação, o software precisa de manutenção constante para corrigir erros, adicionar novas funcionalidades, adaptar-se a mudanças no ambiente e garantir o funcionamento adequado no médio e longo prazo.

Gerenciamento de projetos de software

Além de desenvolver, os profissionais da área detêm o conhecimento necessário para garantir o andamento dos projetos e a sua conclusão dentro do prazo e do orçamento previstos, garantindo a adequação à expectativa do cliente.

Engenharia de sistemas

Em projetos de desenvolvimento de sistemas complexos, engenheiros de software e engenheiros de sistemas trabalham em conjunto. Os últimos definem os requisitos gerais do sistema e sua arquitetura, enquanto os primeiros se concentram no desenvolvimento e na integração do software que fará parte desse sistema.

O que um engenheiro de software faz?

O engenheiro de software tem o conhecimento necessário para realizar uma série de atividades que, em geral, têm relação direta ou indireta com o desenvolvimento de sistemas.

Isso inclui a análise das necessidades de usuários e clientes, o desenvolvimento de projetos que atendam essas necessidades, a codificação, o teste de códigos, a implementação e o gerenciamento de softwares.

Dessa forma, o engenheiro de software é um profissional responsável por projetar, desenvolver, testar e manter softwares, utilizando princípios e práticas da engenharia para garantir a qualidade, a eficiência e a confiabilidade das soluções.

As suas atividades contemplam todo o ciclo de vida do software, desde a concepção da ideia até a implantação e a manutenção do sistema.

Como se tornar um engenheiro de software?

Existem diversos caminhos que podem ser seguidos por quem deseja se tornar um engenheiro de software. O mais conhecido é a graduação, tanto na área de engenharia de software quanto em cursos como ciência da computação, engenharia da computação e sistemas de informação. Entenda:

  • engenharia de software — é o curso mais específico, tendo toda a grade curricular focada no ciclo de vida do software;
  • ciência da computação — curso de graduação que tem uma base teórica mais sólida em algoritmos, estruturas de dados e computação, com algumas disciplinas de software;
  • engenharia da computação — curso de graduação que combina conhecimentos de hardware e software, ideal para quem se interessa por sistemas embarcados e robótica;
  • sistemas de informação — curso que aborda a aplicação da tecnologia na gestão de negócios, com disciplinas de desenvolvimento de software.

Além dos cursos de graduação, existem as especializações e pós-graduações. Elas são indicadas para quem já tem uma formação em outra área e quer se aprofundar no desenvolvimento de softwares.

Destaca-se que a pós-graduação em engenharia de software da UCEFF pode ser um diferencial para quem busca se destacar no mercado de trabalho, oferecendo uma formação sólida e atualizada nesse campo.

Faixa salarial

A remuneração varia de acordo com o nível de experiência (júnior, pleno ou sênior), a região onde o profissional atuará, a empresa e as especializações. Por exemplo, engenheiros de software com conhecimentos em inteligência artificial ou segurança de dados podem ter uma remuneração mais alta.

De acordo com dados do Glassdoor, Vagas.com e Indeed, a média salarial para um engenheiro de software júnior fica em torno de R$ 4.500 a R$ 8.000. Já um profissional sênior pode receber de R$ 12.000 a R$ 30.000 ou mais, dependendo de sua experiência e especialização.

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho está repleto de oportunidades para profissionais que desejam atuar com engenharia de softwares. Cresce a demanda por profissionais qualificados para atuar em áreas como:

  • desenvolvimento de aplicativos;
  • desenvolvimento web — sites, portais e sistemas online;
  • desenvolvimento de sistemas baseados em inteligência artificial;
  • atuação em implementação de práticas e sistemas de segurança da informação, com foco especial em proteção de dados e sistemas contra ataques cibernéticos;
  • análise de grandes volumes de dados para obter insights e tomar decisões (Big Data);.
  • desenvolvimento e gerenciamento de aplicações em nuvem (cloud computing);
  • desenvolvimento de softwares para dispositivos conectados (IoT).

Com o avanço da tecnologia e a transformação digital das empresas, a procura por engenheiros de software tende a continuar crescendo nos próximos anos. Como você viu, as atividades desenvolvidas por esses profissionais favorecem diferentes setores do mercado.

Agora que você já sabe o que faz um engenheiro de software, aproveite para investir na sua carreira. Saiba mais sobre a pós-graduação em engenharia de software da UCEFF!

Facebook Comments
Quiz - A carreira acadêmica é para você?
Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This